Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312933
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Perfil toxicológico de conservantes derivados de xilitol em cosméticos
Title Alternative: Toxicological profile of xylitol derived preservatives in cosmetics
Author: Silveira, Jéssica Eleonora Pedroso Sanches, 1980-
Advisor: Queiroz, Mary Luci de Souza, 1948-
Abstract: Resumo: O aumento das reações adversas causadas por conservantes somado a poucas substâncias disponíveis no mercado têm despertado o interesse das indústrias cosméticas no desenvolvimento de novos compostos com ação antimicrobiana. Moléculas derivadas de xilitol, Ésteres de Fosfato de Xilitol e Monoéster de C-8 Xilitol, já tiveram sua atividade contra microrganismos comprovada. Entretanto, além de eficazes, estes compostos devem ser seguros para uso em produtos. Neste trabalho, avaliou-se o perfil toxicológico destas moléculas visando sua aplicação cosmética. Inicialmente, foi realizada avaliação preditiva in silico dos derivados de xilitol para comparação da toxicidade a partir de substâncias conhecidas e utilizadas em produtos. Testes in vitro para avaliação de segurança também foram realizados. Citotoxicidade, fototoxicidade, mutagenicidade e irritação foram os parâmetros estudados para a saúde humana enquanto que se avaliou a biodegradabilidade imediata para saúde ambiental. Adicionalmente, ensaios clínicos de segurança foram realizados para confirmação da tolerância cutânea, da ausência de potencial de sensibilização e da aceitabilidade em condições de uso. Estudos clínicos complementares de eficácia foram feitos para verificar a aplicabilidade dos compostos em formulações cosméticas em relação à melhora de oleosidade, de hidratação, de caspa e ao efeito desodorante. Os resultados obtidos sugerem que as moléculas derivadas de xilitol possuem perfil toxicológico aceitável para formulações cosméticas. Na predição in silico, os compostos apresentaram resultados negativos para mutagenicidade, sensibilização e irritação, baixo potencial de permeação e resultados positivos para biodegradabilidade imediata. Nos estudos in vitro, nossos resultados demonstraram que as moléculas derivadas de xilitol não são fototóxicas ou mutagênicas e são prontamente biodegradáveis. Porém, apresentaram-se irritantes, provavelmente à atividade conservante por serem moléculas biologicamente ativas. Na avaliação clínica de segurança, os compostos derivados de xilitol demonstraram boa tolerância e aceitabilidade com a pele e não são alergênicos. Além disso, estas substâncias também parecem ter a capacidade de auxiliar nos atributos funcionais dos cosméticos. Formulações contendo Monoéster de C-8 Xilitol melhoram a barreira cutânea e mantêm quantidade de água na epiderme e formulações contendo Ésteres de Fosfato de Xilitol apresentaram atividade desodorante e melhoraram a oleosidade da pele. Estes resultados contribuem para o desenvolvimento de compostos conservantes seguros para utilização em produtos para o cuidado da pele

Abstract: The increase of adverse effects caused by preservatives together with the lack of available options in the market have arisen cosmetic industries interest in the development of new compounds with antimicrobial action. The effectiveness against microorganisms of Xylitol-derived molecules, Phosphate Xylitol Esters and C-8 Xylitol Monoester, have already been proved. However, these compounds should be safe as well as effective. In this study, the toxicological profile of these molecules was assessed regarding their use in cosmetics. First, in silico analysis was performed in order to compare the toxicity prediction of the xylitol-derivatives chemical structures with known substances that are currently used in products. The safety was also tested in vitro. Cytotoxicity, phototoxicity, mutagenicity and irritation were the chosen parameters to evaluate the substances hazard for human health. Ready biodegradability was performed to assess the impact on the environment. Moreover, safety clinical trials were performed for the confirmation of skin tolerance, absence of sensitization potential and acceptability under conditions of use. Additional clinical studies for efficacy enabled the assessment of the application of the compounds in cosmetic formulations to improve oiliness, moisturization, dandruff condition and deodorant effect. Our results suggested that xylitol-derived molecules have an acceptable toxicological profile considering their use in cosmetics. Regarding the in silico prediction, the compounds presented negative results for mutagenicity, sensitization and irritantion, low permeation potention and positive results for ready biodegradability. In vitro studies results showed that xylitol-derived molecules were not phototoxic or mutagenic and were readily biodegradable. However, they were irritants, probably due to the preservative effect as they are biologically active molecules. In the clinical safety assessment, the compounds presented good skin tolerance and acceptability and they were not allergenic. In addition, these substances also seem to have the capacity of aiding in improving the cosmetic attributes of a formulation. Formulations containing C-8 Xylitol Monoester improved the skin barrier and mantained water amount in the epidermis while formulations containing Phosphate Xylitol Esters presented deodorant activity and improved skin oiliness. These results contribute for the development of safe preservatives for skin care products
Subject: Aditivos em cosméticos
Xilitol
Toxicologia
Avaliação de riscos
Técnicas in vitro
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2016
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Silveira_JessicaEleonoraPedrosoSanches_D.pdf10.49 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.