Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312621
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Utilização de sistemas de informações em saude na area de morbidade materna grave (near miss) e mortalidade materna
Author: Sousa, Maria Helena de
Advisor: Cecatti, José Guilherme, 1957-
Abstract: Resumo: Objetivos: inicialmente o objetivo foi identificar os óbitos registrados como maternos no ¿Sistema de Informações sobre Mortalidade¿ (SIM), os nascimentos no ¿Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos¿ (SINASC), obter as Razões de Mortalidade Materna (RMM) e identificar diagnósticos e procedimentos aproximados pelos critérios mais conhecidos de morbidade materna grave, analisando as mortes de mulheres residentes nas capitais brasileiras no ¿Sistema de Informações Hospitalares¿ (SIH) em 2002. Posteriormente o objetivo foi identificar no SIH todos os registros de mulheres no período grávido-puerperal que tivessem informações indicativas de morbidade materna grave; descrever os diagnósticos e procedimentos utilizados, propor a definição de um escore de morbidade materna e identificar as variáveis associadas à morte materna. Método: Estudo descritivo, populacional, análise de dados secundários. Inicialmente utilizaram-se dois sistemas vitais e o hospitalar, para as 26 capitais estaduais e o Distrito Federal do Brasil, em 2002. Para a primeira etapa foram obtidas as RMM e informações básicas das mortes maternas declaradas. A partir dessas mortes relacionou-se probabilisticamente o SIM com o SINASC e, em seguida, com o SIH, utilizando-se o programa ¿Reclink II¿, com estratégia de blocagem em múltiplos passos. Em seguida, realizou-se análise descritiva simples. Para a segunda etapa, as principais variáveis foram o diagnóstico principal e secundário e o procedimento solicitado e realizado durante a internação. Houve uma seleção inicial de registros de mulheres de 10 a 49 anos de idade, seguida de uma seleção daquelas que apresentaram pelo menos um item indicativo de morbidade materna grave (near miss). Para os relacionamentos do SIH com o SIM e do SIH com ele mesmo, estabeleceu-se estratégia de blocagem em três passos independentes. Para a análise dos dados foram calculadas as razões de near miss, descritos os diagnósticos e procedimentos, utilizada a técnica multivariada de componentes principais e ajustado o modelo de regressão logística. Resultados: Foram identificadas 339 mortes maternas em 2002, com RMM oficial e ajustada, respectivamente, de 46,4 e 64,9 (mortes por 100.000 nascidos vivos). Com o primeiro relacionamento foi possível localizar 46,5% das mortes maternas e, com o segundo, localizaram-se 55,2% das mortes. O diagnóstico mais freqüente foi o de infecção (13,9%), e o procedimento com maior porcentagem (39,0%) foi o de admissão à UTI. Para a segunda etapa, a RNM para o total dos municípios foi de 44,3/ 1.000 nascidos vivos. Foram identificadas 154 mortes maternas dentre os registros indicativos de near miss. A análise descritiva apontou como mais freqüentes os critérios graves relativos a infecção, pré-eclâmpsia e hemorragia. A análise por regressão logística resultou em 12 variáveis, entre elas quatro interações significativas. Conclusões: Os diagnósticos e procedimentos relatados no SIH mostraram a gravidade da condição mórbida materna em 66% dos óbitos maternos declarados, apesar das inconsistências entre os diversos sistemas. Para a segunda etapa, conclui-se que, apesar das limitações existentes no SIH, é promissora a perspectiva de utilizá-lo de forma rotineira, mas com esforços no sentido de melhorar a qualidade da AIH

Abstract: Objectives: initially the objective was to identify maternal deaths in the ¿Mortality Information System¿ (SIM), births in the ¿Live Births Information System¿ (SINASC), to obtain the Maternal Mortality Ratios (MMR) and to identify diagnosis and procedures related with the most common criteria of severe maternal morbidity, evaluating the deaths of women living in Brazilian capitals in the ¿Hospital Information System¿ (SIH) in 2002. Sequentially the objective was to identify in SIH all registers from women during pregnancy, delivery and post partum period who had information indicating severe maternal morbidity; to describe the diagnosis and procedures used; to propose a score of maternal morbidity and to identify variables associated to maternal death. Method: A population descriptive study, secondary data analysis. For the first step two vital systems and hospital system for the 26 capitals and the Federal District of Brazil, in 2002, were used. The MMR and basic information on maternal deaths were obtained. Using data available for these deaths, SIM was probabilistically linked with SINASC and after with SIH, using the software ¿Reclink II¿, with a multiple steps blocking strategy. Simple descriptive analysis was then performed. For the second step the main variables were the primary and secondary diagnosis and the requested and performed procedure during hospitalization. Initially there was a selection of registries of women between 10 and 49 years of age, followed by a selection of those presenting at least one criteria indicating severe maternal morbidity (near miss). For the linkages of SIH with SIM and with itself, a three independent steps blockage strategy was established. For data analysis the Near Miss Ratios were calculated and the diagnosis and procedures were described; the multivariate technique of principal components was used and then a logistic regression model was adjusted. Results: 339 maternal deaths were identified in 2002 with an official and adjusted MMR of respectively 46.4 and 64.9 (maternal deaths per 100.000 live births). With the first linkage it was possible to find 46.5% of the maternal deaths and 55.2% with the second one. The most frequent diagnosis was infection (13.9%) and the most frequent procedure was admission to ICU (39.0%). For the second step, the NMR for the total municipalities was 44,3/ 1.000 live births. Among the registries indicating near miss, 154 maternal deaths were identified. The descriptive analysis pointed out as more frequent the severe criteria related to infection, pre-eclampsia and hemorrhage. The analysis with logistic regression resulted in 12 variables, among them four significant interactions. Conclusions: The diagnosis and procedures informed in the SIH showed the severity of maternal morbidity in 66% of the deaths certified as maternal, despite the inconsistencies among the different systems. For the second step, although the existing limitations in the SIH, the perspective of using it routinely is promising, but only with efforts in order to improve the quality of the document which provides information for the registry
Subject: Indicadores de morbimortalidade
Cuidados intensivos
Sistemas de informação
Estatisticas vitais
Mães - Mortalidade
Doenças
Gravidez - Complicações
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2006
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sousa_MariaHelenade_D.pdf3.56 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.