Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312385
Type: TESE
Title: Esvaziamento gastrico de liquidos em ratos com infarto experimental do miocardio
Author: Ramirez Nuñez, Wilson Ranú, 1973-
Advisor: Fernandes, Gilberto da Assunção, 1938-
Fernandes, Gilberto D'Asunção
Abstract: Resumo: O esvaziamento gástrico (EG) consiste na transferência ordenada do conteúdo gástrico para o intestino delgado e pode ser modificado por alterações hemodinâmicas como as que ocorrem no infarto do miocárdio (IM). Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do infarto recente do miocárdio sobre o EG e o efeito do lipopolissacarídeo bacteriano intravenoso (50 e 100 µg/kg de peso) sobre o EG de uma refeição líquida isosmótica e inerte sobe o ponto de vista calórico (solução salina) em ratos com seqüela crônica cardíaca de infarto do miocárdio. Foram utilizados ratos Wistar, machos, pesando entre 220 - 250g, adaptados ás condições do laboratório e divididos em 3 grupos: Grupo INF: ratos com infarto do miocárdio; Grupo SR, ratos sham.;Grupo NA, ratos naive em que não foi feito qualquer procedimento de sedação ou cirúrgico. O infarto foi realizado por ligadura da artéria coronária descendente anterior esquerda. Os animais após cirurgia permaneceram em jejum alimentar recebendo água ad libitum. Vinte e quatro horas após para o estudo agudo e 4 semanas após para o estudo crônico, foi avaliado o EG de 1,5 m1/100g de peso do animal de uma refeição de prova (RP) salina marcada com fenol vermelho. O EG foi avaliado indiretamente, nos animais acordados, através da determinação da % de retenção gástrica (RG) da RP, 10 min após administração orogástrica. Os resultados mostraram que para o estudo agudo os animais do grupo INF apresentaram.RG significativamente, mais elevada em relação aos animais do grupo NA e não em relação ao grupo SR. Não houve diferenças entre os animais do grupo SR em relação aos do grupo NA E para o estudo crônico os animais que receberam LPS na dose de 50 e 100 /µg/Kg de peso, do grupo NA, uma hora antes da avaliação do EG, apresentaram RG significativamente mais elevada em relação a os seus controles; o mesmo fenômenofoi observadono grupo SR e no grupo INF. Da mesma forma os animais no grupo NA que receberam LPS na dose de 50 e 100 µg/Kg de peso, oito horas antes da avaliação do EG, apresentaram RG mais elevada em relação aos seus controles, bem como os animais no grupo SR e no grupo INF. Não houve diferença significativa entre os animais dos 3 grupos que receberam veículo ou LPS.Conclusões: l) Infarto recente do miocárdio em ratos induz retarde do EG de uma refeição liquida isotônica e inerte do ponto de vista calórico;2) os animais na fase crônica após infarto não apresentaram.alterações no EG de uma refeição salina. 3) os animais nestas condições, recebendo a dose de 50 e 100µg/kg, não apresentaram sensibilidade maior ou menor à endotoxina quando comparados com os controles

Abstract: The Gastric Emptying (GE) is the transition of food from the stomach to the upper small intestine, and could be modify by haemodinamics changes as occur in myocardial infarction (MI). Therefore, the object of the present investigation was to study the effect of acute myocardial infarct on rat gastric emptying and the effect of bacterial lipopolysaccharide intravenous (50 and 100 µg/Kg animal weight) on gastric emptying of an isosmotic and inert liquid meal from a caloric viewpoint (saline solution) in rats with chronic myocardial infarction. We conducted a study involving male wistar rats (varying in body weight 220-250g), which were allowed to habituate in a laboratory environment and then divided into 3 groups: Group INF, rats with myocardial infarction, Group SHAM, sham rats, Group NA, was not given any anesthesia or surgical procedures. The myocardial infarction was produced by left anterior coronary artery ligation. After groups constitution animais were fasted with access to water ad libitum. 24 hours after, for the acute study and 4 weeks for the chronic study, was evaluated GE of 1,5ml/100g animal weight of a test meal of 0,9% NaCI plus the marker phenol red. GE was indirectly evaluated in conscious animals, through determining the percentage of gastric retention (%GR) of a test meal, measured 10 minutes after orogastric infusion. The resuhs of the acute study showed that animaIs from the INF group presented GR, significantly higher than the NA group but not in relation with SH group. No statistical difference in GR was observed between the SH and NA groups. And from the chronic study showed that animals which received 50 and 100P µg/kg LPS, 1 h before measure of GE presented a significantly higherpercentage of GR than control group, the same was observated SH and INF groups. Animais of NA group which received 50 and 100 µg/kg LPS 8 h before measure of GE presented a significantly higher percentage of GR than control group, as animal of SH and INF groups. No statistical difference in GR was observed between animais from 3 groups, which received saline solution or LPS. In conclusion, 1) acute myocardial infarction in rats induces delay of the gastric emptying of an isosmotic and inert liquid meal from a caloric viewpoint. 2) Animal with chronic myocardial infarction not presented alterations on GE of a saline meal. 3) Animais in these conditions, receiving 50 and 100 µg/kg, not presented high or low sensibility to endotoxin, compared with their controls
Subject: Gastroenterologia
Coronariopatias
Enfarte do miocardio
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
RamirezNunez_WilsonRanu_M.pdf4.53 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.