Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312754
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.CRUESPUNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINASpt_BR
dc.identifier(Broch.)pt_BR
dc.descriptionOrientador: Keila Miriam Monteiro de Carvalhopt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicaspt_BR
dc.format.extent229p. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.typeTESEpt_BR
dc.titleRetinopatia da prematuridade : incidencia, detecção e fatores relacionados : Hospital de Clinicas - UNICAMPpt_BR
dc.contributor.authorTorigoe, Andrea Mara Simõespt_BR
dc.contributor.advisorCarvalho, Keila Miriam Monteiro de, 1949-pt_BR
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual de Campinas. Faculdade de Ciências Médicaspt_BR
dc.subjectRetinopatia da prematuridadept_BR
dc.subjectRetina - Doençaspt_BR
dc.subjectCegueirapt_BR
dc.subjectVisãopt_BR
dc.subjectIncidênciapt_BR
dc.description.abstractResumo: A retinopatia da prematuridade (RP) é uma das principais causas de cegueira e morbidade visual na infância. Doença vasoproliferativa desenvolve-se a partir da vascularização retiniana imatura e sua detecção precoce e tratamento no estágio limiar ¿ estadio 3, diminui as seqüelas cicatriciais da doença e reduz o risco de perda visual. Doença freqüente com predominância pelos estadios menos avançados e regressão espontânea. Este estudo foi proposto para analisar a incidência e principais características da RP na população de crianças prematuras nascidas no Centro de Atendimento Integral à Saúde da Mulher- Caism - Unicamp, no período de janeiro de 1999 a dezembro de 2003, com vistas ao melhor conhecimento desta afecção. Realizou-se estudo longitudinal prospectivo, descritivo e analítico em coorte de 337 crianças prematuras. Observou-se incidência da RP em qualquer estadio de 28,19%, sendo que 66,67% da RP ocorreram em crianças nascidas com 1000g ou inferior e predominância dos estadios mais precoces da RP. Observou-se 7,37% de incidência para o estadio 3 limiar, sendo esta a freqüência de tratamento por meio de crioterapia para a RP, proporcionando 100% de resolução da doença. O seguimento oftalmológico iniciou-se entre 4 a 6 semanas de idade cronológica (IC) ou 31 a 33 semanas de idade pós-concepção (IPC) e a maturação vascular da retina, em média, ocorreu com 22 semanas de IC, período no qual este seguimento mostrou-se recomendável. A reversão dos diversos estadios da RP para a maturação vascular iniciou-se em uma mesma época, completando-se mais tardiamente nos estadios mais avançados. O peso mostrou-se o fator de risco mais significativo para presença da retinopatia da prematuridade. Na ocorrência de hemorragia intraventricular, a RP foi observada com maior freqüência e mais precocemente, juntamente com baixo peso ao nascimento, idade gestacional e utilização de oxigênio no primeiro mês de vida, que representaram os principais fatores de risco relacionados à RP. Observou-se maior percentual de miopia e estrabismo, no primeiro ano de vida no grupo de crianças que desenvolveu a RP e necessitou tratamento. O exame oftalmológico deve iniciar-se entre 4 a 6 semanas de idade cronológica ou 31 a 33 semanas de idade pós-concepcional, sendo o período de risco para o desenvolvimento do estadio 3-limiar as primeiras 16 semanas de idade cronológica ou 62 semanas de idade pós-concepção, período mínimo de seguimento nas crianças com fatores de risco para RP. O conhecimento das características dessa doença permite a detecção precoce dos estadios da RP e a seleção do momento ideal para tratamentopt
dc.description.abstractAbstract: The Retinopathy of prematurity (ROP) is one of the main causes of visual impairment in children. ROP is a vascular proliferative disease that develops from a immature retinal vascularization and earlier diagnosis and treatment of threshold stages (stage 3) reduces the risk of visual loss. ROP has 5 stages of development that develop in the first 6 months of life. Until the second stage of illness, 80% of patients have spontaneous regression. The same not occur in higher stages. Prematurity, low weight at birth, and oxygen supplement are risk factors current established for the development of ROP. The etiology of ROP remains obscure, although several studies suggests been multifactorial. This study, pointed that the incidence of ROP in any stage is 28,19%, that 66,67% of ROP occurred in children born with 1000g or less and the majority of the earlier stages of ROP with spontaneous regression of ROP. 7,12% of incidence to the stage 3 threshold was submitted from cryotherapy , that lead to 100% of resolution of disease. The ophthalmologic examination started between 4 and 6 weeks of chronologic age or 31 and 33 weeks of post conception age. The vascular maturation of retina in average occurred with 22 weeks of chronologic age, period in which the accompaniment revealed recommendable. The changing of different stages of ROP to vascular maturation began in the same time, but completing more lately in the higher stages. The birth weight revealed as the risk factor more important for ROP. The oxygen supplement reveals as a protective factor until 10 days of use, up than 30 days the ROP develops earlier than other groups. The APGAR index of 5 minutes shows lower in that children who develops ROP and need treatment. In the presence of intraventicular hemorrhage the ROP occurred with more frequency and earlier. It was observed higher myopia and strabismus in the first year of children who develop ROP and was treated with cryotherapyen
dc.publisher[s.n.]pt_BR
dc.date.issued2005pt_BR
dc.identifier.citationTORIGOE, Andrea Mara Simões. Retinopatia da prematuridade: incidencia, detecção e fatores relacionados : Hospital de Clinicas - UNICAMP. 2005. 229p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/312754>. Acesso em: 4 ago. 2018.pt_BR
dc.description.degreelevelDoutoradopt_BR
dc.description.degreedisciplineOftalmologiapt_BR
dc.description.degreenameDoutor em Ciências Médicaspt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameArieta, Carlos Eduardo Leitept_BR
dc.contributor.committeepersonalnameAlves, Milton Ruizpt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameSilva, Maria Rosa Bet dapt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameSilva, Valdir Balarin dapt_BR
dc.contributor.committeepersonalnameVasconcelos, Jose Paulo Cabral dept_BR
dc.date.available2018-08-04T14:57:39Z-
dc.date.accessioned2018-08-04T14:57:39Z-
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2018-08-04T14:57:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Torigoe_AndreaMaraSimoes_D.pdf: 720496 bytes, checksum: c94a4aae01f9b862038cbb0c3649b718 (MD5) Previous issue date: 2005en
dc.identifier.urihttp://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312754-
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Torigoe_AndreaMaraSimoes_D.pdf703.61 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.