Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311877
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Soroprevalencia e epidemiologia molecular do herpesvirus humano 8 (HHV-8) em populações brasileiras
Author: Cunha, Andrea Mendonça Gusmão
Advisor: Costa, Fernando Ferreira, 1950-
Abstract: Resumo: O Herpesvírus Humano 8 (HHV-8) foi identificado em 1994 por CHANG et al em biópsia de pele de pacientes com sarcoma de Kaposi associado à Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA). O HHV-8 é um oncovírus membro da família Herpesviridae, sub-família Gamaherpesvirinae e gênero Rhadinovirus, o único do gênero a infectar humano. Possui ultraestrutura semelhante à de outros herpesvírus, apresentando regiões de DNA homólogas a dois gama-herpesvírus: Epstein-Barr Vírus (EBV) e o Herpes Vírus Saimiri (HVS), ambos com potencial oncogênico. Estudos revelaram a associação entre o HHV-8 e todas as formas de SK: clássica, endêmica, relacionadas à AIDS e associado a transplantes, além de outras lesões proliferativas das linhagens linfóides, relacionadas ou não à AIDS, como o linfoma primário de serosas (PEL) ou linfoma de cavidades do corpo (BCBL) e a doença de Castleman multicêntrica (DCM). No presente estudo, com a utilização dos ensaios sorológicos de imunofluorescência indireta foi possível determinar que o HHV-8 é endêmico em duas tribos indígenas (Tiriyó e Waiampi), localizadas na região Amazônica. Anticorpos anti-HHV-8 foram detectados em 56,8% dos índios (558/982), em todas as faixas etárias (0-81 anos) e em ambos os sexos. Nessas populações, a elevada prevalência em crianças menores de 2 anos (44,4%) e crianças de 2-9 anos (35.0%) sugerem a existência de vias de transmissão não-sexual do HHV-8, através da transmissão vertical ou pelo contato com secreções contaminadas. A soroprevalência do HHV-8 em doadores de sangue da cidade de Campinas foi baixa (2,8%), sendo todos os casos positivos pertencentes ao sexo masculino (9/319) e faixa etária de 31 a 50 anos. Curiosamente, todos os casos de pacientes com SK acompanhados no Hospital de Clínicas da Unicamp também pertenceram ao sexo masculino, sendo detectados anticorpos anti-HHV-8 em todos os casos de SK avaliados. A genotipagem do HHV-8 através do sequenciamento de regiões hipervariáveis do genoma viral, como a ORF-K1, possibilitou a classificação dos principais subtipos virais (A, B, C, D e E). Para realizar a genotipagem do HHV-8 nós padronizamos técnicas moleculares para amplificação dos fragmentos VR1 e VR2 da região hipervariável ORF-K1 do HHV-8, possibilitando a construção de árvores filogenéticas e a determinação dos subtipos virais. Em pacientes com SK da cidade de Campinas foram detectados os subtipos A, B e C do HHV-8, com maior percentual do subtipo C. Em índios da região Amazônica foram detectados os subtipos A e E do HHV-8. Nosso estudo foi o primeiro a realizar genotipagem em amostras de indivíduos com sorologia positiva para o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) da cidade de Salvador, sendo detectados os subtipos B e subtipo indeterminado do HHV-8. Com isso, foi possível determinar que os subtipos A, B, C e E do HHV-8 estão presentes em populações brasileiras. Todas as seqüências nucleotídicas dos fragmentos VR1 e VR2 do HHV-8 obtidas no presente estudo serão depositadas no banco de dados NCBI/Nucleotide Sequence Database (GenBank) informando a comunidade científica mundial dados relevantes referentes às cepas do HHV-8 circulantes no Brasil. Em nosso estudo, a análise de amostras provenientes de doadores de sangue e pacientes com sarcoma de Kaposi da cidade de Campinas, pacientes HIV positivos de Salvador e de índios da região Amazônica resultou na obtenção de dados de soroprevalência e de epidemiologia molecular do HHV-8 em populações brasileiras. O conhecimento de técnicas sorológicas e moleculares aplicado no presente estudo poderá ser utilizado pelos Laboratórios de Biologia Molecular da Unicamp e do LASP/CPqGM/Fiocruz, possibilitando a implantação de técnicas para o diagnóstico e genotipagem do HHV-8 nos referidos centros

Abstract: CHANG et al first identified human Herpesvirus Type 8 (HHV-8) in 1994 from skin biopsies of patients with Acquired Immunodeficiency Syndrome (AIDS) associated Kaposi¿s Sarcoma (KS). HHV-8 is an oncovirus from the Herpesviridae family, Gamaherpesvirinae subfamily and Rhadinovirus genus. It is the only one of its genus to infect humans. Its ultra structure reminds other herpesvirus, presenting DNA regions similar to two gama-herpesvirus: Epstein-Barr Virus (EBV) and Saimiri Herpesvirus (SHV), both with oncogenic potential. Studies have revealed the association between HHV-8 and all forms of KS: classic, endemic, related to AIDS and associated to transplants, besides other lymphoid proliferative diseases related or not to AIDS, such as primary effusion lymphoma (PEL), body cavity lymphoma (BCBL) and Castleman's disease (CD). In this study, using indirect immunofluorescence serologic assays, it was possible to determine that HHV-8 is endemic in two Amerindian tribes (Tiriyo and Waiampi), from the Amazon region. Anti-HHV-8 antibodies were detected in 56.8% of the Amerindians (558/982), in all ages (0-81 years old) and both sexes. In these populations, high prevalence in children younger than 2 years old (44.4%) and children from 2 to 9 years old (35.0%) suggests non-sexual routs of transmission of HHV-8, through vertical transmission or contact to contaminated secretions. HHV-8 seroprevalence in blood donors from Campinas was low (2.8%). All positive cases were male (9/319) with 31 to 50 years of age. Curiously, all KS patients assessed in our study were male and anti-HHV-8 antibodies were detected in all cases. Genotyping of HHV-8 through sequencing of hypervariable regions of the viral genome, such as ORF-K1, made possible formulate a classification of the main viral subtype (A, B, C, D and E) and its variants. In order to perform HHV-8 genotyping, we standardized molecular techniques for amplification and sequencing of two fragments (VR1 and VR2) from the hypervariable ORF-K1 region of HHV-8, building up phylogenetic trees and determining viral subtypes. Patients with SK from the city of Campinas had subtypes A, B and C detected, with greater frequency of subtype C. Subtypes A and E were detected in Amazonic Amerindians. This study was the first to perform genotyping in samples of patients with Human Immunodeficiency Virus (HIV) positive serology from the city of Salvador, detecting subtype B and an undetermined subtype. Thus, it was possible to determine that HHV-8 subtypes A, B, C and E are present in Brazilian populations. All nucleotide sequences of HHV-8 fragments VR1 and VR2 found during this study will be deposit at the NCBI/Nucleotide Sequence Database (GenBank), informing the scientific community with important data of HHV-8 strains in Brazil. Analysis of samples from blood donors and Kaposi¿s Sarcoma in Campinas, HIV positive patients in Salvador and Amerindians from the Amazon region made up a databank of seroprevalence and molecular epidemiology of HHV-8 in Brazilian populations. The knowledge of serological and molecular techniques developed in this study may be used by Molecular Biology Laboratories at Unicamp and LASP/Fiocruz, allowing the implantation of HHV-8 diagnostic and genotyping techniques in these centers
Subject: Prevalência
Kaposi, Sarcoma de
Doadores de sangue
Herpesvirus 8 humano
Transmissão vertical de doença infecciosa
Language: Português
Editor: [s.n.]
Citation: CUNHA, Andrea Mendonça Gusmão. Soroprevalencia e epidemiologia molecular do herpesvirus humano 8 (HHV-8) em populações brasileiras. 2005. 106f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/311877>. Acesso em: 4 ago. 2018.
Date Issue: 2005
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Cunha_AndreaMendoncaGusmao_D.pdf1.82 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.