Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312716
Type: TESE
Title: Aplicação do escore BAR como fator preditor de sobrevida em pacientes transplantados de fígado
Title Alternative: Application of the BAR score as predictor of short-and long-term survival in liver transplantation patients
Author: Campos Junior, Ivan Dias de, 1984-
Advisor: Boin, Ilka de Fatima Santana Ferreira, 1953-
Abstract: Resumo: Introdução: Utiliza-se o sistema BAR (Balance of Risk Score) para o prognóstico de sobrevida (SV) dos pacientes pós-transplante hepático.Objetivo: Verificar a aplicação do sistema BAR como predição de SV em pacientes após transplante. Método: Efetuou-se um estudo observacional retrospectivo em 402 pacientes transplantados entre 1997 a 2012. Excluíram-se os pacientes que realizaram técnica tradicional (standard), uso de enxertos duplos ou reduzidos e os com dados incompletos. Avaliaram-se os dados do doador e do receptor. Para cada paciente foi calculado o escore BAR por meio do site http://www.assessurgery.com/bar-score/bar-score-calculator, cuja escala varia de 0 a 27 pontos.Os pontos de corte para BAR foram definidos por meio da área sob a curva ROC. A análise estatística foi efetuada usando-se método de Kaplan-Meier (teste log-rank) para SV, teste de Mann-Whitney para comparação entre grupos e análise regressão logística múltipla. Resultado: A SV aos três meses para BAR ? 11 foi de 46% e para BAR < 11 de 77% (p = 0,001); a SV aos 12 meses para BAR ? 11 foi de 44% e para BAR < 11 de 69% (p = 0,001). A análise de regressão múltipla mostrou como fatores determinantes para SV < três meses: escore BAR ? 11 pontos (OR = 3,08; IC95% = 1,75 - 5,42; p = 0,001) e uso de concentrado de hemácias(CH) acima de 6 unidades(u) no intraoperatório (OR = 4,49; IC95% = 2,73 - 7,39; p = 0,001) e para SV < 12 meses: escore BAR ? 11 pontos (OR = 2,94; IC95% = 1,67 - 5,16; p = 0,001) e CH > 6u intraoperatório (OR = 2,99; IC95% = 1,92 - 4,64; p = 0,001). Conclusão: Este estudo demonstra uma habilidade moderada do escore BAR, e realça a importância da hemotransfusão como fator preditor de sobrevida nesta população

Abstract: Background: The balance of risk (BAR) is a prediction system after liver transplantation. Methods: To assess the BAR system a retrospective observational study was performed for 402 patients who had transplant surgery between 1997 and 2012. BAR score was computed for each patient. Receiver operating characteristic (ROC) curve analysis with the Hosmer-Lemeshow test were used to calculate sensitivity, specificity and model calibration. Cutoff value were selected with the best Younden index. Statistical analysis employed the Kaplan-Meier method (log-rank test) for survival, the Mann-Whitney test for group comparison, and multiple logistic regression analysis. Results: 3-month survival was 46% for BAR ? 11 and 77% for BAR < 11 (p = 0.001); 12-month survival was 44% for BAR ? 11 and 69% for BAR < 11 (p = 0.001). Factors of survival < 3 months were BAR ? 11 (OR = 3.08; IC95% = 1.75 - 5.42; p = 0.001), and intrasurgical use of packed red blood cells (RBC) above 6 units (OR = 4.49; IC95% = 2.73 - 7.39; p = 0.001). For survival < 12 months, factors were BAR ? 11 (OR = 2.94; IC95% = 1.67 - 5.16; p = 0.001), and RBC > 6 units (OR = 2.99; IC95% = 1.92 - 4.64; p = 0.001). Conclusions: Our study is a contribution to the incorporation of the BAR system into Brazilian transplantation centers
Subject: Fígado - Transplante
Análise de sobrevida
Resultado do tratamento
Doadores de tecidos
Índice de gravidade de doença
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
CamposJunior_IvanDiasde_M.pdf3.25 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.