Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311681
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Velocidade da marcha, quedas, medo de cair e capacidade funcional em idosos da comunidade : dados do FIBRA
Title Alternative: Speed of walking, falls, fear of falling and functional ability in older community : data from FIBRA
Author: Rodrigues, Iara Guimarães, 1984-
Advisor: Ruscalleda, Regina Maria Innocencio, 1953-
Abstract: Resumo: Objetivo: Investigar o perfil dos idosos da comunidade de Campinas, classificados segundo o nível de condição de vida do bairro onde residem, quanto a gênero, idade, velocidade da marcha, ocorrência de quedas no ultimo ano, medo de cair e desempenho em Atividades Avançadas de Vida Diária (AAVDs). Participantes: Fizeram parte deste Estudo 264 idosos com 65 anos ou mais, recrutados em domicilio, em setores censitários urbanos pertencentes a áreas de abrangência de Centros de Saúde classificados pelo Índice de Condições de Vida, um indicador de vulnerabilidade social Procedimentos: Os dados faziam parte do banco eletrônico de uma pesquisa populacional e foram coletados por instrumentos de auto-relato, com exceção da medida de marcha que foi coletada por teste de execução Resultados: 71,21% eram mulheres; 72,73% não referiram quedas no ultimo ano; 57,58% referiram medo de cair; 62,50% obtiveram uma media velocidade da marcha e 66,70% eram independentes para as AAVDs. As mulheres tiveram um numero de quedas significantemente mais alto do que os homens e também mais medo de cair. As AAVDs mais freqüentemente realizadas pelos idosos dizem respeito a sociabilidade desempenhada em casa e na igreja e as menos desempenhadas são relativas a participação em instituições de lazer e de educação para idosos. O indicador de baixo ICV apareceu significativamente associado com menor funcionalidade em AAVDs. Conclusão: A maioria dos sujeitos da pesquisa não relatou quedas no ultimo ano, porem relataram medo de cair. Observou-se uma ocorrência significativa de quedas, medo de cair e maior lentidão da marcha no sexo feminino, embora exista uma tendência das mulheres realizarem em media um percentual maior das AAVDs em relação aos homens. Idosos pertencentes ao grupo de alto ICV obtiveram melhor desempenho da marcha e aqueles com baixo ICV apareceram significativamente associados com uma menor funcionalidade em AAVDs, confirmando nossa hipótese de estudo. Contudo, estudar o perfil dos idosos de uma comunidade, pode alem de demonstrar a necessidade de intervenções, contribuir nos planejamentos de políticas publicas

Abstract: Objective: To investigate the profile of the elderly community of Campinas, classified by level of living conditions in the district where they reside, in terms of gender, age, speed of walking, with falls last year, fear of falling and performance in Advanced Activities of Daily Living (AAVDs). Participants: Participants were 264 elderly people aged 65 years or older, recruited in their residence in census tracts belonging covering areas of health centers classified by the Index of Living Conditions, an indicator of social vulnerability Procedures: The data were part of electronic banking population survey were collected and given to self-report, except the measure of progress which was collected by running test. Results: 71.21% were women, 72.73% did not report falls in the previous year; 57.58% reported fear of falling; 62.50% had an average speed of walking and 66.70% were independent for AAVDs. Women had a number of falls significantly higher than men and also more afraid of falling. The AAVDs most often done by older people relate to sociability played at home and at church and performed less are associated with participation in institutions of education and leisure for the elderly. The indicator of low ICV appeared significantly associated with less functionality in AAVDs. Conclusion: Most of the research subjects reported no falls in the last year, but reported fear of falling. There was a significant occurrence of falls, fear of falling and slower speed of walking in women, although there is a tendency for women making on average a higher percentage of AAVDs with men. Seniors in the group of high ICV showed a better performance of motion and those with low ICV appeared significantly associated with functionality in AAVDs, confirming our hypothesis of the study. However, studying the profile of the elderly in a community, can also demonstrate the need for interventions, help in the planning of public politics
Subject: Fragilidade
Qualidade de vida
Indicadores de saúde
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2009
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rodrigues_IaraGuimaraes_M.pdf2.48 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.