Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311256
Type: TESE
Title: Complicações abdominais do cateter distal no tratamento da hidrocefalia com migração, perfuração e/ou extrusão : uma hipotese inflamatoria
Author: Aquino, Humberto Belem de
Advisor: Carelli, Edmur Franco, 1952-
Abstract: Resumo: A hidrocefalia é uma desordem bem documentada na literatura neurocirúrgica, cujo tratamento, ainda se faz através do desvio do líquido cefalorraquidiano (LCR) para um local extracerebral, através de um sistema de tubos de silicone. A cavidade peritoneal é o local mais usado em todo o mundo, para a absorção do LCR, que se acumula dentro do sistema ventricular, que apesar de não ser a forma ideal, ajuda a melhorar o prognóstico. Muitas complicações desta forma de tratamento são bem descritas na literatura, no entanto, as complicações abdominais decorrentes da migração com perfuração e/ou extrusão do cateter distal não são adequadamente estudadas, motivo este do não entendimento destas complicações. Excluindo as complicações mecânicas ou funcionais, e as complicações infecciosas, as complicações abdominais relacionadas com a migração, perfuração e/ou extrusão do cateter distal, junto com a mal absorção do LCR dentro da cavidade peritoneal e a formação do pseudocisto cisto peritoneal podem ser agrupadas, e assim chamadas de ¿Complicações abdominais não-funcionais do cateter distal¿ do tratamento da hidrocefalia, onde uma característica importante entre estas complicações, é a permanência do sistema de derivação ventrículo-peritoneal funcionando. Não está claro, no entanto, de como estas complicações ocorrem, e para isto, este estudo se preocupou em avaliar o relacionamento entre o material de silicone dos sistemas de derivação ventricular usados pra desviar o LCR, os elementos do LCR, principalmente a glicose, proteína e leucócitos, assim como a forte reatividade da cavidade peritoneal. Para a busca de informações que apóiam uma ¿hipótese inflamatória crônica¿ como responsável por desencadear as complicações abdominais, quatro etapas foram desenvolvidas como método para a obtenção dos objetivos, como: a avaliação do número de casos submetidos a DVP no Hospital Municipal Dr.José de Carvalho Florence, de São José dos Campos, São Paulo, Brasil, e do número de complicações abdominais não-funcionais relacionadas com a migração, perfuração e/ou extrusão, a meta-análise da literatura mundial referentes as complicações observadas, e estudadas entre os anos de 1966-2003, da aplicação de um protocolo em cada trabalho estudado na meta-análise, e pelo estudo histológico do peritônio de dois casos (ascite liquórica e pseudocisto peritoneal), e da parede do pseudocisto, que reforçaram a hipótese sugerida no estudo

Abstract: Hidrocephalus is a well documented disorder at the neurosurgery literature and it is still made through the shunt of the cerebrospinal fluid (CSF) to a cerebrodistal local (site), through a silicon tube system. The peritoneal cavity is the most used site, all over the world, in order to do the CSF absorption, which accumulates into the ventricular system, although it is not considered as being the best way of doing so, it helps improving the prognosis. Many complications regarding to this type of treatment are well described in the literature, although the abdominal complications due to the migration with perforation and/or the extrusion of the distal catheter are not well studied, which shows the non-understanding of these complications. Excluding the functional, mechanic and infectious complications besides the abdominal ones related to the migration, perforation and/or extrusion of the distal catheter, together with the poor CSF absorption inside the peritoneal cavity and the constitution of the peritoneal cyst pseudocyst could be grouped together and they can be called ¿non ¿functional abdominal complications of the distal catheter¿ at the hydrocephalus treatment, where an important feature among these complications, is the permanence of the ventriculoperitoneal shunt system still working. It is not clarified, therefore, how these complications occur, and due to it, this study was concerned about assessing the relationship among the silicon material of the ventricular shunt systems used to shift the CSF, the CSF elements (components), specially the glucose, protein and leukocytus as well as a strong reactivity of the peritoneal cavity. In order to search the information which supports ¿the chronic inflammatory hypothesis¿ as being responsable by triggering the abdominal complications, four (4) stages were developed as a method in order to obtain the following aims: the assessment of the number of cases undergone to VPS (Ventriculoperitoneal shunt system) at a town hospital ¿Dr. José de Carvalho Florence¿ in São José dos Campos, São Paulo, Brazil and the number of non-functional abdominal complications related to migration, perforation and/or extrusion, the meta-analysis of the worldwide literature regarding to the observed complications, and that were studied between the years of 1966-2003, and the use of a protocol in each studied work of the meta-analysis, and by the histologic study of the peritoneus of two (2) cases (liquor ascitis and peritoneal pseudocyst) and from the pseudocyst wall, which reinforce the suggested hypothesis in this study
Subject: Silicones
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2004
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Aquino_HumbertoBelemde_M.pdf4.46 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.