Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312545
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Influência da idade, do índice de massa corporal e de antecedentes obstétricos nos sintomas da síndrome da bexiga hiperativa em mulheres no menacme = Influence of age, body mass index and obstetric history in the symptoms of overactive bladder in women in menacme
Title Alternative: Influence of age, body mass index and obstetric history in the symptoms of overactive bladder in women in menacme
Author: Palma, Thaís Figueiredo, 1984-
Advisor: Riccetto, Cássio Luís Zanettini
Abstract: Resumo: Introdução: A Síndrome da Bexiga Hiperativa (BH) é definida pela ICS (International Continence Society) como urgência urinária, acompanhada ou não por incontinência e frequentemente associada ao aumento da frequência urinária e noctúria. Objetivo: O objetivo do estudo foi verificar a influência da idade, do índice de massa corporal (IMC) e de antecedentes gestacionais nos sintomas de bexiga hiperativa em mulheres no menacme. Pacientes e Métodos: No total foram avaliados os questionários preenchidos por 1052 mulheres com idade entre 20 e 45 anos na região de Campinas. Foi utilizado o questionário ICIQ-OAB, uma ferramenta específica para bexiga hiperativa, em sua versão validada em Português e uma ficha de avaliação para dados demográficos e história médica, incluindo: idade, peso, altura, paridade e via de parto. Resultados: De modo geral, mulheres com idade entre 35 e 45 anos apresentaram escore do ICIQ-OAB significativamente maior do que todos os outros grupos (20 a 22; 23 a 27 e 38 a 34) (p<0.0001). Mulheres multíparas e primíparas apresentaram escore significativamente maior do que as nulíparas (p<0,001); e os sintomas não diferiram de acordo com a via de parto - vaginal ou cesárea (p=0.0074). Não foram encontradas diferenças significativas no escore entre os grupos de IMC (<18,5; 18,8 a 24,9; 25 a 29,9 e ? 30) (p=0,0066). Também foram encontradas diferenças significativas com relação ao incômodo causado pelos sintomas. Mulheres de 35 a 45 anos se sentem mais incomodadas do que os outros grupos com relação á frequência (p<0.0001), noctúria (p=0.0011), urgência (p=0.0015) e incontinência por urgência (p<0.0001). O incômodo causado pelos sintomas não diferiu entre os grupos de mulheres nulíparas, primíparas e multíparas (p=0,9363). As mulheres com IMC entre 25 e 29,9 apresentaram incômodo maior do que aquelas com IMC entre 18,5 e 24,9, com relação à incontinência por urgência (p=0,002). Conclusões: Na população estudada de mulheres no menacme, os sintomas de bexiga hiperativa são encontrados mais frequentemente e causam mais incômodo em mulheres com idade mais avançada, índice de massa corporal mais elevado e com histórico de pelo menos uma gestação

Abstract: Introduction: Overactive Bladder Syndrome (OAB) is defined by the ICS (International Continence Society) as urinary urgency, with or without urgency incontinence and frequently associated with increase of frequency and nocturia. Objectives: The aim of the study was to verify the influence of age, body mass index (BMI) and obstetric history in the symptoms of overactive bladder in premenopausal women. Patients and Methods: We analyzed a total of 1052 questionnaires that were filled out by women aged 20-45 in the area of Campinas, SP. We chose the ICIQ-OAB questionnaire, a tool that is specific for overactive bladder, in its Portuguese validated version and na assessment form with demographics and medical history, that included: age, weight, height, parity and mode of delivery (vaginal or cesarean). Results: Overall, women aged 35-45 presented higher scores than all other age groups (20 - 22; 23 - 27 and 38 - 34) (p<0.0001). Multiparous and primiparous women presented higher scores than nulliparous ones (p<0,001); and the symptoms did not differ according to mode of delivery ¿ vaginal or cesarean (p=0.0074). No significant differences were found between the BMI groups - <18,5; 18,8 - 24,9; 25 - 29,9 and ? 30 - (p=0,0066). We also found differences regarding symptom bother. Women aged 35-45 were more bothered than all other groups regarding frequency (p<0.0001), nocturia (p=0.0011), urgency (p=0.0015) and urgency incontinence (p<0.0001). Symptom bother did not differ between nuliparous, primiparous and multiparous women (p=0,9363). Women with BMI 25 - 29,9 were more bothered by urgency incontinence than those with BMI 18,5 - 24,9 (p=0,002). Conclusions: In the premenopausal women population of this study, OAB symptoms were found more frequently and cause more bother in older women, with higher BMI and with history of at least one pregnancy
Subject: Bexiga urinária hiperativa
Idade
Índice de massa corporal
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Palma_ThaisFigueiredo_D.pdf5.07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.