Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311988
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: No olho do furacão : trabalho medico e o Programa de Saude da Familia
Author: Capozzolo, Angela Aparecida
Advisor: Campos, Gastão Wagner de Sousa, 1952-
Abstract: Resumo: O trabalho médico é central nos serviços de saúde, e muitos têm sido os desafios para a oferta de um atendimento de boa qualidade na atenção básica. Esse local de alta complexidade tecnológica exige, para responder às complexas necessidades individuais e coletivas de saúde, uma prática clínica ampliada e um trabalho de equipe. A prática médica hegemonicamente encontrada nesses serviços, no entanto, tem se traduzido numa atenção centrada em procedimentos, que pouco considera as diversas dimensões presentes no processo de adoecimento, com baixo compromisso dos profissionais pelo resultado final do trabalho. O Programa de Saúde da Família (PSF) propõe mudanças importantes na organização do trabalho médico com a utilização de generalistas. O objetivo desta investigação foi anatisar potências e limites dessa proposta em alterar o padrão hegemônico da prática médica. Realizamos para tal um estudo de casos em unidades de dois projetos QUALIS (Zerbini e Santa Marcelina), modo como inicialmente se implantou o programa no município de Sãó Paulo. Buscamos conhecer a realidade objetiva e subjetiva do trabalho médico nesses serviços e captar se essa proposta se traduzia numa nova forma de operar o trabalho. Utilizamos vários instrumentos para a coleta de dados (entrevistas, fluxograma analisador, observação de consultas, grupos de discussão e pesquisa documental) e realizamos uma triangulação metodológica e validação dos resultados encontrados com as equipes. A investigação ocorreu no período de junho de 2000 a dezembro de 2001.Constatamos que esse modelo de organização do trabalho possui arranjos tecnológicos - vincwação dos médicos a uma equipe e a uma população, espaços de discussão do trabalho, visitas domiciliares, entre outros - com potencialidade para aumentar o envolvimento, o compromisso e a responsabilização dos médicos. Porém os -limites encontrados foram importantes. A organização do trabalho permanecia ainda bastante centrada na oferta de assistência médica individual. As consultas expressavam dificuldades de uma abordagem clínica ampliada, estando predominantemente centradas na dimensão biológica do adoecer. Apesar de diferenças entre os projetos QUALIS, a capacitação e o apoio ao trabalho mostravam-se insuficientes para os profissionais responderem às diversas demandàs clínicas e para a abordagem das necessidades de saúde nas suas múltiplas dimensões, apontando o risco de uma simplificação da atenção. O elevado número de famílias também se revelava um limite importante para responder às necessidades de saúde da população adscrita. Os médicos estavam submetidos a uma grande carga quantitativa e qualitativa de trabalho, com dificuldades de retaguarda dos demais níveis de atenção. O trabalho nas ESFs se apresentava como extremamente desgastante, sendo identificado pelos médicos como estar no "olho do furacão". As questões levantadas neste estudo indicam a necessidade de rever as estratégias do PSF, entre elas a de utilização exclusiva de médicos generalistas nas equipes. Aponta-se como fundamental para a mudança dos atos médicos hegemônicos a aquisição de referenciais e tecnologias para ampliar a escuta, qualificar o vínculo e as intervenções. Ressalta-se ainda como importante o desenvolvimento de mecanismos de gestão para acompanhar e apoiar o trabalho dos profissionais, assim como a melhora na retaguarda dos demais níveis de atenção

Abstract: Medical labour has a central ÜI1portance in health service. In order to offer a higher attendance quality to the population who requires it many challenges have turned up. In answering to the health' s complex individual and col1ective necessities this high technological complexity place requires both an enlarged clinical practice and a teamwork. However, the prevailing medica! practice found out in those health service has conducted it to a few important procedures considering a several dimensions on a illing process, with a simultaneously professionals' low commitment to the work results. The Family Health Program, a national policy to a basic attendance, offers important changes into the medica! work organization by using general practitioners. This investigation target was analyse both power and limits of that programm in changing the prevailing pattern of the medical practice. So, we developed a study on multiple cases in health unities which are attached to a project named QUALIS (Zerbini, Santa Marcelina). Qualis project is the way that is used to implant the Family Health Program in the city of São Paulo. We searched to know both objective and subjective reality ofthe medica1 work in those services. We also tried to understand if that proposal could be a new way for opera te the work. We made use of a severa! tools in obtaining data (interviews, analysing fluxogram, consultation observations, discussion groups, and documentary resource) and we made up both a methodologica1 triangulation and a validation of the results found out in the teams. The investigation was made up between June, 2000, and December, 2001. We found out that this model of work organization has technological arranges, such as physicians' link to the population, team meetings, home visits, and many others, that contribute to increase the professionals' involvement, commitment and responsibility. However, the limits that were found out were ÜI1portant. The work process organization in the Qualis projects still kept highly centra1yzed in offering individual medical assistance, and the consultation kept itself largerly centra1yzed in the biologica1 dimension of illing, expressing difliculties for na enlarged clinical practice. The support and provided skillfulness to the work seemed not enough to the professionals nor to respond to the severa! clinic demands, neither to the approach of the health necessities in their muhiple dimensions, facing up the risk of a simplification of the attendance. Physicians were submitted to an enormous quantitative and qualitative working charge, showing up backing difficulties in the further attendance levels. Family quantity also was a important limit to supply the health necessities of the registered population. To the physicians the F.H.P. (Family Health Program) working was considered extremely stressing, identified with to be in the "hurricane eye" Questions arisen ftom this paper point at to a necessity of revision of the Family Health Program strategies, including among them the utilization in the worlcteams only general practitioners. This paper also sets up that is fundamental for changing the prevailing medical procedures the acquisition of k:nowledge and technologies in order to amplify the hearing and improve the quality of both physicians' linking and interventions. Further, it sets up importance on development of managering mechanisms for qualifying, observing and supporting the professionals' work. They also may improve the backing of the attendancelevels
Subject: Medicina - Práticas
Saúde pública
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Capozzolo_AngelaAparecida_D.pdf17.96 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.