Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311029
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Expectativas de suporte para o cuidado em idosos da comunidade = Dados do FIBRA-Campinas
Title Alternative: Anticipated support for care in the community-dwelling elderly : Campinas data FIBRA
Author: Oliveira, Déborah Cristina de, 1986-
Advisor: D'Elboux, Maria José, 1958-
Abstract: Resumo: A expectativa de suporte para o cuidado é a crença que o idoso tem de que pessoas próximas proverão a assistência futura a ele caso haja necessidade, aliviando o estresse em situação de crise, podendo inibir o desenvolvimento de doenças e exercer um papel positivo em sua recuperação. Esta pesquisa teve por objetivos comparar a expectativa de suporte para o cuidado, arranjo de moradia e variáveis relacionadas à saúde, em função de gênero e faixa etária de idosos da comunidade e identificar as variáveis associadas à ausência de expectativa de suporte para o cuidado em idosos da comunidade. Foi realizada a partir dos dados da Rede de Pesquisa sobre Fragilidade em Idosos Brasileiros (Rede FIBRA), utilizando dados da cidade de Campinas-SP (n=671). Foram selecionadas variáveis sociodemográficas (gênero, idade e arranjo de moradia), variáveis relacionadas à saúde (doenças auto-relatadas, independência funcional, saúde percebida e fragilidade) e expectativa de suporte para o cuidado para a realização de ABVD's e AIVD's. Foi realizada análise descritiva e, por meio dos testes Qui- Quadrado ou exato de Fisher, análise de comparação das principais variáveis categóricas entre gênero, faixa etária e expectativa suporte para o cuidado. Para estudar os fatores associados com a ausência de expectativa de suporte para o cuidado foi utilizada a análise de regressão logística univariada e multivariada, com critério Stepwise de seleção de variáveis. O Estudo FIBRA e o presente estudo foram aprovados pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp (208/2007). Mais mulheres moram sozinhas (20,52%), tem maior número de doenças (49,02%), incapacidades em ABVD's (12,42%), pior avaliação da própria saúde (7,39%) e esperam receber cuidado de apenas uma pessoa caso haja necessidade (46,84%). Grande percentual de homens mantém a realização de suas AAVD's (95,59%), tem expectativa de suporte para o cuidado (93,33%) e esperam serem cuidados por um maior número de pessoas caso precisem (55,34%). Maior número de idosos mais longevos vivem sozinhos (22,55%) e tem incapacidade para realização das AIVD's (35,96%). As respostas afirmativas referentes à expectativa de suporte para o cuidado estiveram mais presentes para os homens, sujeitos que residem acompanhados, que deixaram de realizar uma ou mais AAVD e que referem saúde percebida boa e muito boa. Grande percentual de idosos que avaliaram sua saúde como ruim ou muito ruim (25,64%) e idosos que residem sozinhos (22,42%) não têm expectativa de suporte para o cuidado. Os idosos que avaliaram a própria saúde como ruim ou muito ruim têm três vezes mais chance de não ter expectativa. As mulheres têm duas vezes mais chance de não ter expectativa de suporte para o cuidado, e, se residirem sozinhas, tem três vezes mais chance de ausência de expectativa. Esta pesquisa evidencia que a expectativa de suporte para o cuidado dos idosos da cidade de Campinas - SP está diretamente relacionada ao gênero, é independente da idade e que os idosos estão em situação vulnerável para a falta de expectativa de suporte para o cuidado e percepção de saúde, podendo estar mais suceptíveis ao declínio funcional, morbidades e à falta de suporte para o cuidado

Abstract: The anticipated support for care is the belief that the elderly have people around that will provide future assistance to him should the need arise, relieving stress in a stressful situation, can inhibit the development of diseases and exerting a positive role in their recovery. This research aimed to compare the anticipated support for care, arranging housing and health related outcomes, by gender and age group of older adults and identify the variables associated with lack of anticipated support for care in dwelling elderly. It was performed from the data of the Research Network on Frailty in Elderly Brazilian Network (FIBRA), using data from the city of Campinas- SP (n = 671). There were selected sociodemographic variables (gender, age and arrangement of housing), health-related variables (self-reported illnesses, functional capacity, perceived health and frailty) and expectation of support for care to perform BADL's and IADL's. A descriptive analysis and by using the chi-square or Fisher exact test, comparison analysis of the main categorical variables of gender, age and anticipated support for care. To explore the factors associated with the absence of expected support for the careful analysis was used for univariate and multivariate analysis with stepwise criterion for variable selection. FIBRA Study and the present study were approved by the Ethics Committee in Research of the Faculty of Medical Sciences of Unicamp (208/2007). More women live alone (20.52%), has more diseases (49.02%), disabilities in BADL's (12.42%), worse assessment of their health (7.39%) and expect to receive care only a person should the need arise (46.84%). Large percentage of men have to carry out their AAVD's (95.59%) is expected to support care (93.33%) and expect to be cared for by a greater number of people if they need it (55.34%). Increased number of oldest-old elderly living alone (22.55%) and has inability to perform IADL's (35.96%). The affirmative answers regarding the anticipated support support for care were more positive for men, guys who live together, who failed to perform one or more AAVD and perceived health good and very good. Large percentage of seniors who rated their health as poor or very poor and elderly who live alone have negative anticipated support for care. Elderly people who assess their health as poor or very poor are three times more likely to have no expectations. Women are twice as likely to have no anticipated support for care and, if they reside alone has three times more likely to lack of expectation. This research shows that the anticipated support for elderly care in the city of Campinas - SP is directly related to gender, is independent of age and who are vulnerable in relation to the expectation of support for the care and health perception, with more susceptible to functional decline and lack of expected support
Subject: Apoio social
Idosos
Enfermagem
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Oliveira_DeborahCristinade_M.pdf2.35 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.