Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311857
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Estudo sobre algumas caracteristicas de comportamento psicologico de pacientes com cancer avançado
Author: Telis, Celia Maria Turri
Advisor: Cassorla, Roosevelt Moises Smeke, 1945-
Cassorla, Roosevelt M. S.
Abstract: Resumo: Pacientes portadores de câncer em fase avançada foram estudados através do método clínico, para se pesquisar o conhecimento, algumas fantasias e algumas atitudes que eles apresentavam em relação à sua doença e para se detectar a influência que o câncer estava exercendo sobre o relacionamento médico-paciente e família paciente. Os resultados obtidos revelaram que a maioria dos doentes, provavelmente, estava negando o seu diagnóstico, não se referindo à sua doença como sendo câncer. Desconheciam a sua causa,mas procuravam relacioná-la com traumas, infecções ou agentes tóxicos e não acreditavam na sua contagiosidade. A maioria procurou o médico logo após o inicio dos sinais e sintomas e, apesar de receber pouca ou nenhuma informação sobre o diagnóstico, aceitou, sem questionamento, as condutas prescritas. Mesmo quando a doença progrediu não procuraram outros médicos. A maioria dos pacientes estava consciente da sua doença e do mau prognóstico. A comunicação médico-paciente não se mostrou adequada. Segundo o doente, o médico não se mostrava disponível para o diálogo e ele, doente, não se sentia com liberdade para expressar seus temores e dúvidas. O relacionamento familiar permaneceu o mesmo ou, em muitos casos, o trato dos membros da família para com o doente passou a ser mais afetuoso.

Abstract: Patients with advanced cancer were studied with the clinic method to detect knowledge, fantasies and attitudes the they had in relation to their disease and the influence cancer had over doctor-patient and family-patient relationship. The results showed that the majority of patients, probably, deny diagnosis and do not refer to their disease cancer. They also do not know the etiology of their disease, but related them to traumas, infections or toxic agents. None of them believed in the contagiosity to other people. The majority of patients went to the doctor soon the beginning of symptoms. Although they received little information about their diagnosis, they accepted what the prescribed. Moreover, they did not look for other doctors the disease progressed. They were aiso conscious about the seriousness of their disease and the bad prognosis. The comunication doctor-patient did not revel adequate. According to the patient the doctor did not feel like talking about the disease; on the other hand, he, the patient, did feel like expressing his doubts and fears either. The family relationship kept the same or in many cases, the members of the family showed to be more affectionate.
Subject: Cancer - Pacientes
Câncer - Aspectos psicológicos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 15-Jul-2018
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Telis_CeliaMariaTurri_D.pdf2.37 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.