Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311010
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Autoconceito e qualidade de vida de pessoas com deficiência visual e a percepção de seus familiares
Title Alternative: Self-concept and quality of life of people with visual impairment and the perception of their relatives
Author: Crepaldi, Giuliana Jorge, 1988-
Advisor: Gomes, Maria Inês Rubo de Souza Nobre, 1960-
Nobre, Maria Inês Rubo de Souza, 1960-
Abstract: Resumo: A ausência da visão é um fenômeno complexo e diverso, podendo interferir no cotidiano do indivíduo ao gerar limitações nos diversos aspectos de sua vida, incluindo o modo como ele se percebe e avalia sua qualidade de vida. Este estudo tem como objetivo verificar o autoconceito de pessoas com baixa visão ou com cegueira e identificar como avaliam sua qualidade de vida. Buscou-se também verificar como seus familiares as percebem. Trata-se de um levantamento descritivo realizado com onze pessoas com baixa visão, seis pessoas com cegueira e seus respectivos familiares. Para a coleta de dados foram utilizados uma ficha de identificação, a Escala Fatorial de Autoconceito (EFA) e o questionário de avaliação de Qualidade de Vida SF-36. Os dados foram coletados em um Centro de Estudos e Pesquisa em Reabilitação, individualmente e com o consentimento prévio dos participantes. A EFA e o SF-36 foram aplicados aos participantes com deficiência visual. Já os familiares destes participantes apenas responderam a EFA. Os instrumentos foram aplicados em forma de entrevista. Os dados coletados foram tabulados, codificados e analisados estatisticamente. Os participantes com cegueira e os com baixa visão apresentaram autoconceito positivo e semelhante. Com relação à qualidade de vida, o domínio melhor avaliado foi capacidade funcional. As avaliações realizadas pelos familiares e o autoconceito mantido pelas pessoas com deficiência visual foram próximos, sendo que a diferença entre as avaliações não foi estatisticamente significativa. Os domínios vitalidade e saúde mental foram os que mais apresentaram relação estatisticamente significativa com os fatores de autoconceito

Abstract: The lack of vision is a complex and diverse phenomenon, and it can interfere in individual¿s daily life producing limitations in several aspects of his life. It includes how he perceives and evaluates the quality of his life. This study aims to determine the self-concept of people with low vision or with blindness. It also identifies how they evaluate their quality of life and how they are noticed by their relatives. It is a descriptive survey which was carried out with 11 people with low vision, 6 people with blindness and their relatives. To the data collection it was used an identification form, the Escala Fatorial de Autoconceito - EFA (Factorial Self-Concept Scale), and the assessment tool, Quality of Life - SF-36. Data was collected at a Center of Studies and Research in Rehabilitation. It was carried individually, with the prior consent of the participants. EFA and SF-36 were used with the participants who have any visual impairment. Their relatives were only exposed to EFA¿s. The resources were explored through interviews. The collected data was tabulated, coded and analyzed statistically. Both, blind and low vision people, showed a positive and similar self-concept. Regarding quality of life, functional capacity was the dominant one. Assessments carried out by their family and the self-ratings maintained by people with visual impairment were similar, and the differences among their evaluations were not statistically significant. Vitality and mental health were the domains that had more statistically significance relation with the factors of self-concept
Subject: Pessoas com deficiência visual
Autoimagem
Percepção social
Qualidade de vida
Família
Editor: [s.n.]
Citation: CREPALDI, Giuliana Jorge. Autoconceito e qualidade de vida de pessoas com deficiência visual e a percepção de seus familiares. 2014. 93 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas, Campinas, SP. Disponível em: <http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/311010>. Acesso em: 26 ago. 2018.
Date Issue: 2014
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Crepaldi_GiulianaJorge_M.pdf9.38 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.