Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312390
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Influência da atuação fisioterapêutica e intensidade da dor na função respiratória em pacientes submetidos à cirurgia cardíaca eletiva
Title Alternative: Influence of physiotherapy approach and pain intensity in respiratory function in patients undergoing elective cardiac surgery
Author: Sasseron, Ana Beatriz
Advisor: Boin, Ilka de Fatima Santana Ferreira, 1953-
Abstract: Resumo: Antecedentes: A fisioterapia pré-operatória em cirurgia cardíaca (CC) visa amenizar a disfunção respiratória e prevenir ou tratar complicações pulmonares comuns no período pós-operatório (PO). Objetivos: Avaliar a influência da fisioterapia respiratória pré-operatória e a intensidade da dor pós-operatória referida em determinadas variáveis utilizadas para a mensuração da função respiratória em pacientes submetidos à CC eletiva com circulação extracorpórea (CEC). Desenho: Pesquisa prospectiva, de coorte longitudinal, por amostra de conveniência. Local: Hospital da Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Araras. Período: Agosto a dezembro de 2007. Método: Foram estudados 35 pacientes. As variáveis que avaliaram a função respiratória: força muscular respiratória, volume corrente (VC), volume minuto (VM), frequência respiratória (FR) e capacidade vital (CV) foram obtidas nos momentos: pré-operatório (PRE-OP) e PO (1°, 3° e 5°PO). A dor PO referida foi correlacionada com a disfunção respiratória. Baseado na mediana do número de sessões de fisioterapia PRE-OP realizadas, os pacientes foram divididos em Grupo 1 (pacientes que realizaram menor número de sessões) e Grupo 2 (pacientes que realizaram maior número de sessões). Os pacientes seguiram a rotina de atendimento fisioterapêutico local no PO. Resultados: Quinze pacientes compuseram o Grupo 1 (= 6 sessões) e 20 o Grupo 2 (= 8 sessões). As comparações das variáveis categóricas medidas no PRE-OP entre os grupos (idade, peso, altura, índice de massa corpórea e tempo de CEC), além das variáveis que avaliaram a função respiratória antes da CC não apresentaram diferenças significantes, evidenciando homogeneidade da amostra. Entretanto, a variável tempo total de cirurgia (média±desvio padrão) foi maior no grupo 2 (238,2±55,1 minutos versus 197,7±55,8 minutos no grupo 1, p=0,045). Houve predomínio de sujeitos do sexo masculino (73,3% no grupo 1 e 60,0% no grupo 2) e ex-tabagistas (73,3% no grupo 1 e 50,0% no grupo 2), predominando a cirurgia de revascularização do miocárdio (66,7% no grupo 1 e 70,0% no grupo 2). Em todas as variáveis da função respiratória estudadas, os valores obtidos no período PO foram menores em relação aos do PRE-OP em ambos os grupos e permaneceram abaixo até o 5°PO, com exceção do VM. Não houve diferença estatisticamente significante no comportamento das variáveis entre os grupos em relação aos tempos, com exceção do VC, que apresentou aumento significante (p = 0,029) entre os momentos 1º PO e 5º PO e 3º PO e 5º PO apenas para o grupo 2. Quanto maior foi a dor PO referida, maior foi a FR e menores foram os valores de VM e CV. O tempo de internação hospitalar foi similar entre os grupos. Conclusões: O número de sessões de fisioterapia PRE-OP não teve influência na evolução da função respiratória no PO de CC. A intensidade da dor pós-operatória referida influenciou de forma significante o aumento da FR e a diminuição do VM e da CV

Abstract: Background: Preoperative physiotherapy in cardiac surgery (CS) aims to minimize respiratory dysfunction and prevent or treat pulmonary complications common in postoperative period (PO). Purpose: To evaluate the influence of preoperative respiratory physiotherapy and the intensity of postoperative referred pain in certain variables of respiratory function measurements in patients undergoing elective CS with cardiopulmonary bypass (CPB). Design: Prospective and longitudinal cohort with a convenience sample. Setting: Hospital of the Santa Casa de Misericórdia de Araras. Period: August to december of 2007. Method: Thirty-five patients were studied. Respiratory function variables [respiratory muscle strength, tidal volume (TV), minute volume (MV), respiratory rate (RR) and vital capacity (VC)] were obtained at preoperative period (PP) and postoperative moments (1st, 3rd e 5th PO). Referred postoperative pain was correlated with respiratory dysfunction. Based on median of the number of preoperative physiotherapy sessions performed, patients were allocated into two groups: Group 1 (patients with fewer sessions) and group 2 (more sessions). Patients followed the local routine for physiotherapy at PO. Results: Fifteen patients composed the group 1 (6 sessions) and 20 the group 2 (= 8 sessions). Categorical variables obtained at PP period and compared between the two groups (age, weight, height, body mass index and CPB time), as well variables for respiratory function measurements, had not statistical differences, showing homogeneity of the casuistic. However, time of surgery (meanstandard deviation) was higher in group 2 (238.2±55.1 minutes versus 197.7±55.8 minutes in group 1, p=0.045). Overall, there was a predominance of male subjects (73.3% in group 1 and 60% in group 2), ex-smokers (73.3% in group 1 and 50.0% in group 2) and coronary artery bypass grafting (66.7 % in group 1 and 70.0% in group 2). All variables obtained in PO had lower values than those of PP for both groups, and remained bellow until the 5th PO day, with exception of the MV. When PO moments were evaluated, there was no statistical difference for variables performance between groups regarding the moments, with the exception of TV that presented significant increase (p = 0.029) between 1st and 5th PO; and 3rd and 5th PO only for group 2. Higher referred pain was seen with higher RR and with lower values of MV and VC. Both groups had similar hospital length of stay. Conclusions: The number of preoperative physiotherapy sessions had no influence on the evolution of respiratory function at the PO in CS. The intensity of postoperative referred pain influenced significantly the increase of RR and the reduction of MV and VC
Subject: Tórax - Cirurgia
Testes funcionais dos pulmões
Medidas de volume pulmonar
Capacidade vital
Fisioterapia (Especialidade)
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Sasseron_AnaBeatriz_M.pdf851.82 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.