Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312601
Type: TESE
Title: A gestão e o cuidado de enfermagem na atenção à hipertensão arterial : Campinas - SP
Title Alternative: The management and nursing care in healthcare for hypertension : Campinas - SP
Author: Petoilho, Eliana Cristina, 1967-
Advisor: Silva, Eliete Maria, 1960-
Abstract: Resumo: As doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) constituem o principal problema de saúde pública em todos os países do mundo. A doença coronariana isquêmica, acidente vascular cerebral, doença hipertensiva e insuficiência cardíaca congestiva, representam 80% da mortalidade no conjunto das DCNT. A hipertensão arterial isoladamente representa 13,5% de todas as mortes, caracteriza-se como doença e um dos principais fatores de risco. A complexidade dessa patologia requer a utilização de diversos recursos para seu controle e exige mudanças na atuação profissional e no processo de trabalho das equipes. Essa é uma pesquisa qualitativa que descreve as ações desenvolvidas pelos enfermeiros do Distrito de Saúde Sudoeste ¿ Campinas ¿ SP, na gestão e no cuidado às DCNT, focando a hipertensão arterial, e analisa, comparando as ações com os documentos do Ministério da Saúde (MS). Na coleta de dados utilizamos a entrevista semiestruturada, aconteceu no período de maio-julho de 2013, com participação de doze enfermeiros. Para análise utilizamos o método da Análise de Conteúdo Temática. Definimos dois temas-eixo (Gestão do Cuidado - Cuidado de Enfermagem) e suas subcategorias (cadastramento de hipertensos; programação do cuidado e estratificação de risco; monitoramento do cuidado; planejamento e avaliação das ações; acolhimento e diagnóstico; consulta de enfermagem e tratamento). Esta pesquisa confirmou o predomínio histórico da presença feminina na enfermagem, marcado por jovens, formados em sua maioria por universidades públicas, especializados e com pouco tempo de inserção na atenção básica. Como principais resultados da organização e gestão do cuidado elencamos: existência de contraste entre as diretrizes preconizadas pelo MS e a prática cotidiana referida; participação incipiente no processo de territorialização, no cadastramento familiar e dos hipertensos; ausência de clareza da atribuição do enfermeiro no processo de estratificação de risco nos documentos do MS, porém esta atividade é ativamente executada; atuação efetiva na garantia do acesso e na definição do fluxo de atendimento e acompanhamento; planejamento efetuado sem método específico e sem dados/informações da condição de saúde da população; monitoramento dos hipertensos e avaliação das ações não sistematizado e/ou institucionalizado. As dificuldades na gestão cuidado (cadastramento, estratificação de risco, monitoramento, planejamento e avaliação), justifica-se pelo excesso de usuários adstritos, ausência de informatização das unidades e indefinição de sistema de informação municipal. No cuidado específico da enfermagem observamos participação ativa no processo de acolhimento e diagnóstico; realização da consulta de enfermagem no cotidiano , sem o registro de todas etapas do processo de enfermagem; dificuldade na organização, execução e manutenção de atividades de educação em saúde acarretando a reprodução do modelo biomédico, com foco na doença, privilegiando o atendimento individual e as ações curativas; atuação ativa na avaliação do uso correto da medicação e insegurança na prescrição de medicamentos anti-hipertensivos conforme protocolo. Sendo o cuidado de enfermagem complexo, é imprescindível a reflexão acerca das práticas de cuidado, ampliação da abordagem do processo saúde-doença e rediscussão das atribuições dos trabalhadores. A gestão do cuidado está intimamente ligada à política municipal de saúde e ao modelo de atenção à saúde adotado, sua efetivação depende da rediscussão dessa política, enquanto indutora das mudanças necessárias à qualificação da atenção à saúde

Abstract: Chronic non-communicable diseases (NCDs) are the main public health problem in all countries of the world. Ischemic heart disease, stroke, hypertension, and congestive heart failure represent 80% of mortality in the set of NCDs. Hypertension alone, which represents 13.5% of all deaths, is characterized as a disease and one of the main risk factors. The complexity of this pathology requires the use of various resources for its control, involving changes in professional practice and the team work process. This study is qualitative and it describes the actions performed by nurses in the Southwest Health District - Campinas - SP, in the management and care for NCDs, focusing on hypertension, and analyzes, comparing the actions with the documents of the Ministry of Health (MOH). During data collection, we used semi-structured interviews which took place between May-July 2013 with the participation of twelve nurses. To analyze, we used the Thematic Content Analysis, two theme-axes were defined (Care Management - Nursing Care) and their subcategories (registration of hypertension; program of care and risk stratification; monitoring of care; planning and evaluation of actions; admission and diagnosis; nursing consultation and treatment). This research confirmed the historical predominance of female professionals in nursing, scored by young, graduated mostly by public universities, skilled and with little time insertion in primary care. The main results of the organization and management of care listed are: the existence of contrast between the guidelines recommended by the Ministry of Health and the daily practice; incipient participation in the territorialization process, the family registration and hypertension patients; lack of clarity in the allocation of nurses in risk stratification in the documents of the MS process, but this action is actively enforced; active role in ensuring access and defining the flow of care and monitoring; planning made without the use specific method and missing data/information of health status of the population; monitoring of patients and evaluation of the actions not systematized and/or institutionalized. Difficulties in care management (registration, risk stratification, monitoring, planning and evaluation), are justified by the excess of assigned users, lack of computerization of units and lack of clarity of municipal information system. In the nursing care specifically, we observed active participation in the reception and diagnostic process; presence of the nursing consultation in the daily practice without the use of steps of the nursing process in its entirety; difficulty in organizing, running and maintenance of health education activities causing reproduction of the biomedical model, focusing on disease, privileging individual care and curative actions; active role in assessing the proper use of medication and uncertainty in the prescription of antihypertensive medications. Since nursing care is extremely complex, it is essential to think about the practices of care, improving the approach of the health-disease process and renewed discussion of the duties and requirements of workers. I understand that care management is closely linked to municipal health policy, and to the health care model adopted, its implementation depends on the renewed discussion of this policy, as inductor to the necessary changes to the qualification of health care
Subject: Hipertensão
Enfermagem em saúde pública
Saúde pública
Atenção a saúde
Política de saúde
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Petoilho_ElianaCristina_M.pdf1.81 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.