Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313085
Type: TESE
Degree Level: Mestrado
Title: Perfil sociodemográfico, estilo de vida, condições de saúde e transtorno mental comum de trabalhadores de uma penitenciária feminina do estado de São Paulo
Title Alternative: Sociodemographic profile, lifestyle, health conditions and common mental disorder of the staff of a female prison in São Paulo state
Author: Silva, Heloísa Maris Martins, 1980-
Advisor: Santiago, Silvia Maria, 1958-
Abstract: Resumo: O presente trabalho tem como principal objetivo descrever o perfil dos trabalhadores de uma penitenciária feminina do estado de São Paulo de forma a conhecer suas necessidades e desenvolver ações de promoção à saúde e prevenção de doenças. Para atingir este objetivo serão abordadas características sociodemográficas, estilo de vida, condições de saúde e transtorno mental comum. Trata-se de um estudo descritivo transversal que faz parte do Projeto Atenção Integral à Saúde da Mulher no Cárcere e dos Servidores da Penitenciária Feminina de Campinas ¿ SP, desenvolvido por pesquisadores do Departamento de Saúde Coletiva (DSC) da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (FCM-UNICAMP). Os dados foram obtidos através de questionário. O hábito de fumar, o consumo de bebidas alcoólicas e o transtorno mental comum foram avaliados a partir da aplicação de instrumentos validados que são respectivamente, Teste de Fagerström, AUDIT e SQR 20. Foram entrevistados 127 servidores envolvidos tanto na área administrativa quanto na área de segurança. A maioria dos trabalhadores é do sexo feminino (57,9%), a média de idade foi 41,3 anos (DP 10,2). Vivem em união conjugal 63,5% dos entrevistados e 75,4% tem filhos. Quanto à escolaridade, 50% dos servidores já cursou ou está cursando o curso superior. Foi encontrado que 63,5% trabalham na área de segurança, carga horária média de 38,6 horas por semana (DP=5,1), tempo de trabalho nesta unidade prisional de 10 anos ou mais em 48,7% dos casos, sendo que 68,2% tem renda de até 4 salários mínimos.Não foi encontrada prevalência de doenças crônicas estatisticamente diferente da população geral e de outros estudos. O transtorno mental comum foi encontrado em 15.2% da amostra

Abstract: This research was designed to describe the profile of the staff of a female prison in São Paulo State to subsidize actions of health promotion and disease prevention. Designed as a cross-sectional study, it is part of the project "Atenção Integral á Saúde da Mulher no Cárcere e dos Servidores da Penitenciária Feminina de Campinas-SP" and it investigates sociodemographic characteristics, lifestyle, health conditions and commom mental disorder. Data was collected through a questionnaire. Smoking cigarettes, alcohol use and common mental disorder were investigated using validated questionnaires: Fagesrström Test, AUDIT and SRQ20, respectively. There were interviewed 127 workers involved in administrative or security areas. The majority of the staff is female (57.9%), the mean age is 41.3 years (SD= 10,2). 63,5% of the interviewed workers live with a partner and 75.4% have children. Coming to education, 50% have reached or are enrolled in a graduate course. We found that 63,5% of the workers are in the security area, the mean weekly workload is 38.6 hours (SD=5.1), presenting a mean time of work in this prison of 10 or more years in 48.3% of the cases and 68.2% of the workers have a salary under 4 times the minimum wage valid in the country. There were no significantly statistical differences neither between the population in study and the general population nor between the population in study and other studies in this field. Mental common disorder was found in 15.2% of the sample
Subject: Saúde do trabalhador
Prisão
Estilo de vida
Transtornos mentais - Epidemiologia
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silva_HeloisaMarisMartins_M.pdf1.77 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.