Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312342
Type: TESE
Title: Efeitos biomecanicos da inclusão de orificios de tamanho padronizado em telas de polipropileno monofilamentar na interface tecidual da parede abdominal de ratas adultas
Title Alternative: Biomechanical effects of the inclusion of the standardized orifices in monofilament polypropylene meshes at abdominal wall interface of adult female rats
Author: Siniscalchi, Rodrigo Teixeira, 1971-
Advisor: Riccetto, Cássio Luís Zanettini
Riccetto, Cassio Luis Zanetini
Abstract: Resumo: Introdução: Os prolapsos da parede vaginal são muito prevalentes. Em seu tratamento utilizam-se técnicas baseadas em suturas (correções sítio-específicas) ou, mais recentemente, o emprego de telas (próteses). Considerando-se a elevada taxa de recorrência com as técnicas convencionais, as telas passaram a representar uma opção potencial para o tratamento de casos selecionados de prolapsos urogenitais. O material sintético mais utilizado atualmente é o polipropileno monofilamentar, com índices de cura de até 90%. Com o objetivo de diminuir a quantidade de material implantado e promover melhor integração da prótese aos tecidos, evitando, respectivamente, a dispareunia e a extrusão das mesmas, foi proposta a inclusão de orifícios de tamanho padronizado nas telas, denominados orifícios facilitadores de integração. Objetivo: Avaliar, "in vivo", as propriedades biomecânicas de um tipo tela de polipropileno monofilamentar e os efeitos da inclusão de orifícios facilitadores de integração sobre a resistência na interface com o leito receptor. Material e Métodos: Foram utilizadas 40 ratas adultas nas quais foram implantadas, de um lado da sua parede abdominal, na interface entre a hipoderme e a fáscia anterior da musculatura abdominal, uma tela de polipropileno monofilamentar retangular medindo 24 x 11 mm sem orifícios (grupo 1) e, do outro lado uma tela semelhante, com 2 orifícios circulares de 6mm de diâmetro (grupo 2). Após 90 dias, as ratas foram sacrificadas sendo sua parede abdominal retirada e dividida simetricamente em 2 blocos, que continham, respectivamente, as telas com e sem orifícios. O estudo biomecânico foi realizado em um tensiômetro de precisão, no qual a tela era tracionada em sentido uniaxial até que se desprendesse da interface tecidual. Para quantificar a aderência e elasticidade tecidual, em cada grupo, foram analisadas as seguintes variáveis: carga máxima; deflexão até a carga máxima; trabalho até a carga máxima; consistência do material; além dos valores de carga, deflexão e trabalho executado no momento do desprendimento da tela. Resultados: Verificou-se que a aderência das telas de polipropileno aos tecidos circunvizinhos aumentou significativamente com a inclusão de orifícios de tamanho padronizado como demonstrado na análise dos valores encontrados para a carga máxima (p < 0,001); trabalho até a carga máxima (p < 0,001); carga no desprendimento da tela (p < 0,001); e trabalho até o desprendimento da tela (p < 0,001). Os orifícios também conferiram à tela de polipropileno maior elasticidade, como demonstrado na análise dos valores de deflexão até a carga máxima (p < 0,001) e deflexão até o desprendimento da tela (p < 0,001). Não foi observada diferença significante (p = 0,87) quando analisada a variável consistência do material (ou módulo de elasticidade). Conclusão: A inclusão de orifícios de tamanho padronizado em telas de polipropileno monofilamentar, além de reduzir o seu peso e a quantidade de material implantado, aumentou sua elasticidade e aderência aos tecidos quando implantadas na interface da parede abdominal de ratas adultas. Estes achados sugerem que a inclusão de orifícios facilitadores de integração pode influenciar, favoravelmente, o seu emprego na prática clínica.

Abstract: Objective: The use of polypropylene mesh to repair vaginal prolapse is well established in selected cases. In order to reduce the weight and increase the elasticity of the mesh, to bind the product to tissues and also to decrease the amount of material used, the inclusion of standard orifices to the size meshes was proposed. These orifices were called "helper orifices" as they improve integration. In this original study, the biomechanical properties of a type of monofilament polypropylene mesh were evaluated in vivo, as well as the effects of the inclusion of the orifices on the interface resistance in the receiving area. Method: Forty female rats received an implant of monofilament polypropylene mesh, measuring 24 x 11 mm with no orifices, on one side of the abdominal wall, at the interface between the hypoderm and the anterior fascia of the abdominal muscles (group 1). On the other side, a similar mesh with two circular orifices (6 mm diameter) was implanted (group 2). The rats were euthanized 90 days later and their abdominal walls were removed and divided into two blocks, one with the mesh without orifices and the other with the mesh with orifices. The biomechanical study used a precision tensiometer in which the mesh was uniaxially tensioned until it was loosened from the tissue interface. In order to determine the tissue adherence in each group, the following variables were analyzed: maximum load; deflection at maximum load; work to maximum load; stiffness as well as load, deflection and work at detachment of the mesh. Results: It was verified that the adherence of the polypropylene mesh to the surrounding tissue increased significantly with the inclusion of standard size orifices as it is demonstrated in the analysis of values found to the maximum load (p < 0.001); work to maximum load (p < 0.001); load at detachment of the mesh (p < 0.001); and work to detachment of the mesh (p < 0.001). The orifices also brought higher elasticity to the polypropylene mesh as demonstrated in the analysis of the values of deflection at maximum load (p < 0,001) and deflection at detachment of the mesh (p < 0.001). It was not observed statistical differences (p = 0.87) when analyzing the stiffness of the material. Conclusion: Besides reducing the weight and amount of material, the inclusion of standard size orifices in the monofilament polypropylene mesh increased the elasticity and adherence to the tissues when implanted in the interface of the abdominal wall in adult female rats. These findings suggest that the inclusion of helper orifices to improve integration may have a favorable influence in clinical practice.
Subject: Malha cirúrgica
Polipropileno
Biomecânica
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2008
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Siniscalchi_RodrigoTeixeira_M.pdf4.73 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.