Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313205
Type: TESE
Title: Avaliação da prevalencia de depressão em mulheres com endometriose atraves do BDI
Author: Lorençatto, Carolina
Advisor: Petta, Carlos Alberto, 1960-
Abstract: Resumo: O objetivo deste estudo foi comparar a prevalência de depressão entre mulheres portadoras de endometriose com e sem queixa de dor pélvica crônica através do Inventário de Depressão de Beck. Para tal, foram entrevistadas 100 mulheres com diagnóstico cirúrgico de endometriose, divididas igualmente em dois grupos: com e sem dor. A depressão foi avaliada e classificada através do Inventário de Depressão Beck, sendo utilizado para análise estatística das variáveis o teste qui-quadrado, a Análise de Regressão Múltipla e a Análise Discriminante Multivariada. A prevalência de depressão encontrada foi: 86% no grupo com dor e 38% no grupo sem dor. A única variável significativamente associada à depressão foi a dor pélvica crônica. Queixas depressivas referentes à preocupação somática, inibição para o trabalho, falta de satisfação e tristeza/humor deprimido estiveram significativamente associadas ao grupo com dor. A queixa de sensação de fracasso foi à única associada ao grupo sem dor. Apesar da prevalência de depressão ter sido maior no grupo com dor, esse sofrimento emocional não deve ser ignorado em mulheres sem o sintoma doloroso. A avaliação e acompanhamento psicológico podem auxiliar no tratamento da endometriose, objetivando melhorar a qualidade de vida dessas mulheres

Abstract: The objective of this study was to compare the prevalence of depression between women with surgical diagnosis of endometriosis with and without pelvic pain. A total of 100 women, 50 in each group were interviewed and answered the Beck Depression Inventory. Statistical analyses were performed using the Chi-square test, Multiple Regression and Discriminated Multivariate analysis. Depression was found in 86% and 38% of the women with and without pain respectively. Depression complaints as somatic concerns, unwillingness to work, lack of satisfaction and sadness were significantly more observed in the pain group. Sensation of failure was the only variable more observed in the group without pain. Although depression was higher in the pain group, its occurrence was still high in the group without pain. The evaluation and treatment of depression can be helpful for women with endometriosis, especially those with pelvic pain
Subject: Endometriose
Endométrio
Dor
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lorencatto_Carolina_M.pdf622.86 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.