Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311588
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Impacto da incontinencia urinaria na resposta sexual feminina antes e apos tratamento
Author: Thiel, Rosane do Rocio Cordeiro
Advisor: Palma, Paulo César Rodrigues, 1953-
Abstract: Resumo: A incontinência urinária acomete cerca de 20% das mulheres na idade reprodutiva e afeta negativamente a qualidade de vida e a sexualidade. Entre agosto de 2002 e janeiro de 2004, 30 pacientes portadoras de incontinência urinária (lU), responderam os questionários ICIQSF( lntemational Consultation on lncontinence Questionnarie-Short Form) e FSFI (Female Sexual Function lndex) antes e após tratamento. A idade mediana foi de 43 anos (31 a 51 anos), com tempo de início dos sintomas urinários variando de 12 a 53 meses. Participaram pacientes com: incontinência urinária de esforço (59%), bexiga hiperativa idiopática (15%) e incontinência mista (26%). A avaliação estatística utilizou testes de Wilcoxon para dados pareados. Os valores do p :S0,05 indicaram diferenças significativas da RS antes e após o tratamento da lU. O objetivo foi avaliar a resposta sexual e a qualidade de vida de pacientes com incontinência urinária antes e após tratamento. A amostra final contou com 27 pacientes. A média de escore do ICIQ-SF passou de 17 para 7 após tratamento (p< 0,001) e a do escore ponderado do FSFI não teve alteração em nenhum domínio. Pacientes com BH apresentaram os menores escores ponderados de RS em todos os domínios. As submetidas à cirurgia apresentaram melhora dos escores ponderados nos domínios: desejo (p=0,02), satisfação (p=0,05) e no escore total (p=0,02). Treze pacientes com escore zero no ICIQ apresentaram aumento da média dos escores ponderados do FSFI nos domínios desejo (p<O,OI), satisfação (p=0,05) e no escore total (p=O,OI). É recomendada a avaliação da resposta sexual em pacientes com Incontinência urinária, porque esta condição causa impacto negativo na Qol

Abstract: The prevalence of urinary incontinence is around 20% of healthy middle-aged women, lncontinence causes negative impact on quality of life and sexuality. From August 2002 to January 2004, 30 patients (mean age 43 years) with stress urinary incontinence (59%), overactive bladder (15%) and mixed incontinence (26%) answered the ICIQSF( International Consultation on lncontinence Questionnarie-Short Fonn) and FSFI (Female Sexual Function lndex) questionnaires before and after treatment. The follow up ranged ITom12 to 53 months. Mean ICIQ score was 17 and 7 before and after treatment respectivally (p<O,OOl).Overactive bladder showed the worst scores in all domains. The patientes underwent to surgery increase desire (p=0,02), satisfaction (p=0,05) and total score (p=0,02). Thirteen patients wich ICIQ was zero increased: desire (p<O,Ol), satisfaction (p=0,05) and total score (p=O,Ol).Urinary incontinence significantly affects the qualityof life significantly. Sexualityevaluationin incontinencepatientsis recommend
Subject: Sexualidade
Qualidade de vida
Incontinência urinária
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Thiel_RosanedoRocioCordeiro_M.pdf4.87 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.