Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313376
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Poliformismo da haptoglobina, status de ferro e proteinas de fase aguda em pacientes infectados pelo virus da imunodeficiencia humana (HIV)
Author: Zaccariotto, Tania Regina
Advisor: Sonati, Maria de Fátima, 1958-
Abstract: Resumo: A haptoglobina (Hp) humana é uma glicoproteína plasmática tetramérica (a2b2), sintetizada no fígado, com propriedades antioxidativas e imunomodulatórias. É codificada por dois alelos codominantes, HP1 e HP2, de cuja combinação resultam três principais genótipos/fenótipos (Hp1-1, Hp2-1 e Hp2-2), os quais apresentam distintas eficiências em suas atividades. Vários autores têm investigado a influência do polimorfismo da Hp na suscetibilidade e evolução clínica de diferentes doenças humanas, incluindo a infecção pelo HIV. Os resultados, entretanto, são controversos, dependendo do aspecto investigado e da origem da população estudada. Foram aqui analisados 387 pacientes brasileiros HIV-1+ (classificados clinicamente em A=177, B=51 e C=159, segundo classificação do Center for Disease Control-CDC-USA) e 142 controles normais, soronegativos, quanto à distribuição dos genótipos de Hp e à influência desse polimorfismo no status de ferro (ferro sérico, ferritina, transferrina e saturação da transferrina) e nas concentrações séricas das proteínas de fase aguda - Hp, proteína C reativa, fibrinogênio e albumina. Entre os pacientes, as contagens de linfócitos T-CD4+ e as determinações de carga viral também foram comparadas. Os resultados não revelaram diferenças significativas na distribuição dos genótipos, nem entre pacientes e controles, nem entre os subgrupos clínicos da doença, embora, entre os pacientes, as proporções genotípicas não tenham correspondido ao equilíbrio de Hardy-Weinberg (p<0,05). Com relação aos parâmetros bioquímicos analisados, a única diferença estatisticamente significante foi quanto as concentrações séricas de Hp nos indivíduos com genótipo Hp2-2, inferiores aos demais, tanto nos pacientes quanto nos controles (p<0,001), resultado também encontrado em estudos prévios em outras populações. Nenhuma outra diferença ou correlação relevante pode ser detectada, sugerindo que, na população aqui investigada, o polimorfismo da Hp não exerce influência importante. Um quarto fenótipo, denominado ¿HP0¿, correspondente à Hp reduzida ou ausente no plasma, foi encontrado em 28% dos pacientes e 12% dos controles normais, mas as bases moleculares não foram esclarecidas, sendo que em parte dos pacientes essa ¿hipohaptoglobinemia¿ pode ser secundária a episódios de hemólise ou disfunção hepática

Abstract: Haptoglobin (Hp) is a plasma protein with antioxidant and immunomodulatory properties. Three main genotypes/phenotypes (Hp1-1, Hp2-1, Hp2-2) show distinctive efficiencies in their activities and have been related to susceptibility and/or outcome in different diseases, including HIV-infection. We compared the Hp genotype distribution between 387 Brazilian HIV-1-seropositive patients, sub-classified in A, B and C according to the Center for Disease Control-USA, and 142 healthy controls. We also investigated the influence of this polymorphism on the iron status (serum iron, ferritin, transferrin, transferrin saturation), the acute-phase proteins Hp, C-reative protein, fibrinogen and albumin, the viral loads and the CD4+ T-lymphocyte counts. There was no significant difference in the Hp genotypes distribution, neither between patients and controls nor among the clinical subgroups, although in the patient group the genotype distribution did not follow the Hardy-Weinberg equilibrium (p<0,05). Apart the lowest Hp concentrations showed by Hp2-2 individuals (patients and controls), no other significant difference or relevant correlation was observed, neither in the genotype frequency distribution nor in the biochemical parameters analyzed here, suggesting that the Hp polymorphism does not exert an important influence on these variables in the population investigated. The HP0 phenotype, correspondent to absent or reduced Hp in the plasma, was detected in 28% patients and 12% controls, but the molecular basis was not determined and, in part of the patients, this hypohaptoglobinemia can be secondary to hemolysis or liver dysfunction
Subject: Haptoglobinas
Carga viral
HIV (Vírus)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Zaccariotto_TaniaRegina_M.pdf3.03 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.