Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311549
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Correlação entre desempenho cognitivo e sintomas positivos e negativos da esquizofrenia
Author: Melo, Osmar Jose Tavares Gouveia de
Advisor: Bastos, Othon de Carvalho
Bastos, Othon
Abstract: Resumo: A partir do fmal da década de 70, as pesquisas referentes ao deficit cognitivo de pacientes esquizoftênicos passaram a levar em consideração a distinção entre sintomas positivos e negativos. O presente trabalho tem como objetivo verificar a relação entre o desempenho cognitivo e os sintomas clínicos atuais, positivos e negativos, de pacientes esquizoftênicos cronicamente hospitalizados. Partiu-se do pressuposto de que há um deficit cognitivo na esquizoftenia associado aos sintomas negativos primários, posterior à instalação da doença, relacionado à idade ~ de início da enfermidade, progressivo, e independente dos tipos de tratamentos usados. Os 50 indivíduos estudados entre agosto de 1992 e janeiro de 1993 foram divididos em dois grupos: Grupo A, 25 pacientes esquizoftênicos cronicamente hospitalizados; e Grupo B, um grupocontrole de 25 indivíduos normais. Os dois grupos foram constituídos por pessoas do sexo masculino, com a idade entre 30 e 40 anos, possuidoras de uma escolaridade mínima correspondente ao 10 Grau e máxima . correspondente ao 20 Grau, procedentes da área do Grande Recife ou de regiões próximas e pertencentes a um mesmo nível sócio-econômico. A Positive and Negative Syndrome Scale (PANSS) foi utilizada para avaliar os sintomas positivos e negativos da esquizoftenia. O desempenho cognitivo foi avaliado pelo MiIÚ-Mental State (MMS). Os resultados foram submetidos à análise estatística, utilizando-se o teste Qui Quadrado (X2) de Independência e os testes de Behrens-Fischer e de Mann- Whitney. Os pacientes com predomínio de sintomas atuais negativos apresentaram escores mais baixos no MMS. Quanto mais alta foi a pontuação negativa, mais baixo foi o escore do MMS. Ao contrário, os pacientes com preponderância de sintomas atuais positivos tenderam a obter escores mais altos. A análise isolada da pontuação dos sintomas positivos não permite prever o possível resultado do MMS. A análise da pontuação conjunta dos sintomas positivos e negativos demonstrou que os escores no MMS não dependem da pontuação positiva e sim da negativa. Os escores do MMS do grupp total de pacientes foram significativamente inferiores aos do grupo-controle, porém os escores do subgrupo com "valência positiva" foram semelhantes aos obtidos pelo grupo-controle. A diferença encontrada proveio do subgrupo com "valência negativa". A inclusão neste estudo. apenas de pacientes que atingiram uma escolaridade mínima correspondente ao 1 o grau cOlnpleto antes de adoecerem permitiu estimar seus deselnpenhos cognitivos anteriores à doença. Os escores inferiores obtidos pelos pacientes com "valência negativa" sugerem que houve um declínio cognitivo neste subgrupo. Os escores do MMS não apresentaram relações significativas com: a idade do início da doença, o tempo de duração da enfermidade, e os tipos de tratamentos utilizados. O humor depressivo, a presença de sintomas psicóticos produtivos, os efeitos medicalnentosos e o institucionalismo não interferiram na relação existente entre escores baixos no MMS e sintomas predominantemente negativos. Deste lnodo. os sintomas negativos ora analisados devem ser considerados COlno primários e não secundários a quaisquer das condições acima enumeradas. Confirmou-se parcialmente a hipótese levantada, uma vez que os resultados não cOlnprovaram haver correlação entre o deficit cognitivo e a idade de início da doença, ou o tempo de evolução mórbida

Abstract: The abstract is available with the full electronic digital document
Subject: Esquizofrenia
Doentes mentais
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1995
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Melo_OsmarJoseTavaresGouveiade_M.pdf2.38 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.