Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311426
Type: TESE
Title: Avaliação urodinamica do trato urinario superior : teste de Whitaker
Author: D'Ancona, Carlos Arturo Levi, 1952-
Advisor: Rodrigues Netto Junior, Nelson
Junior, Nelson Rodrigues Netto
Abstract: Resumo: A presença de dilatação do trato urinário superior, pode deixar dúvida quanto à existência de fator obstrutivo, como nos casos de megacalicose, megaureter, aos casos de dilatação discreta da pelve renal e nos pacientes que foram submetidos a tratamento cirúrgico por fator obstrutivo, e que nos pós-operatório não apresentam melhora radiológica. Foram estudados vinte e três pacientes, divididos em dois grupos, totalizando trinta e um teste de Whitaker. No grupo I foram estudados treze pacientes, dos quais cinco apresentavam suspeita de obstrução da junção pieloureteral, em quatro pacientes havia dúvida quanto à existência de obstrução no ureter pélvico e quatro apresentavam suspeita de obstrução na junção uretero-vesical. No grupo II, dez pacientes que apresentavam suspeita de obstrução ao nível da junção pielo-ureteral foram estudados através do teste de Whitaker que foi comparado com a ultra-sonografia com prova do furosemide. Nestes casos o teste de Whitaker foi repetido no pós-operatório. O teste de Whitaker no grupo I indicou a existência do fator obstrutivo em oito dos treze pacientes estudados. No grupo II, todos apresentavam teste de Whitaker positivo, sendo que em 60% houve concordância do ultra-som com prova de furosemide. No controle pós-operatório somente um paciente continuava com a pressão do bacinete anormalmente elevada, sugerindo a persistência de fator obstrutivo. A avaliação urodinâmica do trato urinário superior foi de grande importância, na orientação terapêutica dos pacientes estudados, dando a oportunidade da preservação da função renal. A realização do teste de Whitaker no pós-operatório possibilita identificar os pacientes que não apresentam diminuição da pressão do bacinete, sugerindo a persistência do fator obstrutivo, A ultra-sonografia com prova de furosemide apresenta baixa sensibilidade na detecção de fator obstrutivo

Abstract: Not informed
Subject: Urologia
Aparelho urinario - Tratamento
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 1996
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
D'Ancona_CarlosArturoLevi_M.pdf1.45 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.