Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311865
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: O viver a doença de Crohn : aspectos psicologicos
Author: Gabriel, Claudia Adalgisa Azevedo Romero
Advisor: Cassorla, Roosevelt Moises Smeke, 1945-
Abstract: Resumo: Procurou-se investigar e compreender os aspectos psicológicos dos pacientes portadores da doença de Crohn, doença inflamatória crônica, de causa desconhecida, que pode acometerqualquer parte do tubo digestivo(desde a boca até o ânus) e que até o momento não tem cura. O fato de se tratar de uma doença crônica, recidivante e de dificil diagnóstico, traz grandes repercussões na vida de tais pacientes. Através da Pesquisa Qualitativa, usando o método descritivo coletaram-se os dados utilizando-se como instrumento a entrevista semi-estruturada com questões abertas aplicada em nove (9) pacientes do Ambulatório de Doenças Inflamatórias do Intestino, do Serviço de Colo-Proctologia do Hospital das Clínicasda UNICAMP. A Análise dos Conteúdos foi realizada a partir do material coletado nas entrevistas e observações do cenário e das pessoas. Procurou-se valorizar a vivência do adoecer, considerando-se os aspectos da singularidade de cada entrevistado como elementos fundamentais para interpretação dos dados. A realidade da doença desperta sentimentos de impotência e aniquilamento. Sintomas como dores abdominais e diarréia contribuem para o rebaixamento da auto--estima. A imagem corporal muitas vezes não corresponde à imagem internalizada, contribuindo de modo significativo no isolamento dos pacientes, afastando-os de seu grupo social, profissional e até mesmo familiar. Encontrou-se outras repercussões como idéias suicidas, sentimentos de discriminação, amargura, ressentimentos, entre outros. Concluíu-se que o processo de adoecer acarreta mudanças inevitáveis na maneIra de viver destes pacientes, interferindo diretamente em seu cotidiano, exigindo adaptações em seu estilo de vida, dependentes de seus recursos internos de enftentamento e também do apoio recebido por parte da família, da equipe médica e dos amigos. Encontrou-se vivências permeadas de intenso sofrimento, sentimentos de desamparo e desalento, em que suas limitações fisicas e psíquicas fazem eco em suas relações familiares, sociais e profissionais, acarretando um isolamento voluntário, numa tentativa de evitar o 'olliar do outro', deixando-os mais vulneráveis a sentimentos de rejeição, solidão, raiva e medo. Sabe-se que a instabilidadedo quadro clínico favorece, e até mesmo mantém, o contato constante dos pacientes com suas limitações, impossibilitados de exercer sua rotina. Acredita-se que o acompanhamento por uma equipe multidisciplinar destes pacientes, já no início da manifestação dos sintomas, favorecerá o fortalecimento de recursos de ementamento em todo o processo de adoecer, considerando-se aqui o indivíduo como um ser biopsicossocial, na sua singularidade, e merecendo um olhar específico no manejo de sua enfermidade

Abstract: This work aimed to investigate and discuss the psychological aspects of patients with Crohn's syndrome. This syndrome is a chronic inflammatory disease of unknown etiology that may affect any section of the digestive tract (from mouth to anus) and impossible to be cured until the present. To treat such chronic, episodically disease with bad diagnosis affect deeply the patients lives. The method used was qualitative and descriptive, and data were collect using semi-guided interviews with open questions of nine patients of the health service of inflammatory diseases of intestines attached to the service of colo-rectum of the Hospital das Clínicas,Unicamp, Campinas, Brazil. The analysis of data and observations collected in the interviews was made especially on the experience of getting ill and considering the aspects of the each interviewee as main elements for the interpretation. The reality of this disease causes feelings of hopelessness and annihilation. Symptoms like abdominal pains, diarrhea does contribute in the fIattering of self-esteem. The body image of the subject many times does not match to the internalized image, increasing the isolation of these patients from their social, professional and even family groups. Among other feelings, it was found suicida! ideas and feelings of being socially discriminated, bittemess and resentment. We concluded that the process of getting ill provoke inevitable changes in the way of life of these patients, affecting their daily lives and demanding adaptations of their life styles according to the inner personal resources of coping and, also of the family, friends and health staff support obtained. We found personal experiences of severe suffering, hopelessness and despair when their physical withdrawal symptoms echo in their family, social and professional relations causing voluntary isolation in an attempt of avoidance "others look", and this reaction make patients more vulnerable to feelings of rejection, loneliness,anger and fear. We know that the clinical instability of the disease helps, and even maintain, patients in continua! contact with personal limitations, hampered of living the routine normally. We believe that multidisciplinary follow-up since the beginning of the manisfestation of symptoms would help to strengthen their coping resources along a1lthe process, considering that the person is a singular bio-psycho-social being that deserves individualized care
Subject: Psicologia medica
Saúde mental
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2001
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Gabriel_ClaudiaAdalgisaAzevedoRomero_M.pdf25.58 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.