Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311174
Type: TESE
Title: Perfil epidemiológico do uso de medicamentos em estudo de base populacional em Campinas/SP
Title Alternative: Epidemiologic profile of the use of drugs in baseline population
Author: Costa, Karen Sarmento, 1983-
Advisor: Barros, Marilisa Berti de Azevedo, 1948-
Abstract: Resumo: Os medicamentos tem sido considerados instrumentos terapêuticos fundamentais que produzem curas, prolongam a vida e retardam o surgimento de complicações associadas a doenças, sendo responsáveis por parte significativa da melhoria da qualidade e expectativa de vida da população. São vários os fatores que influenciam o uso de medicamentos, entre eles se destacam os aspectos demográficos, sócio-econômicos e culturais da população e as políticas governamentais para o setor e o mercado farmacêutico. Analisar o padrão de utilização e os fatores associados a esse uso justifica-se devido ao crescente consumo dos medicamentos e o alto investimento do Estado com a Política de Assistência Farmacêutica no país. Os inquéritos de saúde são instrumentos importantes para obter informações relativas a utilização de medicamentos pelos diferentes segmentos sociais da população. O objetivo do presente estudo e analisar a prevalência da utilização de medicamentos segundo variáveis demográficas, sócio-econômicas e de comportamentos relacionadas a saúde da população, identificando os fatores associados ao uso. Trata-se de um estudo transversal, cujos dados foram obtidos do inquérito ISA-SP. A população de estudo e residente da área urbana de Campinas, com idade igual ou superior a 18 anos. A amostragem foi realizada em múltiplos estágios, estratificada e por conglomerados. O período recordatorio do uso de medicamentos foi os 3 dias anteriores a realização da entrevista. Utilizou-se a classificação ATC para a codificação dos medicamentos. As estimativas de prevalência e as analises de regressão consideraram as ponderações relativas ao desenho amostral, utilizando o software STATA 8.0. Utilizou-se o teste qui-quadrado para verificar a associação estatística entre a variável dependente e as variáveis independentes. Foram estimadas razoes de prevalência ajustadas por sexo e idade e respectivos IC 95% utilizando regressão múltipla de Poisson. Foi desenvolvido um modelo hierárquico de regressão múltipla de Poisson para ajuste de variáveis de confundimento. A prevalência global do uso de medicamentos foi de 48,5%. Observou-se que mulheres referiram maior consumo de medicamentos que os homens e que a media de medicamentos aumentou com a idade em ambos os sexos. Apos ajuste por idade e sexo, observa-se que as variáveis religião, renda, numero de doenças crônicas, presença de morbidade nos últimos 15 dias e transtorno mental comum permaneceram significativamente associadas ao uso de medicamentos. No modelo hierarquizado final verificou-se consumo significativamente maior de medicamentos nas pessoas no sexo feminino, nas idades de 40 anos ou mais, renda familiar superior a 4 salários mínimos, religião evangélica, morbidade referida nos últimos 15 dias e apresentando doenças crônicas (uma a duas, três ou mais). Os medicamentos mais consumidos foram os que atuam no sistema cardiovascular, sistema nervoso e fitoterápicos. O perfil de utilização de medicamentos em Campinas encontra-se dentro dos parâmetros observados em outros estudos. Os resultados podem subsidiar ações da Política de Assistência Farmacêutica, visando a ampliação do acesso e a promoção do uso racional de medicamentos.

Abstract: The drugs have been considered key therapeutic tools that produce healing, prolong life and delay the onset of complications associated with diseases, accounting for a significant part of improving the quality and life expectancy of the population. There are several factors influencing the use of drugs, among them stand out the demographic, socioeconomic and cultural population and government policies for the sector and the pharmaceutical market. To analyze the pattern of use and factors associated with such use is justified due to the increasing consumption of drugs and the high investment from the State Pharmaceutical Assistance Policy in the country. Health surveys are important tools for information concerning the use of drugs by different social segments of the population. The aim of this study is to analyze the prevalence of use of medicines according to demographic, socioeconomic and health-related behaviors of the population, identifying the factors associated with use. This is a cross-sectional study with data obtained from the survey ISA-SP. The study population is resident in the urban area of Campinas, aged over 18 years. Sampling was performed in multiple stages, stratified by conglomerates. The recall period of drug use was the three days prior to the interview. We used the ATC classification for the coding of medicines. The prevalence estimates and regression analysis considered the weights from the sample design, using STATA 8.0. We used the chi-square test to verify the statistical association between the dependent and independent variables. We estimated adjusted prevalence ratios by sex and age and their respective 95% using Poisson multiple regression. We developed a hierarchical model of Poisson multiple regression to adjust for confounders. The overall prevalence of drug use was 48.5%. It was observed that women reported higher consumption of drugs than men and that the mean number of medications increased with age in both sexes. After adjusting for age and sex, it is observed that the variables of religion, income, number of chronic diseases, presence of morbidity in the last 15 days and common mental disorder remained significantly associated with drug use. In the final hierarchical model was found significantly higher consumption of medicines in people in females, ages 40 years or more family income than 4 minimum wages, evangelical religion, reported morbidity in the last 15 days and presenting chronic diseases (one two, three or more). Most frequently consumed drugs were acting on the cardiovascular system, nervous system and herbal medicines. The profile of drug utilization in Campinas is within the parameters observed in other studies. The results can support the actions of Pharmaceutical Policy, aimed at expanding access and promoting rational drug use.
Subject: Farmacoepidemiologia
Morbidade
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Costa_KarenSarmento_M.pdf5.86 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.