Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311590
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Influencia da ooforectomia e da reposição de estradiol no volume das fibras colagenas e no sistema elastico da bexiga, em ratas
Author: Dambros, Miriam
Advisor: Palma, Paulo César Rodrigues, 1953-
Abstract: Resumo: As fibras colágenas e o sistema elástico, principais componentes do tecido conjuntivo, estão presentes em todas as camadas da parede vesical e encontram-se intimamente relacionados com a complacência vesical. Estudos prévios demonstraram que mudanças estruturais e quantitativas das fibras do tecido conjuntivo são induzidas por determinadas condições, como a idade e os níveis de estrogênio, por exemplo. A despeito dos vários estudos experimentais e clínicos tratando sobre a influênciados hormônios produzidos pelo ovário na estrutura vesical os achados quanto à ação do estrogênio no tecido conjuntivo têm sido contraditórios. Com a finalidade de investigar os possíveis efeitos da ooforectomia e a reposição do estrogênio sobre o tecido conjuntivo vesical, realizou-se análise morfométrica da parede vesical em ratas. Sessenta ratas Wistar (idade média de três meses) foram dispostas em seis grupos com o mesmo número de animais (10): controle (grupo 1), ooforectomia bilateral e sacrificio após quatro semanas (grupo 2), procedimento sham e sacrificio após quatro semanas (grupo 3), ooforectomia bilateral e, após quatro semanas, iniciado reposição de 17-estradiol (10J..lg/Kgldia,via subcutânea, durante 12 semanas) (grupo 4), procedimento sham e, após quatro semanas, iniciado administração de óleo de sésamo (0,2ml/dia, via subcutânea, durante 12 semanas) (grupo 5) e ooforectomia bilateral e, após quatro semanas, iniciado administração de óleo de sésamo (0,2mVdia, via subcutânea, durante 12 semanas) (grupo 6). As fibras colágenas e o sistema elástico foram fixados em paraplast e os cortes corados com Sirius red e Weigert' resorcina-fucsina, respectivamente. O volume absoluto e a densidade volumétrica das fibras foram determinados através da contagem de pontos, utilizando-se o sistema teste M-42. Diferenças nos achados estereológicos dos seis grupos foram testadas com o teste não-paramétrico de Kruskal-Wallis. Foi adotado como critério de significânciaestatística o valor de p < 0,05. o exame macroscópico não evidenciou diferenças destoantes na espessura das bexigas-controles e ooforectomizadas com ou sem reposição hormonal. O grupo de animais ooforectomizados e o grupo de ooforectomizados que recebeu estrogênio não apresentaram efeitos no volume vesical. A comparação dos achados estereológicos dos seis grupos não mostrou diferenças significativasno volume absoluto (p = 0,12) e na densidade volumétrica (p = 0,24) das fibras colágenas. A análise do sistema elástico evidenciou ausência de diferença estatística no volume absoluto (p = 0,32) e na densidade volumétrica (p = 0,09) entre os grupos. Os baixos níveis de estrogênio durante longo período, seguidos de reposição hormonal, não alteraram significativamente a concentração dos principais elementos do tecido conjuntivo vesical, o que permite inferir que o estrogênio não influencia o padrão quantitativo das fibras colágenas e do sistema elástico na parede vesical de ratas

Abstract: Collagen and elastic fibers, which form the major components of the connective tissue, are present throughout the urinary bladder wall and are closely related to bladder compliance. Previous studies have focused mainly on the structural and quantitative alterations of the extracellular matrix fibers of the muscle layer related to conditions like aging and hormonal status. Experiments performed on animals to investigate the effect of ovarian hormones on bladder structure obtained contradictory results regarding the effeet of estrogen on connective tissue. We carried out quantitative morphometrie analysis ofrat bladders to investigate the possible effects of ovariectomy and successive estrogen replacement therapy on bladder wall structure. Sixty female Wistar rats (3 month old) were divided into six groups: Group 1- remained intact; Group 2 - bilateral ovariectomy; Group 3 - sham operated; Group 4 - bilateral ovariectomy followed by subcutaneous injection of 17J3-estradiol (lOmg/Kg per day for 12 weeks); Group 5 - sham operated followed by sesame oil replaeement (0,2ml per day, s.e, for 12 weeks); Group 6 -bilateral ovariectomy followed by sesame oil replacement (0,2ml per day, s.e, for 12 weeks). All the rats rested for 4 weeks following ovariectomy. Collagen and elastic fibers in rat bladder paraflin sections were stained using Sirius red and Weigert's resorein-fuehsin, respectively. The M-42 test grid system was used to determine the absolute volume and volumetric density of the fibers on the paraflin sections. The Kruskal-Wallis nonparametrie test was used to test the differences in the stereological findings of the six groups. A probability of p < 0,05 was used as the eriterion of significance. A quiek examination showed that there were no major differences in the thickness and macroscopy of the control bladders and ovariectomized bladders with or without estradiol replacement. Ovariectomy as well as ovariectomy followed by estradiol treatment had no effect on bladder volume. A comparison of the stereological findings of the four groups showed no significant differences in the absolute volume (p= 0,12) and volumetrie density (P=0,24) of the collagen fibers. Analysis of the elastic system showed that there were no significant differences in the absolute volume (p=0,32) and volumetric density (p=0,09) of the groups. Long-term estrogen deprivation did not have a significant influence on extracellular matrix of the bladder. Ovariectomy and successive estrogen supplementation did not affect the collagen and elastic fiber concentration in the bladder wall of rats
Subject: Estradiol
Bexiga
Tecido conjuntivo
Rato como animal de laboratorio
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2001
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Dambros_Miriam_M.pdf9.54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.