Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/312009
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Desempenho tardio das bioproteses valvares porcinas
Author: Carvalho, Marcus Vinicius Henriques de
Advisor: Oliveira, Sergio Almeida de
Abstract: Resumo: o objetivo deste trabalho foi ode estudar o desempenho tardio das biopróteses porcinas modelo Carpentier-Edwards, com ênfase a todos os eventos mórbidos e/ou 1etais que pudessem estar relacionados à presença da bioprótese. Foram estudados 100 pacientes consecutivos submetidos à substituição de valva mitral e 100 pacientes consecutivos submetidos à substituição de valva aórtica. O seguimento médio dos pacientes foi de 93 meses para pacientes submetidos à substituição de valva mitral e de 62 meses para os pacientes submetidos à substituição de valva aórtica. Aproximadamente, 80% dos pacientes permaneceram vivos ao longo do seguimento. As curvas de sobrevida dos pacientes submetidos à substituição de valva mitral e dos pacientes submetidos à substituição de valva aórtica demonstram uma desenso inicial em razão da mortalidade hospitalar e, a partir dai, as curvas se estabilizam, voltando a ter outro descenso a partir dos cinco a seis anos da cirurgia, provavelmente em razão da alta incidência de degeneração estrutural nesse periodo. Os pacientes que necessitaram de reoperação para substituir a bioprótese que sofreu deterioração estrutural. tiveram uma mortalidade maior do que aqueles que não necessitaram de reoperação. Entretanto, essa diferença não teve significância estatística. A mortalidade relacionada à presença da bioprótese foi de aproximadamente de 5% tanto nos portadores de bioprótese em posição mitral, quanto nos portadores de bioprótese em posicão aórtica. Entre os pacientes que receberam implante da bioprótese em posição mitral, 22 deles necessitaram de reoperação para substituir a bioprótese, sendo que a incidência de reoperação foi maior nos pacientes que tinham menos de 35 anos na ocasião da primeira operação. Vinte e dois pacientes submetidos a substituição de valva mitral necessitaram reoperação, enquanto que apenas sete pacientes submetidos a substituição de valva aórtica necessitaram reoperação. As complicações tromboembólicas foram raras com o uso das biopróteses, apesar dos pacientes não terem recebido anticoagulação oral sistêmica. Concluímos que: 1) o uso das biopróteses porcinas tipo Carpentier-Edwards em nosso meio apresentou resultados clínicos satisfatórios, com mortalidade hospitalar e tardia semelhante à de outros grupos e também semelhante àquela quando outros substitutos valvares são empregados; 2) . a deterioração estrutural é um evento marcante para os pacientes portadores dessas biopróteses e começa a ocorrer basicamente a partir de seis a sete anos após o implante; 3) a deterioração estrutural da bioprótese modifica o destino dos pacientes, mot ivando a reoperação para substituir a bioprótese implantada. Entretanto, a ocorrência desta reoperação não aumenta significativamente a mortalidade.

Abstract: The objective of this study was to investigate the late performance of the porcine bi prosthesis Carpentier Edwards model with emphasis on all morbid and/or lethal events which could be related to its presence. A hundred (100) consecutive patients who underwent a mitral valve implant and a hundred (100) consecutive patients who underwent an aortic valve implant were studied. The avarage tracking period for the former was 93 months and 62 months for the latter. Aproximately 80% of those patients remained alive during the follow-up time. The survival curves of patients who received a mitral valve implant and patients who received an aortic valve implant showed an inicial decrease due to in-hospital mortality. Then, the curves stabilized showing another decrease about 5 to 6 years later probably due to structural degeneratiem. Patients who needed reoperation to substitute the deteriorated bioprosthesis presented a higher mortality rate that those who did not need reoperation. Nevertheless, that difference had not statistic significancy. Mortality related to the bioprosthesis was close to 5% either for patients with bioprosthesis in mitral or in aortic positions. Among those patients (100) who received amitral-position bioprosthesis twenty-two (22)- of them needed reoperation toreplace it, being the incidence of reoperation higher on those who were under 35 years of age by the time of the first operation. Yet, only seven (7 ) among those who received an aortic-position bioprosthesis needed reoperation. The thromboembolic complications were rare with the use of bioprosthesis although none of the patients received systemic oral anticoagulation. It was concluded that: 1) The use of Carpentier Edwards type porcine bioprosthesis presented satisfactory clinic results in our midst, with in-hospital and late mortality rate similar not only to other groups but also when other types of valve substitutes are used. 2) The structural deterioration is a remarkable event for patients who bear the bioprosthesis, starting basically 6 to 7 years after the implant. 3) The structural deterioration of the bioprosthesis modifies patient's fate causing, as a result, reoperation to substitute the implanted bioprosthesis. However, the occurance of such cases does not increase mortality rate significantly.
Subject: Sistema cardiovascular
Coração - Cirurgia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1991
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Carvalho_MarcusViniciusHenriquesde_M.pdf770.87 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.