Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312707
Type: TESE DIGITAL
Degree Level: Doutorado
Title: Avaliação dos fatores relacionados à mortalidade em idosos do município de Amparo-SP acompanhados pelo Programa de Saúde da Família
Title Alternative: Evaluation of factors associated with mortality in elderly of Amparo, São Paulo state, accompanied by Family Health Program
Author: Ferreira, Talita Cristina Barbosa Rezende, 1979-
Advisor: Coimbra, Ibsen Bellini, 1959-
Abstract: Resumo: Objetivo: Descrever as principais causas e os fatores associados à mortalidade em idosos da comunidade em um município em que o sistema de saúde público fornece cobertura à maior parte da população. A Atenção Primária é essencial para o cuidado dos idosos em todas as fases, seja para realizar o cuidado ou mesmo para acompanhá-los por meio do apoio à família e a coordenação do cuidado daqueles que necessitam dos outros níveis de atenção à saúde. Métodos: Foram analisados os dados de um estudo transversal com 2209 idosos, com idade maior ou igual a 60 anos) na cidade de Amparo-SP, no sudeste do Brasil, onde aproximadamente 90% da população era coberta pelo sistema público de saúde na Atenção Primária por meio do Programa de Saúde da Família. Verificou-se que após sete anos, 386 indivíduos morreram e estes foram incluídos na amostra. Foi avaliado o impacto sobre a mortalidade dos fatores sócio demográficos, da dependência nas atividades básicas e instrumentais da vida diária, da presença de sintomas depressivos pela escala de depressão geriátrica (EDG-15) e da história de saúde. Resultados: a média de idade dos idosos que morreram foi de 75,2 anos (DP=8.2); 51,7% eram mulheres e 51,3% tinham sintomas depressivos. As principais causas de morte foram as doenças do aparelho circulatório (40,3%), neoplasias malignas (19,8%) e doenças do trato respiratório (13,5%). Comparando os dois grupos (vivos e mortos), houve associação entre morte e sexo masculino, não ter parceiro há mais de um ano, não saber ler e escrever, ocorrência de quedas no último ano e não fazer parte de algum grupo de atividades. Houve associação entre morte e os idosos que referiram ter doença cardíaca, acidente vascular cerebral, diabetes, amputação, incontinência fecal e urinária, ter constipação intestinal, doença pulmonar, catarata, ter notado mudança na capacidade de enxergar e ouvir, hospitalização no último ano, não ter realizado exames preventivos no último ano e tomar mais que quatro medicações ao dia. Em relação às variáveis contínuas, houve associação entre morte e menor renda pessoal e familiar, maior idade e maior dependência nas atividades básicas e instrumentais da vida diária. A análise multivariada mostrou que, quando avaliadas em conjunto, o uso de mais de quatro medicações ao dia, tabagismo, baixa renda, maior idade e dependência nas atividades instrumentais da vida diária determinaram a mortalidade nesta população. Conclusão: Concluímos que as principais causas de mortalidade em nosso estudo foram as doenças crônicas, achado que segue a tendência mundial. Incapacidade e depressão foram mais prevalentes no grupo de idosos que morreu. Conhecer os fatores que estão associados à mortalidade pode facilitar o entendimento e o desenvolvimento de políticas para o idoso na Atenção Primária

Abstract: AIM: To describe the main causes and factors associated with mortality in community-dwelling older adults in a county where the public health system covers most of the population. Primary care is essential for the care of the elderly at all stages, to realize the care or even to help with family support and coordination the care on the other health care levels. METHODS: We analyzed data from an existing cross-sectional study of 2209 subjects (age ?60 years) in a city in southeast Brazil, Amparo, São Paulo State, where about 90% of the population was served by a public system of Primary Care by the Family Health Program. Over a period of seven years, 386 subjects died and were included in the sample. We assessed the impact that socio demographic data, dependence on others for basic activities of daily living (ADLs) and instrumental ADLs (IADLs), Geriatric Depression Scale (GDS-15) scores and health history have on mortality. RESULTS: The subjects¿ mean age was 75.2 years (SD=8.2); 51.7% of the subjects were women, and 51.3% had depressive symptoms. The main causes of death were circulatory diseases (40.3%), cancer (19.8%) and respiratory diseases (13.5%). Comparing the two groups (alive and deceased), there was an association between death and male, have no partner for over a year, not knowing how to read and write, occurrence of falls in the last year and not be part of a group of activities. There was no association between death and seniors who reported having heart disease, stroke, diabetes, amputation, fecal and urinary incontinence, have constipation, lung disease, cataracts, have noticed changes in the ability to see and hear, hospitalization in the last year, not having undergone preventive exams last year and take more than four medications daily. Regarding the continuous variables there was association between death and lower personal and family income, older age and greater dependence in basic and instrumental activities of daily living. Multivariate analysis showed that, taken together, the use of more than 4 medications per day, smoking, lower income, older age and dependence on others for a greater number of IADLs predicted death in this population. CONCLUSIONS: We conclude that the main causes of mortality in our study were chronic diseases, a finding that follows the global trend. Disability and depression were more prevalent in the elderly group who died. Understanding the factors that are associated with mortality can facilitate understanding and aid in developing policies regarding Primary Care for the elderly
Subject: Idosos
Mortalidade
Fatores de risco
Editor: [s.n.]
Citation: FERREIRA, Talita Cristina Barbosa Rezende. Avaliação dos fatores relacionados à mortalidade em idosos do município de Amparo-SP acompanhados pelo Programa de Saúde da Família. 2015. 1 recurso online ( 102 p.). Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/312707>. Acesso em: 28 ago. 2018.
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ferreira_TalitaCristinaBarbosaRezende_D.pdf3.02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.