Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311442
Type: TESE
Title: Hospital-dia da faculdade de medicina de Botucatu-UNESP : estudo descritivo da população atendida
Author: Lima, Maria Cristina Pereira
Advisor: Botega, Neury J. (Neury José), 1958-
Botega, Neury José
Abstract: Resumo: Nos últimos anos, a assistência psiquiátrica em geral e os hospitais psiquiátricos, em particular, têm sido muito criticados. Como alternativa à hospitalização fechada, hospitais-dia (HD) e similares vêm sendo criados. Dados do Ministério da Saúde do Brasil mostram um aumento do número desses serviços, não havendo, contudo, informações disponíveis sobre seu funcionamento e sua adequação às necessidades da população. A partir desta constatação, foi conduzido um estudo prospectivo no HD da Faculdade de Medicina de Botucatu (São Paulo, Brasil), com o objetivo de descrever a população atendida e sua evolução na internação, segundo vários parâmetros. Foram levantados dados sócio-demográficos, antecedentes psiquiátricos, alterações psicopatológicas (através da Briel Psychiatric Rating Scale - BPRS), diagnóstico (CID 10), relacionamento familiar (Global Assessment 01 Relatíonal Functíoning Sca1e) e níveis de incapacitação psicossocial (Psychiatric Disabílity Assessment Schedule - DAS). Os dados foram submetidos à análise estatística descritiva e à análise de regressão logística, tendo como variáveis dependentes: melhora, duração do tratamento e adesão. Houve predomínio de mulheres (76,5%), com menos de 40 anos (61,8%), procedentes de Botucatu e região (64,8%), sem vinculação conjugal (70,6%) e com transtornos do humor (44,1 %). As internações duraram, em média, 74 dias, havendo 79,4% dos pacientes com melhora na ocasião da alta. A renda per capita foi um fator preditivo de melhora (p=0,03). A duração da internação foi maior entre os indivíduos com sintomatologia depressiva/ansiosa (p=0,02) e menor naqueles com retraimento; desorientação (p=0,03). Quando a melhora foi considerada, aqueles com vínculos conjugais tiveram um menor tempo de internação (p=0,002). A adesão, avaliada pelo comparecimento ao serviço, foi maior entre os pacientes com vínculos conjugais, menor renda per capita e maior freqüência da família ao serviço. O HD estudado aproxima-se mais daqueles que promovem uma extensão do atendimento ambulatorial do que daqueles que se propõem a substituir a internação fechada. A associação entre melhor evolução e maior renda per capita, vinculação conjugal e menor tempo de internação, assim como a duração média da internação encontrados foram compatíveis com a literatura. Discute-se que as exigências utilizadas no Brasil pelo Ministério da Saúde para credenciar hospitais-dia não são suficientes para garantir sua qualidade. Este tipo de serviço pode tomar-se um investimento lucrativo em detrimento da qualidade dos cuidados - ironicamente, uma das críticas mais contundentes aos hospitais psiquiátricos tradicionais

Abstract: During the last years, psychiatric practice in general and espedaHy psychiatric hospitaIs have been strongly criticized. As an alternative to full-time hospitalization, day-hospitals and similar services are being created. Date from the Brazilian Ministry of Health have shown an increasing number of these services, but there is no available information about their functioning and about their adequacy to the population needs. Considering this fact, a prospective study of the day-hospital of Botucatu Medical School (São Paulo, Brasil) was conducted, aiming to describe the population admitted and its clinical evolution during partial hospitalization. The study comprised: sociodemographic data, psychiatric antecedents, psychopathological profile (Briel Psychiatric Ratíng Scale - BPRS), diagnoses (ICD 10 criteria), family relationship (Global Assessment 01 Relatíonal Functioning Scale), and psychosocial incapacitation leveIs (Psychiatric Disabílity Assessment Schedule-- DAS). Data were submitted to descriptive statistical analysis and to logistic regression analysis, considering improvement, treatrnent duration and adherence as dependent variables. There was a predorninance of women (76,5%), younger than 40 years old (61,8%), from Botucatu and surroundings (64,8%), without marital relationship (70,6%) and with affective disorders (44,1 %). The hospitalization lasted in average 74 days, and 79,4% of the patients had improved when discharged from the hospital. The per capita income was a predictive fador of improvement (p=0,03). Treatrnent duration was longer among individuais with anxious/depressive symptoms (p=0,02) and shorter among those with desorientation/withdrawal. When improvement was considered, those with marital relationships were hospitalized for a shorter period (p=O,OO2). Adherence, evaluated through coming to the service for treatment, was higher among patients with marital relationships, lower per capita income and frequent family attendance at the service. The studied day-hospital resembles those that promote an extension to out patient treatment more than those that intend to substitute fuH-time hospitalization. The association between better outcome and higher per capita income, marital relationship and shorter period of hospitalization, as weH as, the mean duration of hospitalization one compatible with the literature. It is stated that the demands used by the Brazilian Ministry of Health to accredit day-hospitals are not enough to guarantee their quality. This kind ofservice may become a profitabie investment jeorpardizing the quality of the service, ironicaHy one the fiercest criticisms to the traditional psychiatric hospitals
Subject: Saúde mental
Psiquiatria social
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1999
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Lima_MariaCristinaPereira_M.pdf2.99 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.