Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311889
Type: TESE
Title: Avaliação ultra-sonografica do diagnostico e tratamento da displasia do desenvolvimento do quadril
Author: Pacheco, Elisa Maria de Brito, 1961-
Advisor: Pereira, Rubens Marcondes, 1929-
Abstract: Resumo: No período de abril de 1990 a julho de 1993 foi realizado um estudo prospectivo de 225 lactentes com suspeita clínica de displasia do desenvolvimento do quadril (DDQ). OS correspondentes 450 quadris foram avaliados por exames clínicos, radiológicos e ultra-sonográficos. O objetivo deste trabalho foi avaliar os métodos de Graf, Harcke e Morin quanto à sua sensibilidade, especificidade e acurácia no diagnóstico de DDQ, definir a confiabilidade dos critérios ultra-sonográficos para indicação do tratamento, assim como a eficácia destes métodos no seguimento das crianças em tratamento. O diagnóstico referente à articulação coxo-femoral usado como teste padrão fundamentou-se em critérios clínicos, radiológicos e evolutivos, sendo os quadris divididos em 3 grupos: normal, displásico e/ou subluxado e luxado. Os grupos com quadris normais e os displásicos e/ou subluxados foram subdivididos em diagnósticos de certeza, de segurança e de probabilidade. Foram analisados os valores de sensibilidade, especificidade, proporção de falsos positivos e acurácia para os diversos pontos de corte no exame ultra-sonográfico pelos métodos de Graf, Harcke e Morin, separadamente. Comparando-se os resultados, constatou-se que o melhor método ultra~sonográfico para o diagnóstico de DDQ foi o de Graf, sendo o critério de maior confiabilidade para indicação do tratamento o ângulo alfa (ângulo do teto acetabular ósseo). Considerando-se o ponto de corte no nível IIa( +), o método de Graf obteve uma sensibilidade de 100% e uma especificidade de 96,6% par" os diagnósticos de certeza, 87,5% e 96,4% para os diagnósticos de certeza e de segurança e 87,5% e 93,8% para os de certeza, de segurança e de probabilidade. Através do método de Graf não foi possível estabelecer um critério definido para diferenciar a imaturidade fisiológi,cà do quadril e o quadril displásico incipiente, que necessita de tratamento. No método de Harcke o melhor ponto de corte foi obtido ao se classificar os quadris cuja única alteração era a instabilidade como normais. O valor de sensibilidade foi de 100% e o de especificidade 95,8% para os diagnósticos de certeza, 80% e 96,4% para os diagnósticos de certeza e de segurança e 80% e 96,6% para os de certeza, de segurança e de probabilidade. No método de Morin, considerando-se como normais os quadris com a porcentagem de cobertura da cabeça femoral pelo teto acetabular ósseo maior ou igual a 44%, o valor de sensibilidade foi de 93,3% e o de especificidade 76,2% para os diagnósticos de certeza, 79,2% e 77,9% para os diagnósticos de certeza e de segurança, e 79,2% e 74,8% para os de certeza, de segurança e de probabilidade. Quanto ao controle ultra-sonográfico do quadril da criança tratada com alças de Pavlik, o método de Harcke é eficaz para a comprovação da sua redução, e o método de Graf para a avaliação da melhora morfológica do mesmo. Nas crianças com gesso pélvico-podálico, a ultra-sonografia não foi eficaz na avaliação da redução do quadril pela dificuldade de se identificar pontos anatõmicos que permitissem estabelecer a posição da cabeça femoral e do acetábulo, sendo preferível a tomografia computadorizada

Abstract: This prospective study was performed from April 1990 to July 1993. Two hundred and twenty five infants clinically suspected of developmental dysplasia of the hip (DDH) were examined, comprising 450 single hip studies. All hips were subjected to clinical, radiographic and ultrasonographic exams. The purpose was to determine the sensitivity, specificity, and accuracity of Oraf's, Harcke's and Morin's techniques in the diagnosis of DDH, to define the reliability of the ultrasound cri teria for treatment indication, and the efficacy of these techniques in the evaluation of the infants during treatment. The gold standard was based on clínical and radiographic examinations. The hips were classified in 3 groups: normal, dysplasic andJor subluxation and dislocated. The hips classified as normal and dysplasic andJor subluxation were further divided in definite, safety and probability diagnosis. The sensitivity, specificity, false-positive ratio and accuracity were analysed for the various cutting points in the ultrasonographic exam, according to the Oraf's, Harcke's and Morin's techniques, separatedly. Comparing the results, it was proven that the most adequate ultrasonographic technique for the diagnosis of DDH is the Oraf' s technique, being the alpha angle (acetabular inclination angle), the most reliable criteria for treatment indication. Considering the cutting point in the leveI of type IIa( +), the Oraf's technique reached 100% of sensitivity and 96,6% of specificity for the definite diagnosis; 87,5% and 96,4% for the definite and safety diagnosis I~nd finally 87,5% and 93,8% for the definite, safety and probability diagnosis. Through Oraf' s technique, it was not possible to establish a definite criteria in order to distinguish the phisiologic. immaturity of the hip and minor dysplasia of acetabular development, which Ileé'ds treatment. Using Harcke's technique, the Best cutting point was achieved when classifying the hips with isolated instability as normal. The sensitivity value was 100% and the specificity value was 95,8% for the definite diagnosis; 80,0% and 96,4% for the definite and safety diagnosis and finally 80,0% and 96,6% for the definite, safety and probability diagnosis. Using Morin's technique, considering as normal the hips with the percentage of coverage of the femoral head by the bony acetabulum greater or equal to 44%, the sensitivity value was 93,3% and the specificity value was 76,2% for the definite diagnosis; 79,2% and 77,9% for the definite and safety diagnosis and finally 79,2% and 74,8% for the definite, safety and probability diagnosis. Regarding the ultrasonographic control of the infant' s hip treated with the Pavlik harness, Harcke's technique is efficient for ensuring its reduction, and Graf' s technique for evaluating its morphologic improvement. In the infants placed in spina casts, ultrasonography was not efficient m evaluating the hip's reduction due to difficulties in the identification of anatomic landmarks of the femoral head and the acetabulum, so the preference should be for computed tomography
Subject: Quadril - Luxação congenita
Ultra-som em obstetricia
Recém-nascidos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1997
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Pacheco_ElisaMariadeBrito_D.pdf6.33 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.