Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311698
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Analise dos resultados do uso precoce e tardio da assistencia circulatoria com o balão intra-aortico (BIA) em pacientes submetidos a correção de cardiopatias com circulação extracorporea
Author: Macruz, Hugo de Moraes Sarmento
Advisor: Vieira, Reinaldo Wilson, 1941-
Abstract: Resumo: Este estudo teve como objetivo a avaliação do balão intra-aórtico como método de suporte circulatório para o tratamento da síndrome do baixo débito cardíaco, em pacientes submetidos a correção de cardiopatias com uso da circulação extracorpórea. Ana lisaram-se, de modo comparativo, os resultados obtidos com o uso precoce (intra-operatório} e tardio (pós-operatório) do método, bem como as relações entre os tempos de circulação extracorpórea e pinçamento aórtico e a mortalidade. Foram analisados, também, outras variáveis como a fração de ejeção ventricular esquerda, como possível índice prognóstico, a técnica de introdução e a incidência de complicações. Estudaram-se 130 pacientes do Instituto do Coração do Texas, no período de janeiro a dezembro de 1987, sendo 103 do sexo masculino e 27 do sexo feminino; a idade média dos pacientes foi de 61.5 (14 a 84) anos. Os valores médios de peso e superfície corpórea foram 75.5 - 16.62 kg e 1.87 - 0,24 metros quadradros, respectivamente. O tempo médio de circulação extracorpórea foi de 98 - 45.70 e o pinçamento aórtico de 49 - 23.05 minutos.O balão intra-aórtico foi usado em todos os pacientes por baixo débito cardíaco, em quatro associado a disrritmias refratárias e em dois após parada cardiorespiratória, por períodos que variaram de 15 minutos a 256 horas. Os pacientes foram divididos em seis conjuntos:grupo I, pacientes que receberam o balão intra-aórtico no intraoperatório (precoce); grupo II, pacientes que receberam o balão intra-aórtico no pós-operatório (tardio): grupo II, pacientes com idade inferior a 65 anos; grupo IV, pacientes com idade igual ou superior a 65 anos; grupo V, pacientes com tempo de circulação extracorpórea de até 120 minutos e grupo VI, pacientes com tempo de circulação extracorpórea superior a 120 minutos; os grupos V e VI foram subdivididos em dois conjuntos, de acordo com o tempo de pinçamento da aorta ( inferior ou igual e superior a 60 minutos ). Dos 130 pacientes, 81 (62.3%) sobreviveram. Dos 49 ( 37.7% ) que faleceram 38 { 36.2% ) pertenciam ao grupo I e 11 (44%) ao grupo II. A sobrevida foi maior no grupo III (66.6%) do que no grupo IV (56.3%), porém sem diferença estatística. Não houve associação significante entre a fração de ejeção, tempos de pinçamento de aorta e de circulação extracorpórea e a mortalidade.A freqüência de complicações foi de 4,6% (6 pacientes). Os dados deste estudo sugerem que o balão intra-aórtico é efetivo como método de suporte circulatório, em pacientes com baixo débito cardíaco pÕs cirurgia cardíaca com circulação extracorpôrea, havendo tendência a resul-tados melhores guando usado precocemente; não se observou influencia dos demais parâmetros analisados nos resultados obtidos

Abstract: The purpose of this study was to evaluate the intra-aortic balloon Dump as a method of mechanical support for the management of patients with low output syndrome,following cardiac surgery with extra corporal circulation. The results with early (intra - operative) and late tpost-operative) support were compared, as well as the relationship among cardiopulmonary bypass time, aortic clamp time and mortality. Left ventricle erection fraction, visertion technique and complication rotes were also analysed. One hundred and thirty patients from the Texas Heart Institute during the period of January to December, 1987, were studied rectrospectively. There were 103 men and 27 women, with a mean age of 61.5 - years. The mean weight and body surface area were 75.5 - 16.62 kg and 1.87 - 0.24 square meters respectevely. The mean time of cardiopulmonary bypass was 98 (33 to 299) minutes and the mean time of aortic clamp 49 (10-122) minutes. All the patients had low cardiac output, associated with refractory arrhythmias in four and cardiac resuscetation in two. The intra-aortic balloon pump was left for variable periods of time from 15 minutes to 256 hours. The all cohort was divided in six groups, according to the early (intra operative) insertion of the balloon pump (group I) , the late (post-operative) insertion (group II), patients age ( group III) inferior to 65 years and group IV, equal or superior to 65), cardiopulmonary bypass time (group V, up to 120 minutes and group VI, superior to 120 minutes). Group V and VI were subdivided according to aortic clamp time (subgroup 1, up to 60 minutes and subgroup 2, superior to 60 minutes). The outcome was successful in 81 (62.3%) and 49 (37.7%) dead (36.2% from group I and 44% from group II). The survival rate was greater in group III (66.6%) than in group IV but without statistical significance. There were not significant associations between efection fraction, time of aortic clamp and cardiopulmonary bypass versus mortality. Complications were found in 6 patients (4.6%).These data suggest that the intra-aortic balloon pump is an effective mechanical support for the management of patients with low output syndrome following cardiac surgery with extracorporeal circulation; there was a nonsignificant tendency of better results with the early use of this procedure, but no influence of the other parameters analysed
Subject: Balão intra-aórtico
Baixo debito cardiaco
Sangue - Circulação extracorpórea
Coração - Cirurgia
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1993
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Macruz_HugodeMoraesSarmento_M.pdf1.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.