Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312924
Type: TESE
Title: Reconhecimento de emoções faciais em crianças e adolescentes com epilepsia de lobo temporal
Title Alternative: Facial emotion recognition in children and adolescents with temporal lobe epilepsy
Author: Lunardi, Luciane Lorencetti, 1983-
Advisor: Guerreiro, Marilisa Mantovani, 1955-
Abstract: Resumo: A emoção tem um papel essencial na vida cotidiana do individuo. Entender nossas próprias emoções e reconhecer as emoções faciais expressas pelo outros é uma importante habilidade da cognição social. Os objetivos do presente estudo foram investigar a capacidade de reconhecimento de emoções faciais de crianças e adolescentes com epilepsia de lobo temporal (ELT); verificar a influência das variáveis clínicas nesta capacidade e a relação entre o reconhecimento de emoções faciais e a tomada de decisão. Para tal, comparou-se o desempenho entre 10 crianças e adolescentes com ELT, 16 crianças e adolescentes com epilepsia rolândica (ER) e 16 crianças e adolescentes saudáveis, com idades entre 7 a 16 anos e QI> 80. Verificou-se que o reconhecimento do medo foi pior em pacientes com ELT em comparação com o grupo ER (p = 0,00); a lateralidade do foco epileptogênico influênciou o reconhecimento de medo (p=0,04) e quanto melhor o desempenho no teste de tomada de decisões melhor foi a capacidade de reconhecimento de emoções faciais (p=0,02). Estudos sobre os aspectos da cognição social são ferramentas importantes para melhorias na prática clínica, pois pode orientar futuras intervenções e assim, melhorar a qualidade de vida dos pacientes com ELT

Abstract: Emotion has an essential role in everyday life. Understanding our own emotions and recognizing facial emotion expressed by others is important for social cognition. The aims of this study were to investigate the ability of children and adolescents with temporal lobe epilepsy (TLE) to recognize of facial emotions; to investigate the influence of clinical variables in this ability and the relationship between facial emotion recognition and decision making. For this purpose, we compared the performance between 10 children and adolescents with TLE, 16 children and adolescents with rolandic epilepsy (RE) and 16 healthy children and adolescents with aged 7-16 years and IQ> 80. We were found that the fear was recognized worse in patients with TLE compared to the ER (p = 0.00); laterality of the epileptogenic focus influenced the recognition of fear (p = 0.04) and the better performance in the decision-making test best was the recognition ability of facial emotions (p = 0.02). Studies on aspects of social cognition are important tools for improvements in clinical practice because it can guide future interventions and thus improve the quality of life of patients with TLE
Subject: Epilepsia do lobo temporal
Expressão facial
Tomada de decisões
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lunardi_LucianeLorencetti_D.pdf2.12 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.