Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312910
Type: TESE
Title: Integração entre vias metabolicas e inflamatorias durante a esteatose hepatica induzida por dieta hiperlipidica
Title Alternative: Integration between metabolic and inflammatory pathways during hepatic steatosis induced by hiperlipidic diet
Author: Cintra, Dennys Esper, 1976-
Advisor: Velloso, Licio Augusto, 1963-
Abstract: Resumo: A obesidade se manifesta de forma pandêmica, acometendo milhões de pessoas, principalmente nos países ocidentais e industrializados. Além dos inúmeros aspectos comportamentais e sociais, o desenvolvimento dessa doença contribui consideravelmente para o aumento da morbidade e mortalidade em decorrência de sua freqüente associação com outras doenças que compõem a síndrome metabólica, tais como, diabetes mellitus, hipertensão arterial, dislipidemia, ovários policísticos, esteatose hepática, entre outras. Os distúrbios no metabolismo de ácidos graxos frequentemente relacionados à obesidade contribuem para a disfunção de múltiplos órgãos e sistemas. No fígado, o simples acúmulo de gordura no parênquima (esteatose hepática) pode ser um estado transitório e benigno, facilmente reversível. Entretanto, com a perpetuação do quadro, e dependendo de algumas características genéticas ainda pouco conhecidas, ativa-se uma resposta inflamatória que desempenhará papel central na progressão da esteatose para esteato-hepatite, fibrose e cirrose, sendo esta um estágio final da doença hepática. Durante a instalação da inflamação hepática, uma série de citocinas pró-inflamatórias são expressas e participam da indução da disfunção orgânica. Entretanto, alguns estudos recentes revelam que a interleucina-10 (IL-10), uma citocina antiinflamatória, também é produzida no fígado e que sua presença nesse contexto ameniza a progressão para graus avançados de lesão hepática. O objetivo desse trabalho foi investigar como a IL- 10 endógena modula alguns parâmetros inflamatórios e metabólicos no fígado de um modelo animal de obesidade, resistência à insulina e esteato-hepatite induzidos por dieta. Para tal, a IL-10 foi inibida in vivo por técnicas de inativação com anticorpo específico e oligonucleotídeos de cDNA modificado complementares ao RNAm dessa proteína, impedindo sua tradução. A inibição da IL-10 em animais que consumiram dieta rica em gordura acentuou a disfunção hepática, inibindo a atividade de importantes proteínas como as do receptor de insulina e seus substratos (IR, IRS-1 e IRS-2), fomentando o processo inflamatório local e ativando vias pró-apoptóticas. A partir desses resultados, conclui-se que a IL-10 endógena atua como um fator protetor, controlando vias inflamatórias durante a progressão da esteatose para esteato-hepatite não alcoólica.

Abstract: Obesity has grown as an epidemiological phenomenon that threatens millions of people worldwide, and particularly those living in western, developed countries. Besides its multiple behavioral and social problems, obesity contributes considerably to increase morbidity and mortality due to its common association with diseases that compose the metabolic syndrome, such as diabetes mellitus, hypertension, dyslipidemia, polycystic ovaries, hepatic steatosis, among others. The abnormalities in the metabolism of fatty acids that frequently occur in obesity, contribute to the dysfunction of a number of organs and systems. In the liver, the simple accumulation of fat in the parenchyma cells leads to steatosis which is somewhat benign and reversible. However, as far as the condition is maintained, and depending on some yet to be known genetic factors, an inflammatory response can be installed leading to steatohepatitis, fibrosis and cirrhosis, a terminal liver disease. During the installation of steatohepatitis, a number of proinflammatory cytokines are expressed, contributing to the progression of the liver damage. However, some recent studies have shown that interleukin-10 (IL- 10), an anti-inflammatory cytokine, is produced in the liver and plays a role in the negative modulation of the inflammatory response. The objective of the present study was to evaluate the roles of IL-10 as an endogenous factor controlling inflammatory and metabolic parameters in diet induced hepatic steatosis. IL-10 was inhibited in vivo by two distinct methods, a neutralizing antibody and an antisense oligonucleotide. The inhibition of IL-10 in diet induced steatohepatitis increased proinflammatory cytokine expression and worsened a number of metabolic parameters, including insulin signal transduction. Thus, IL-10 is an endogenous factor that modulates inflammatory response in diet-induced hepatic disease.
Subject: Diabetes Mellitus
Resistência à insulina
Fígado gorduroso
Inflamação
Interleucina-10
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2008
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cintra_DennysEsper_D.pdf1.99 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.