Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311755
Type: TESE
Title: A pediatria e a construção social da infancia : uma analise do discurso medico-pediatrico
Author: Castellanos, Marcelo Eduardo Pfeiffer
Advisor: Nunes, Everardo Duarte, 1936-
Abstract: Resumo: Esta pesquisa visa compreender a construção do objeto de trabalho pediátrico no atendimento clínico voltado para as crianças, a partir da análise do discurso pediátrico sobre a infância. O material empírico utilizado foi composto, fundamentalmente, por depoimentos de nove pediatras que relataram a forma como a experiência clínica foi sendo elaborada em suas trajetórias escolares e profissionais no campo médico-pediátrico. Nesta investigação, foram utilizados alguns princípios teóricos presentes nas perspectivas analíticas de autores como M. Foucault, L. Althusser, M. Pechêux e E. Orlandi. Considerou-se que o olhar pediátrico é interpelado pela categoria social de ¿infância¿, de modo que seu foco de atenção é deslocado do corpo doente ao corpo infantil das crianças. Na medida em que o campo pediátrico estruturou-se historicamente enquanto um sistema de proteção da infância, a prática clínico-pediátrica busca apreender não somente o ¿corpo doente¿ (problema biomédico) mas também o ¿corpo infantil¿ (problema sócio-médico) das crianças. A análise dos depoimentos apontou de que maneira a clínica pediátrica define limites específicos para o papel de cuidador ¿especializado¿ e ¿leigo¿ das crianças, a partir de uma tensão existente entre o campo pediátrico e o campo das relações familiares. Por fim, buscou-se identificar uma tipologia da infância elaborada no atendimento clínico-pediátrico, a partir da qual a atenção médica é organizada em torno das fases do desenvolvimento infantil

Abstract: The present study aims to understand the built of pediatric working object in clinical assistance to children, by using the pediatric speech analysis about the childhood. The empirical data was based on interviews with nine pediatricians who reported how their clinical experience was developed during the school and professional lives in the medical-pediatric field. Some theoretical principles exploited in the analytical perspectives of some authors like M. Foucault, L. Althusser, M. Pecheux and E. Orlandi were used in this study. It was considered that the pediatric focus is interpellated by the ¿childhood¿ social category, in a way that its attention is diverted from the sick body to the infant body of the children. Therefore, as the pediatric field evolved as a childhood protection system, the clinical pediatric practice aimed to consider not only the ¿sick body¿ (biomedical problem) but also the ¿infant body¿ (social-medical problem) of children. The testimonies analysis showed how the pediatrics practice defines specific limits to the role of the expert and non-expert children care provider, from an existent tension between the pediatric and familial relationship fields. Finally, we tried to identify an infancy typology based on the pediatric clinical assistance, from where the medical attention is organized by the childhood development stages
Subject: Crianças
Relações médico-paciente
Ciências sociais
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2003
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Castellanos_MarceloEduardoPfeiffer_M.pdf796.58 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.