Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313016
Type: TESE
Title: Avaliação da versão brasileira da escala CRAFFT/CESARE de triagem de adolescentes para uso de álcool e outras drogas
Title Alternative: Evaluation of the Brazilian version of CRAFFT/CESARE for screening of adolescent's drug use
Author: Pereira, Bruna Antunes de Aguiar Ximenes, 1982
Advisor: Azevedo, Renata Cruz Soares de, 1966-
Abstract: Resumo: O consumo de substâncias psicoativas (SPA) por adolescentes tem ocorrido precocemente na atualidade. Os riscos associados ao uso nessa faixa etária abrangem diversas esferas, elevando a chance de acidentes de trânsito, comportamento sexual de risco, de abuso e dependência. Considerando isto, uma abordagem de rastreamento de adolescentes em relação ao consumo de SPA poderia possibilitar a identificação precoce do problema e a condução pertinente à gravidade do quadro. Devido à escassez de instrumentos adequados à triagem de uso de SPA entre adolescentes, foi criado o instrumento denominado CRAFFT, um questionário norte-americano desenvolvido especificamente para adolescentes. Este estudo propôs-se a adaptar ao contexto sócio-cultural brasileiro uma versão para o português desta escala. Objetivos: Validar e avaliar a aplicabilidade da versão adaptada proposta pelos autores da escala CRAFFT/CESARE no Brasil, em amostra de adolescentes de escolas técnicas. Apresentar a prevalência e características do uso de SPA pelos estudantes, diferenças entre os gêneros, descrever a gravidade do consumo e contexto de uso. Metodologia: Estudo descritivo, quantitativo e transversal, que avaliou a aplicabilidade da versão brasileira da escala CRAFFT/CESARE em adolescentes de escolas técnicas, na faixa de 14 a 21 anos. Foram avaliadas a dificuldade de compreensão por parte dos adolescentes, a validade quando cotejada com uma subamostra (28%) que respondeu também a um questionário comparativo, o percentual de adolescentes que foram considerados CRAFFT/CESARE positivos pelo ponto de corte já estabelecido e a prevalência de uso por sexo, faixa etária e período de estudo. Resultados: O número total de estudantes que participaram da avaliação foi 2005. A escala CRAFFT/CESARE foi aplicada em todos os alunos, sendo 1882 alunos com a faixa etária determinada e a escala comparativa foi aplicada aleatoriamente em 543 estudantes. A maioria (93%) dos alunos negou dificuldade no entendimento das questões. A especificidade da escala CRAFFT/CESARE foi de 73,4% e a sensibilidade 87,2%. O grau de concordância (Kappa) foi considerado bom (0,461). A inspeção visual da curva ROC confirmou que o melhor ponto de corte foi maior ou igual a 2. O CRAFFT/CESARE foi positivo em 36,2% dos adolescentes. Houve associação significativa de CRAFFT/CESARE positivo com sexo masculino, estudo no período noturno e crescimento da taxa de positividade de acordo com a idade. Não houve associação com a escola de origem. A análise univariada confirmou associação de CRAFFT/CESARE positivo com média de idade (OR 1.260) e com sexo masculino (OR 1.482). A análise de regressão logística múltipla apontou efeito de interação significativa crescente entre idade e sexo a partir de 16 anos. Conclusão: A versão brasileira da escala CRAFFT/CESARE foi bem compreendida pela população estudada, possui propriedades psicométricas adequadas e características que viabilizam sua utilização dentro do contexto sociocultural brasileiro. As maiores prevalências de consumo de SPA foram encontradas no sexo masculino a partir de 16 anos. Mais estudos precisam elucidar a ausência de diferença entre os mais jovens, possivelmente tornando essa fase um momento de abordagem preventiva direcionada. Os dados referentes a motivação do uso de SPA por adolescentes e as elevadas taxas de risco potencial ao dirigir ou estar em um veículo conduzido por alguém sob efeito de SPA, reforçam a importância de uma detecção qualificada para a estruturação de intervenções

Abstract: Psychoactive substance untimely consumption by adolescents has been recurrent nowadays. Associated risks of drug use in this age group comprehend several dimensions, increasing rates of traffic accidents, sexual risky behavior, and higher likelihood of drug abuse and dependence. All things considered, screening tests on adolescents drug use should aid early identification and subsequent proper management. Due to the actual deficit in adequate instruments for drug use trial in adolescents, a north American questionnaire, namely CRAFFT scale, has been entirely developed concerning that issue. This study purpose is to adapt the scale to Portuguese language within Brazilian sociocultural context. Objective: To validate and evaluate the applicability of the Brazilian adapted CRAFFT/CESARE scale, using a sample of technical school adolescents. To present prevalence and characteristics of drug use in this sample, describe the severity of drug consumption and explore associations between the context of drug use and gender. Method: Descriptive, quantitative and transversal study, which evaluated the applicability and responsiveness of the Brazilian Portuguese version of CRAFFT/CESARE scale in adolescents of 14-21 years attending technical schools. The following main aspects were evaluated: the adolescents difficulty in understanding the scale; the validity of the translated scale comparing a subsample (28%) that also responded to the CEBRID questionnaire; the percentage of adolescents who scored CRAFFT/CESARE positive in the cutoff already established; and the prevalence of drug use concerning gender, age and attending period of school (morning, afternoon, night). Results: There were 2005 students involved in the study. CRAFFT/CESARE scale was applied in all of them, of which 1882 had the age group determined. The comparative scale was randomly applied to 543 students. The majority of students (93%) denied difficulty in understanding the questions. CRAFFT/CESARE scale's specificity achieved 73,4%, and it's sensitivity, 87,2%. The concordance degree (Kappa) was considered good (0,461). Visual inspection of ROC curve showed the best cutoff point to be greater than or equal to 2. The CRAFFT/CESARE scored positive in 36,2% of the adolescents. There was significant association between positive CRAFFT/CESARE and males, nighttime studying and increasingly rates of positive score with ageing. There wasn't any association regarding the school of origin. The logistic regression analysis confirmed association of positive CRAFFFT/CESARE to age (OR 1.260) and males (OR 1.482). The multiple logistic regression analysis revealed significant interaction effect between age and gender starting from 16 years old. Conclusion: The Brazilian Portuguese version of CRAFFT/CESARE was well understood by the population in study; it has adequate psychometric properties and characteristics that enable its use within the Brazilian sociocultural context. The highest rates of drug use were found in males starting from 16 years old. Future studies are required to explore the absence of difference among the youngest, presenting those ages as potentially opportune moments for identification and directive preventive approach. Data regarding drug use inclination and greater exposure of preventable hazardous situations (such as driving a car or riding a car driven by someone under influence of drugs) confirms that qualified screening tests are essential for structured interventions
Subject: Adolescentes
Prevenção primária
Psiquiatria preventiva
Triagem
Transtornos relacionados ao uso de substâncias
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pereira_BrunaAntunesdeAguiarXimenes_M.pdf3.69 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.