Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312554
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: O cha verde (Camellia sinensis) atenua a nefropatia atraves da redução da expressão da subunidade NOX-4 da ND(P)H oxidase no diabetes mellitus experimental
Title Alternative: Green tea (Camellia sinensis) attenuates nephropath by downregulating Nox4 NADPH oxidase in experimental diabetes mellitus
Author: Ribaldo, Perola Del Bianco
Advisor: Faria, Jose Butori Lopes de, 1955-
Abstract: Resumo: Introdução e Objetivos: Ha. muito se sabe que a hiperglicemia e a hipertensão arterial são fenômenos promotores de estresse oxidativo no tecido renal. O estresse oxidativo, por sua vez, contribui fortemente com a doença renal do diabetes, especialmente pela geração de oxidantes via NAD(P)H oxidase. Em contrapartida, inúmeros pesquisadores tem sugerido que o chá verde (Camellia sinensis) possa reduzir o estresse oxidativo. Desta forma, como objetivos deste estudo, testamos se a administração de chá verde a ratos espontaneamente hipertensos (SHR) diabéticos ameniza o dano renal, verificando ainda se os efeitos se fazem por redução do estresse oxidativo. Métodos: Ratos SHR com 12 semanas de idade foram tornados diabéticos por injeção de estreptozotocina (50 MG/kg) e os grupos controle receberam somente o veiculo (tampão citrato de sódio pH 4.5). Animais diabéticos (SD) (glicemia > 270 MG/dl) e controle (SC) foram randomicamente divididos para receber chá verde (CV) ou água (A) como fonte única de líquidos, totalizando 8 a 10 animais por grupo, sendo eles SCA (SHR controle recebendo água), SCC (SHR controle recebendo chá verde), SDA (SHR diabético recebendo água) e SDC (SHR diabético recebendo chá verde). Peso, glicemia, pressão arterial sistólica (PAS) e albuminuria foram determinados a cada 4 das 12 semanas de acompanhamento. Resultados: Durante as 12 semanas de estudo, as glicemias foram significativamente maiores (p<0.001) nos animais SDA do que nos controles SCA e SCC , não sendo alteradas pela administração de CV. As PAS não foram afetadas pelo diabetes ou pelo tratamento com CV. A albuminuria dos animais não diabéticos SCA e SCC foram semelhantes, aumentando significativamente (p=0.048) nos SDA e reduzindo no tratamento com o CV (SDC) de forma significativa (p=0.048). A atividade da NAD(P)H oxidase, determinada por quimiluminescência foi significativamente maior (p=) no grupo SDA comparado ao SCA. O tratamento com CV reduziu de forma significativa (p=0.01) na ausência e presença do diabetes. A expressão da subunidade NOX-4 da NAD(P)H oxidase, determinada por Western Blot, aumentou de forma significativa (p=0.04) no grupo SDA em relação aos grupos não diabéticos SCA e SCC. Porem, em ratos diabéticos tratados com CV (SDC) esta expressão reduziu significativamente (p=0.04) chegando aos níveis do controle. A nitro tirosina, um marcador de modificação de proteína induzida pelo estresse oxidativo/nitros ativo avaliada por Western Blot, foi significativamente (p=0.04) maior no SDA do que no SCA e SCC, sendo no entanto significativamente reduzida (p=0.04) no grupo SDC . A expressão renal de colágeno IV determinada por Western Blot foi significativamente aumentada (p=0.008) nos ratos SDA comparados aos SCA e SCC. NA presença do diabetes, a administração de CV reduziu de forma significativa (p=0.013) esta variável. Conclusão: Em ratos hipertensos e diabéticos, o chá verde restabeleceu o equilíbrio redox, reduzindo marcadores de nefropatia sem alterar glicemia e pressão arterial. Desta forma, o consumo de chá verde pode ser benéfico a pacientes diabéticos e hipertensos.

Abstract:It has been suggested that green tea (GT) has beneficial properties in the treatment or prevention of human disease. The major biological mechanisms of action of GT are being attributed to its antioxidant properties. Several lines of evidence suggest that oxidative stress contributes to the pathogenesis of diabetic nephropathy. The effect of GT on diabetic nephropathy is unclear. We tested the hypothesis that GT prevents diabetes and hypertension-related renal oxidative stress and attenuates renal injury. Spontaneously hypertensive rats (SHR) with streptozotocin-induced diabetes and control SHR were treated daily with tap water or fresh GT extract. After 12 weeks, the systolic blood pressure was unchanged by diabetes or GT. However, there was a decrease in body weight and a significant (p<0.0001) increase in blood glucose level in diabetic SHR. These parameters were unaffected by GT therapy. GT prevented the increase in 8-hydroxy-2'- deoxyguanosine, an indicator of renal oxidative stress-induced DNA, and nitrotyrosine, an indicator of oxidative stress-induced protein modification, that were significantly (p<0.01) elevated in diabetic SHR. Likewise, GT attenuated(p=0.048) ADPH oxidase-dependent superoxide generation and the expression of renal ortex NOX-4, a subunit of NADPH oxidase, that were elevated (p=0.013) in diabetic HR. Treatment with GT significantly (p=0.048) reduced the indices of renal injury, lbuminuria and renal expression of collagen IV in diabetic SHR. GT reestablished he redox state and reduced the indicators of nephropathy without altering blood lucose and blood pressure levels in diabetic SHR. These findingssuggest that the onsumption of GT may ameliorate nephropathy in diabetic hypertensive patients.
Subject: Nefropatias diabeticas
Albuminuria
Estresse oxidativo
Diabetes Mellitus
Camellia sinensis
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2008
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ribaldo_PerolaDelBianco_M.pdf898.65 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.