Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312296
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Idade pulmonar está relacionada à alterações estruturais carotídeas em pacientes hipertensos = Lung age is related to carotid structural alterations in hypertensive subjects
Title Alternative: Lung age is related to carotid structural alterations in hypertensive subjects
Author: Kiyota, Tatiana Alves, 1974-
Advisor: Nadruz Junior, Wilson, 1973-
Junior, Wilson Nadruz
Abstract: Resumo: Pacientes hipertensos exibem aumento do risco para desenvolvimento de eventos cardiovasculares e redução da função pulmonar quando comparados com a população geral. Contudo, ainda não está claro se esta associação se origina da coexistência de doenças altamente prevalentes ou de ações diretas ou indiretas de mecanismos fisiopatológicos em comum. Este estudo investigou a associação entre características das artérias carótidas e função pulmonar em hipertensos não fumantes com função pulmonar supostamente normal. Pacientes hipertensos (n=67) foram avaliados transversalmente por análises clínicas, hemodinâmicas, laboratoriais e ultrassom de carótidas. A capacidade vital forçada (CVF), o volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1) e no sexto segundo (VEF6) e a idade pulmonar foram medidos por espirometria. Os indivíduos com anormalidades ventilatórias de acordo com o consenso da American Thoracic Society/ European Respiratory Society foram excluídos. Análises bivariadas mostraram que a idade pulmonar e o percentual do previsto para parâmetros espirométricos correlacionaram-se com espessura íntima-média, diâmetro e rigidez da artéria carótida comum. Níveis séricos de Proteína C-reativa e metaloproteinases 2 e 9 não influenciaram esta relação. Na análise de regressão tipo stepwise, a idade pulmonar foi o parâmetro espirométrico que exibiu os coeficientes de regressão mais significativos com as características carotídeas. Em conclusão, o declínio da função pulmonar, particularmente quando avaliado pela idade pulmonar, está independentemente associado com alterações estruturais carotídeas em indivíduos hipertensos não fumantes com função pulmonar supostamente normal

Abstract: Hypertensive patients exhibit higher cardiovascular risk and reduced lung function compared to the general population. Whether this association stems from the coexistence of two highly prevalent diseases or from direct or indirect links of pathophysiological mechanisms is presently unclear. This study investigated the association between lung function and carotid features in non-smoking hypertensive subjects with supposed normal lung function. Hypertensive patients (n=67) were cross-sectionally evaluated by clinical, hemodynamic, laboratory and carotid ultrasound analysis. Forced vital capacity, forced expired volume in 1s and in 6s and lung age were estimated by spirometry. Subjects with ventilatory abnormalities according to current guidelines were excluded. Bivariate analysis showed that lung age and the percentage of predicted spirometric parameters correlated with common carotid intima-media thickness, diameter and stiffness. C-reactive protein and matrix-metalloproteinases-2/9 levels did not influence this relationship. At stepwise regression analyses, lung age was the spirometric parameter exhibiting the most significant regression coefficients with carotid features. In conclusion, decline in lung function, particularly when assessed by lung age, is independently associated with carotid structural alterations in non-smoking hypertensive subjects with supposed normal lung function
Subject: Artéria carótida
Espirometria
Hipertensão
Language: Multilíngua
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Kiyota_TatianaAlves_M.pdf1.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.