Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/313011
Type: TESE
Title: Estudo comparativo de exames audiométricos de trabalhadores de cinco categorias profissionais
Title Alternative: Audiogram comparison of workers from five professional categories
Author: Duarte, Alexandre Scalli Mathias, 1982-
Advisor: Gusmão, Reinaldo Jordão, 1953-
Abstract: Resumo: Introdução: O ruído é considerado a terceira maior causa de poluição ambiental e pode ser visto como um risco de agravo à saúde. A Organização Mundial da Saúde estima que 10% da população mundial está exposta a níveis elevados de pressão sonora potencialmente lesivos. Torna-se mais problemático quando se trata de ruído no ambiente de trabalho. A exposição ao ruído, ocupacional ou não, pode acarretar alterações auditivas (hipoacusia, zumbido, dificuldade de compreensão da fala e hiperacusia) e não auditivas (irritação, distúrbios do sono, doenças cardiovasculares, dentre outros). Quando é intenso e a exposição a ele é continuada, podem surgir alterações estruturais na orelha interna, que determinam a ocorrência da Perda Auditiva Induzida por Ruído. O mecanismo de lesão do órgão espiral ocorre na espira basal da cóclea, área responsável pelo som de frequências altas. Objetivos: Avaliar as médias aritméticas dos limiares auditivos tonais das frequências 3, 4 e 6 kHz de trabalhadores de setores industriais diversos e relacioná-las com o tempo de exposição ao ruído e diferentes tipos de trabalho. Metodologia: Foram calculadas as médias aritméticas das frequências audiométricas de 3, 4 e 6 kHz para cada orelha de 2.140 exames audiométricos e verificado suas relações com o tempo de exposição ao ruído, idade e categorias de trabalho. Conclusões: Houve piora significativa das médias aritméticas em 3, 4 e 6 kHz nos quatro grupos, por tempo de exposição, em todas as categorias profissionais analisadas. As médias aritméticas, dos limiares tonais das frequências 3, 4 e 6 kHz, em decibéis, podem ser consideradas úteis para análise de lesões cocleares relacionadas com a exposição contínua a ruído. Na comparação entre as diferentes categorias profissionais, foram observadas diferenças significativas das médias aritméticas em 3, 4 e 6 kHz apenas entre transportadores de cargas e os trabalhadores das demais categorias. A orelha esquerda apresentou limiares audiométricos piores do que a direita, em todas as avaliações, independentemente da categoria profissional

Abstract: Introduction: Noise is considered the third largest cause of environmental pollution and can be seen as a risk to health conditions. The World Health Organization (WHO) estimates that 10% of the world population is exposed to high levels of potentially harmful sound pressure. It becomes more problematic when it comes to noise in the working environment. Exposure to noise, occupational or not, can cause hearing disorders (hearing loss, tinnitus, difficulty in speech understanding and hyperacusis) and not hearing disorders (irritation, sleep disorders, cardiovascular diseases and others). When intense and exposure to it is continued, there may be structural changes in the inner ear, which determine the occurrence of Noise-Induced Hearing Loss. The spiral organ injury mechanism occurs in the basal turn of the cochlea, area responsible for the sound of high frequencies. Objectives: To assess the arithmetic average of audiometric pure tone thresholds in frequencies 3, 4 and 6 kHz of various industrial sectors workers and relating them to the time of exposure to noise and different types of work. Methods: We calculated the arithmetic means of audiometric frequencies of 3, 4 and 6 kHz for each ear of 2.140 audiometry and verified its relations with the noise exposure time, age and job categories. Conclusions: There was a significant worsening of the arithmetic averages in 3, 4 and 6 kHz in the four groups, exposure time, in all occupational categories analyzed. The averages, of pure tone thresholds of frequencies 3, 4 and 6 kHz, in decibels, can be considered useful for analysis of cochlear injury related to continuous exposure to noise. Comparing the different professional categories, significant differences of arithmetic means were observed in 3, 4 and 6 kHz only between carriers of cargo and workers in other categories. The left ear had audiometric thresholds worse than the right, in all evaluations regardless of profession
Subject: Ruído
Ruído Ocupacional
Perda auditiva provocada por ruído
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Duarte_AlexandreScalliMathias_M.pdf1.42 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.