Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311623
Type: TESE
Title: Formulação cultural do caso em saude mental : uma experiencia num centro primario de saude na cidade de Campinas-SP
Author: Nucci, Marcelo Guernelli
Advisor: Dalgalarrondo, Paulo, 1960-
Abstract: Resumo: Este trabalho foi realizado no campo disciplinar conhecido como Psiquiatria Cultural e está relacionado ao desenvolvimento teórico e aplicação clínica de um instrumento denominado Entrevista de Formulação Cultural. Os objetivos gerais do trabalho incluíram uma discussão teórica sobre o processo de Formulação Cultural a partir da literatura psiquiátrica e da antropologia das sociedades complexas, a valorização do uso da Formulação Cultural no atendimento clínico rotineiro em saúde mental e a ampliação dos conhecimentos associados à análise da cultura no estabelecimento de programas terapêuticos. Os objetivos específicos do trabalho foram o desenvolvimento de uma Entrevista de Formulação Cultural a partir da prática clínica do autor e da revisão bibliográfica realizada, a avaliação da aplicabilidade dessa entrevista em situações clínicas, a apresentação da Formulação Cultural dos Casos dos pacientes estudados, a sugestão de um guia resumido de Formulação Cultural e a discussão de alguns aspectos clínicos relacionados a esse processo. O trabalho foi realizado num Centro Primário de Saúde localizado na periferia da cidade de Campinas (São Paulo). Dez pacientes atendidos no início do tratamento psiquiátrico foram selecionados e submetidos ao instrumento denominado Entrevista de Formulação Cultural. Essa entrevista foi desenvolvida pelo autor utilizando textos relacionados à análise de modelos explanatórios de pacientes e do guia de Formulação Cultural apresentado no manual DSM-IV (APA, 1995). Utilizou-se também alguns textos provenientes de estudos na área denominada antropologia das sociedades complexas. As principais características da Entrevista de Formulação Cultural desenvolvida nesse trabalho foram: presença de questões abertas precedendo questões estruturadas (formato semi-estruturado), apresentação de uma "explicação inicial" para o entrevistado, utilização de uma linguagem informal, avaliação detalhada de determinadas categorias de interesse, reconhecimento da presença de múltiplas variáveis associadas a cultura, valorização da noção de "trajetória individual" dos pacientes e divisão da entrevista em módulos específicos. A Entrevista de Formulação Cultural utilizada foi composta por 55 questões divididas em sete módulos: I-Identidade Sócio-Cultural, II - Apresentação do Problema, III- Causas do Problema, IV- Situações de Ajuda, V-Relacionamento Clínico, VI- Problemas Gerais de Saúde, VII- Comentários. A partir da aplicação clínica da Entrevista de Formulação Cultural e da análise dos depoimentos colhidos nesse processo foi possível concluir que: - a análise de fatores culturais na prática clínica em saúde mental pode ser sistematizada a partir da utilização de uma Entrevista de Formulação Cultural; - diversos aspectos clínicos associados a experiência subjetiva dos pacientes em estar com um problema de saúde podem ser problemati2ados a partir do processo de Formulação Cultural do Caso. A discussão detalhada desses aspectos é apresentada no trabalho; - o processo de Formulação Cultural do Caso problematiza a atuação clínica dos profissionais em saúde mental e expande o conceito de entrevista psiquiátrica em direção a uma posição definida como "meta-psiquiatria"; - algumas das questões mais relevantes da Entrevista de Formulação Cultural podem constituir um guia resumido objetivando operacionalizar a utilização rotineira desse construto por profissionais de saúde mental; - o conhecimento advindo desse campo de pesquisas pode embasar o desenvolvimento de projetos terapêuticos individuais e serviços de saúde mental mais sensíveis culturalmente

Abstract: This work, concerning to the discipline known as Cultural Psychiatry, is related to both the theoretical development and the clinical application of the concept called Cultural Formulation ofthe Case. The general objectives of the work included: a theoretical discussion about the Cultural Formulation Process based on psychiatric literature and anthropology of complex societies; the valuation of the use of Cultural Formulation during clinical settings in mental health and the improvement of knowledge associated with the cultural analysis when choosing therapeutic procedures. The specific objectives ofthe work were: development of an interview in order to establish a Cultural Fonnulation based on both the clinical experience of the author and previous revision of the literature; evaluation of the applicability of this interview in clinical situations; presentation of Cultural Formulation ofthe patients cases studied; suggestion of a summarized guide to the Cultural Formulation; and discussion of some clinical aspects related to this process. The work was conducted in a prymary-care center located on the periphery of Campinas City (São Paulo State). Ten patients, in the beginning of psychiatric treatment were select and submitted to the tool called Cultural Formulation Interview. This interview was development by the author using texts related to the analysis of patient's Explanatory Models and the Outline for Cultural Formulation presented in DSM-IV manual (APA, 1995). Some texts from studies about the area called anthropology of complex societies were also used. The main characteristics of the Cultural Formulation Interview developed by this work were: presence of dissertational questions preceding structured questions (semi-structured format), presentation of an "initial explanation" to the interviewee, utilization of na informal language, detailed evaluation of determined categories of interest, recognition of ", the presence of multiple variables associated with culture, consideration ofthe notion about "individual trajectory" in the evaluation of Socio-Cultural Identity of the patients and division of the interview in specific modules. In this sense, the Cultural Formulation Interview was composed of 55 questions divided in seven modules: I Socio-Cultural Identity, II- Presentation ofthe Problem, III- Causes ofthe Problem, IV - Situation of Help, V - Clinical Relationship, VI- General Health Problem, VII ¿ Commentaries. Based on both the c1inical application of the Cultural Formulation Interview and the analysis ofthe collected reports in the process, it was possible to conc1ude that: - the process of Cultural Formulation of Case question the clinical procedures of mental health professionals and expands the psychiatric interview in direction to a defined position as "meta-psychiatry"; - the cultural factors analysis in mental health c1inical procedures can be systematized by the use of a Cultural Formulation Interview; - several clinical aspects associated to the patients subjective experience in presenting a health problem can be concerned by the Cultural Formulation of the Case. The detailed discussion of these aspects is presented in the work; - some ofthe most relevant questions ofthe Cultural Formulation Interview can constitute a summarized guide which aims to make feasible the routine use of this concept by mental health professionals; - the knowledge generated by this research area can provided basis to the development of individual therapeutic projects and mental health services culturally sensitive
Subject: Saúde mental
Cultura
Psiquiatria cultural
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2002
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Nucci_MarceloGuernelli_M.pdf32.3 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.