Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311687
Type: TESE
Title: Subsídios para a construção de pranchas de comunicação suplementar e/ou alternativa : visão de cuidadores e profissionais de saúde em formação
Title Alternative: Subsidies to create augmentative and alternative communication boards : perception of family members and health care professionals in training
Author: Carvalho, Cíntia Monteiro, 1988-
Advisor: Chun, Regina Yu Shon, 1958-
Abstract: Resumo: Introdução: Em função de causas diversas, uma parcela significativa da população possui algum tipo de comprometimento de linguagem, necessitando de alternativas, tais como a Comunicação Suplementar e Alternativa (CSA) pode proporcionar. A CSA trata-se de área de conhecimento prático, clínico, educacional e de pesquisa, que visa favorecer sujeitos com comprometimento de linguagem, seja oral, escrita ou gestual. A implementação desses recursos da CSA envolve o processo de construção de pranchas de comunicação, foco deste trabalho. Objetivos: Investigar a percepção de familiares e profissionais da saúde em formação que acompanham usuários de Comunicação Suplementar e/ou Alternativa quanto as suas necessidades de modo a subsidiar a construção de pranchas de comunicação em diferentes recursos. Sujeitos e Método: Trata-se de investigação de caráter clínico-qualitativo, cujos participantes foram familiares de usuários de CSA (n= 09) e profissionais de saúde em formação que os acompanham (n=10). A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas semi-estruturadas, gravadas em vídeo e transcritas para análise, segundo critérios de relevância e repetição. As categorias de análise estabelecidas foram: a) Uso e impacto dos recursos de CSA; b) Construção das pranchas de CSA; c) Possibilidades de uso mais efetivo da CSA e d) Dificuldades no uso dos recursos de CSA. Resultados: A maioria dos sujeitos relatou vantagens na comunicação e melhor entendimento do usuário de CSA, embora os achados tenham mostrado uma baixa frequência de uso dos mesmos. No processo de construção das pranchas os sujeitos referiram que são levadas em conta as demandas dos usuários de CSA e da família. Para um uso mais efetivo foram apontadas sugestões em relação à própria prancha. Dentre as dificuldades, foram indicadas: transporte, vocabulário restrito das pranchas e expectativa em relação à fala. No processo de construção das pranchas, foram considerados diversos fatores como as necessidades dos usuários, atuação conjunta entre usuários, família e escola e os profissionais, condições linguísticas, cognitivas e motoras, funcionalidade e adaptação dos recursos, dentre outros. Conclusão: Os achados evidenciam a importância de se rever a formação dos futuros profissionais da saúde para a atuação nesta área tendo em vista proporcionar maior autonomia, independência e qualidade de vida ao usuário de CSA em uma perspectiva de atuação interdisciplinar e integrada com o cuidador e o próprio sujeito. Assim como esses atores, o profissional está em constituição no desenvolvimento desse processo quanto à apropriação e compreensão do papel, uso e vantagens da CSA, implicando um esforço comum de todos os envolvidos para uma atenção integral e integrados

Abstract: Introduction: As a result of several causes, a significant portion of the population has some kind of language impairments requiring different solutions, such as Augmentative and Alternative Communication (AAC). AAC deals with the practical, clinical, educational and investigative knowledge area that aims at assisting individuals with oral, written or sign language impairments. The implementation of AAC resources involves the process of creating communication boards, which is the focus of this paper. Objectives: Investigate the perception of family members and health care workers in training that assist users of Augmentative and Alternative Communication concerning their needs, such as subsidies to create communication boards with different resources. Subjects and Method: It is a clinical-qualitative investigation, with participants that are related to AAC users (n= 09) and trainee health care professionals involved in their follow-up (n=10). Data collection was done through the use of semi-structured interviews, recorded in video and transcribed for analysis, according to relevance and repetition criteria. Analyses categories were established as: a) Use and impact of AAC resources; b) Creating AAC communication boards; c) Possibilities for more effective AAC use and d) Difficulties in the use of AAC resources. Results: Most of the subjects reported advantages in communication and improved comprehension for the AAC user, although our findings revealed low AAC utilization frequency. Regarding the communication board making process, the subjects mentioned that the demands of both AAC users and their family members are taken into account. Suggestions regarding the communication board were made, for more effective use. Among the difficulties pointed out were: transportation, restricted communication boards vocabulary and expectations concerning speech and language. In the communication board making process several factors were considered: AAC users needs, joint action with the AAC user, family and school and the health professionals; linguistic, cognitive and motor status; functionality and adaptation of resources, among others. Conclusion: Our findings point to the importance of reviewing education and training of future health care providers who will work in this field with the purpose of offering more autonomy, independence and quality of life to the AAC user, under a perspective of integrated interdisciplinary care with the caregiver and the subject. Likewise, the professional is increasingly becoming part of the development of this process regarding the appropriation and comprehension of the role, use and advantages of AAC, resulting in a common effort of all involved for integral and integrated care
Subject: Patologia da fala e linguagem
Auxiliares de comunicação para pessoas com deficiência
Barreiras de comunicação
Equipe de assistência ao paciente
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Carvalho_CintiaMonteiro_M.pdf1.11 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.