Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313354
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Concepções de cirurgiões dentistas sobre tecnologias de saude bucal coletiva e seu uso num sistema local de saude
Author: Brandt, Alexandre Camargo
Advisor: Andrade, Maria da Graça Garcia, 1954-
Andrade, Maria da Graça Garcia Garcia
Abstract: Resumo: A concepção mais comum sobre tecnologias é de que são instrumentos materiais do trabalho. Refletem na verdade um modo de produção cujos fins acabam supervalorizando os meios pelos quais o trabalho será realizado, sendo tomados como imprescindíveis. Na área de saúde isto se reproduz, mas em contrapartida a Saúde Coletiva, campo de saber humano, tem contribuído para outra visão, desenvolvendo e concebendo tecnologias não materiais, resgatando a relação humana como instrumento para se produzir cuidado e melhoria das condições de vida. Este trabalho buscou conhecer as concepções de cirurgiões dentistas sobre as tecnologias de saúde bucal, especialmente quanto a fluoretação da água e de avaliação do risco de cárie dentária e seu uso em um sistema local de saúde; analisa-as à luz da determinação social do processo saúde-doença e do papel do sujeito na ação relacional produtora de cuidado segundo conceitos da Saúde Coletiva. No estudo, que se enquadra predominantemente na metodologia da pesquisa social, utilizou-se, como principal método de abordagem empírica do objeto, a técnica do grupo focal, envolvendo 12 dos 26 cirurgiões dentistas da rede pública do município de Amparo. As discussões grupais que pressupõe a técnica, se deram em torno da construção de caixas de ferramentas tecnológicas da saúde bucal e, num momento seguinte, do uso de tecnologias em um caso fictício relacionado à atenção em saúde bucal. Como resultado do trabalho de campo podemos dizer que as concepções dos dentistas participantes, sobre tecnologia, fogem um pouco do que, tradicionalmente, vemos na sociedade de um modo geral. Embora se tenha associado com pequena predominância instrumentos materiais às tecnologias, instrumentos não materiais, também o foram, com freqüência. A maioria dos instrumentos, materiais ou não, concebidos como tecnologias tem o ambulatório como seu local de uso privilegiadamente; porém, as tecnologias de flúor na água de abastecimento, avaliação de risco de cárie, educação em saúde, trabalho em equipe, estiveram presentes no discurso dos profissionais, como próprias da saúde bucal coletiva, que sinaliza também para a concepção de tecnologias cujo uso se dá em coletivos e não apenas restrita ao indivíduo. Os dentistas participantes do estudo identificaram cárie e fluorose, não apenas em sua condição bucal, mas também decorrente de outras condições, especialmente do cuidado familiar. A partir desse entendimento, conceberam uma atenção cuidadora baseada em intervenções técnicas na boca, educação em saúde e algum tipo de abordagem com os pais, não estruturada em instrumentos técnicos ou saberes, mas ficou marcada como intencional. Discute-se que o flúor na água de abastecimento deve ser reconhecido como tecnologia, cujo uso no coletivo é justificado por indicadores epidemiológicos de cárie e fluorose, e que deve ser recomendado na atenção individual visando educação em saúde para ganho de autonomia e auto-cuidado. Discute-se ainda que a avaliação de risco de cárie deve ser realizada objetivamente, principalmente em relação às condições bucais, com adoção de protocolos, mas também, subjetivamente com percepções intuitivas de condições de vida, que juntas acabam indicando necessidade de cuidados especiais. Ao final considera-se que o referencial da Saúde Coletiva tem contribuído para novas concepções das tecnologias e de seu uso, principalmente, no que se refere a integralidade do ser humano e da centralidade das relações intersubjetivas como produtora de cuidado

Abstract: The most common conception about technologies is that they are material instruments of work. In fact they reflect a production way where it has interest in valuing the ways of doing things and not the results. In health it reproduces itself, but on the other hand the Collective Health, knowledge field, has contributed to another vision, developing and conceiving non-material technologies, rescuing the human being relation as an instrument to produce care and improvement of the life conditions. This work searched to know the conceptions of dental surgeons on the technologies of health buccal, especially concerning the ¿fluoretação¿ of the water and evaluation of the risk of dental caries and its use in a local system of health and to analyze them in the light of the social determination of the process health-illness and the part of the citizen in the producing relational action of care according to concepts of the Collective Health. In the study, that fits predominantly in the methodology of the social research, it was used, as a main method of the object approaching, the focal group technique, involving 12 of the 26 dental surgeons of the town hall of ¿Amparo¿ city, which discussion was about the use of technologies of buccal health in a story problem. The majority of the technologies were made available to use in clinic, however, the fluorine technologies in the water supply, evaluation of caries risk, health education, work in team, were presented in the professional speech, as proper of the collective buccal health, which also indicates to the conception of technologies which use is given in collective and not only restricted to the individual. The use of the technologies was investigated through interventions in a story problem presented to the group. The dentists identified caries and ¿fluorose¿, in this case, not only in buccal, but also due to other conditions, especially of the familiar care. Thus the group intervenes in the case as being of high risk to the caries, with intensive fluorine therapy, filling of the cavities, health education and some type of approaching with the parents that was not structured, but was as intentionally marked. It is argued that the fluorine in the water supply must be recognized as technology, which use in the collective is justified by indicating epidemiologists of caries and ¿fluorose¿, which must be recommended in the individual attention aiming health education for earn of autonomy and auto-care. It is still argued that the evaluation of caries risk must carried out with a aim, mainly concerning the buccal conditions, with adoption of protocols, but also, subjectively with intuitive perceptions of life conditions, that altogether indicates the necessity of special cares. It is concluded that the referential of the Collective Health has contributed for new conceptions of technologies and its use, mainly regarding the integrity of the human being and the centrality of the inter subjective relations as care producing
Subject: Serviços de saúde
Avaliação de riscos
Flúor
Cárie dentária
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Brandt_AlexandreCamargo_M.pdf1.42 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.