Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312935
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Desenvolvimento da versão brasileira da Intergenerational Exchanges Attitude Scale
Title Alternative: Development of the Brazilian version of the Intergenerational Exchanges Attitude Scale
Author: Tarallo, Roberta dos Santos, 1989-
Advisor: Cachioni, Meire
Abstract: Resumo: Resumo: O presente estudo consistiu em três etapas e a amostra foi composta por 148 idosos e 52 profissionais vinculados a programas de educação permanente. A primeira etapa abordou a validação semântica e cultural da Intergenerational Exchanges Attitude Scale (IEAS) para a língua portuguesa do Brasil. Esse processo envolveu as seguintes fases: tradução inicial da IEAS; síntese das traduções; retrotradução; revisão e pré-teste. A escala sofreu alterações orientadas ao seu refinamento cultural e a IEAS está adaptada e validada para a população brasileira com a denominação Escala de Atitudes em relação a Trocas Intergeracionais (EATI). A segunda parte do estudo derivou evidências de validade de construto para a EATI e investigou correlações entre os itens dos fatores dessa escala com os domínios da Escala de Crenças em relação à Velhice. A EATI apresentou três fatores e foram obtidos valores mais elevados para a escala como um todo (?=0,80) e para o Fator 3 - Percepções sobre a interação entre crianças e idosos (?=0,80) e, em seguida, para o Fator 1 - Percepções sobre atitudes de crianças em relação a idosos (?=0,79) e para o Fator 2 - Percepções sobre atitudes de idosos em relação às crianças (?=0,73). Mesmo sendo estatisticamente significativas, as correlações entre os itens dos fatores da EATI e os domínios da Escala de Crenças em Relação à Velhice foram baixas. Por fim, a terceira parte deste estudo descreveu e comparou o comportamento de um grupo de idosos e de um grupo de profissionais na presença da EATI. Em comparação com os profissionais, os idosos apresentaram de modo mais negativo Percepções sobre atitudes de crianças em relação a idosos (p<0,001) e expressaram mais positivamente Percepções sobre atitudes de idosos em relação às crianças (p<0,001). Verificou-se diferença estatisticamente significativa entre os idosos que convivem e os que não têm convivência com crianças para o escore do fator Percepções sobre a interação entre crianças e idosos, sendo mais negativas nos idosos que não convivem com crianças (p=0,003). Os profissionais que trabalham com grupos intergeracionais apresentaram de modo mais positivo Percepções sobre a interação entre crianças e idosos (p=0,015) em relação aos profissionais que trabalham apenas com idosos. Conclui-se que a EATI pode ser uma ferramenta útil para programas que realizam atividades entre crianças e idosos, bem como para profissionais que desenvolvem ações intergeracionais. Além disso, a EATI apresentou boa confiabilidade interna, o que permite recomendar seu uso no Brasil em estudos descritivos e de intervenção

Abstract: Abstract: This study consisted of three stages and the sample consisted of 148 elderly and 52 professionals bound to continuing education programs. The first stage tackled the semantic and cultural validation of Intergenerational Exchanges Attitude Scale (IEAS) into Portuguese of Brazil. This process involved the following phases: initial translation of IEAS; synthesis of translations; back translation; review and pretest. The scale has changed oriented to their cultural refinement and IEAS is adapted and validated for the Brazilian population with the denomination Escala de Atitudes em relação a Trocas Intergeracionais (EATI). The second part of the study derived evidence of construct validity for EATI and investigated correlations between items of the factors that scale with areas of Escala de Crenças em Relação à Velhice. The EATI presented three factors were obtained and higher values for the scale as a whole (? = 0.80) and Factor 3 - Perceptions about the interaction between children and the elderly (? = 0.80) and then for Factor 1 - Perceptions of attitudes of children toward elderly (? = 0.79) and for Factor 2 - Perceptions of elderly attitudes towards children (? = 0.73). Even though statistically significant, correlations between items of the EATI factors and areas of Escala de Crenças em Relação à Velhice were low. Finally, the third part of this study described and compared the behavior of a group of elderly and a group of professionals in the presence of EATI. Compared with professionals, the elderly showed more negative way perceptions of attitudes of children toward elderly (p <0.001) and expressed more positive perceptions of elderly attitudes towards children (p <0.001). There was a statistically significant difference among the elderly that living together and those not living together with children for to score factor Perceptions about the interaction between children and the elderly, being more negative in the elderly who do not live with children (p = 0.003). Professionals working with intergenerational groups presented more positively perceptions of the interaction between children and the elderly (p = 0.015) compared to those working only with older people. It concludes that the EATI can be a useful tool for programs that perform activities among children and the elderly as well as for professionals who develop intergenerational activities. In addition, the EATI had good internal reliability, enabling recommend its use in Brazil in descriptive and intervention studies
Subject: Estudos de validação
Atitudes
Relação entre gerações
Criança
Idosos
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Tarallo_RobertadosSantos_M.pdf2.14 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.