Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311272
Type: TESE
Degree Level: Doutorado
Title: Avaliação dos efeitos do extrato do cha verde (Camellia sinensis (L.) Kuntze) sobre a resposta imunohematopoetica de camundongos infectados com Listeria monocytogenes
Author: Figueiredo, Camila Alexandrina Viana de
Advisor: Queiroz, Mary Luci de Souza, 1948-
Abstract: Resumo: Esse trabalho investiga o efeito protetor do tratamento com diferentes doses (50, 100 e 250 mg/Kg) do extrato padronizado de Chá Verde (GTE) em camundongos infectados com Listeria monocytogenes (LM). A eficácia terapêutica foi avaliada para uma dose letal de LM por sete dias consecutivos com diferentes doses de GTE. A proteção significativa do extrato foi verificada durante a fase aguda da infecção e um mecanismo de ação foi proposto a partir da análise dos efeitos do GTE sobre o crescimento e a diferenciação de progenitores hematopoéticos para granulócitos e macrófagos (CFU-GM) da medula óssea e do baço, sobre a atividade estimuladora de colônias (CSA) do soro, sobre a atividade lítica de células NK, sobre a proliferação de linfócitos e sobre a produção de citocinas de padrão Thl (IFN-y) / Th2 (IL-10) em animais normais e infectados com LM. Os resultados demonstraram que a resistência dos animais infectados com uma dose letal de LM tratados com GTE está relacionada com a modulação da mielossupressão e diminuição da hematopoese extramedular produzidas pela infecção. Também foi verificado um aumento da atividade lítica de células NK, da capacidade proliferativa de linfócitos e da polarização da resposta imunológica para Thl. O GTE não apresentou toxicidade sobre o estroma medular e estimulou a geração de progenitores para granulócitos-macrófagos em sistema de cultura líquida de longa duração (LTBMC). O mecanismo de ação da atividade imunomoduladora do GTE ainda não está completamente definido. No entanto, os mecanismos de ação apresentados neste trabalho são de fundamental importância para a atividade antibacteriana in vivo do GTE

Abstract: In the present study we investigated the protective effects of the oral administration of Green tea (GTE) (50, 100 and 250mg/Kg) in mice infected with Listeria monocytogenes (LM). We demonstrated that GTE protects mice from a lethal dose of LM when administered prophylactically for seven consecutive days. To determine the mechanism of action of GTE, we examined the effect of GTE on the number of granulocyte and macrophage colony-forming units (CFU-GM) from bone marrow and spleen, on the colony-stimulating activity (CSA) of serum, on natural killer (NK) cell activity, on lymphocyte proliferation and on Thl/Th2-based cytokine production in normal and LM infected mice. Myelosuppression and extramedular hematopoiesis/splenomegaly were the major features of LM infection, in association with NK cell activation and alteration of lymphocyte proliferation. The resistance of mice infected with a lethal dose of LM but treated prophylactically with 100 and 250mg/Kg of GTE could be related to the modulation of myelosuppression and extramedular hematopoesis induced by the infection, and to an increase in NK cell activity, lymphocyte proliferation and polarization of the Thl-based immune response. The GTE extract was not toxic to either the stromal cell layer or to GM progenitors generated from long-term bone marrow culture (LTBMC). In this way, the mechanism of action through GTE exerts its pharmacological effect is not completely elucidated, although the parameters mentioned here are essential for its antibacterial effect in vivo
Subject: Camellia sinensis
Extratos vegetais
Listeria monocytogenes
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2005
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Figueiredo_CamilaAlexandrinaVianade_D.pdf9.29 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.