Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311003
Type: TESE
Title: Capacidade para o trabalho entre trabalhadores de enfermagem do pronto socorro de um hospital universitario
Author: Duran, Erika Christiane Marocco, 1974-
Advisor: Cocco, Maria Ines Monteiro
Abstract: Resumo: A transição demográfica e epidemiológica vivenciada pelo Brasil propiciará ao país, dentro de alguns anos, uma posição mundial de destaque em relação à população idosa. Aliado a isto, a necessidade de adequação econômica e conseqüentes alterações na realidade previdenciária nacional, conduzem à permanência dos trabalhadores no mercado de trabalho por um maior período de tempo, influenciando, assim, sua capacidade funcional. O objetivo deste estudo foi avaliar a capacidade para o trabalho entre trabalhadores de enfermagem do Pronto Socorro de um Hospital Universitário. Participaram do estudo cinqüenta e quatro trabalhadores (40 mulheres e 14 homens), com idades entre 23 e 53 anos (média de 37,1 anos). Utilizou-se o índice de Capacidade para o Trabalho - ICT, instrumento desenvolvido na Finlândia, que apresentou valor médio 42,0. A correlação do ICT com exigência física, exigência mental, perda estimada para o trabalho devido a doenças, apreciação das atividades diárias, o sentir-se ativo e alerta e da idade com a capacidade atual para o trabalho estabeleceram associações estatísticas significantes. As doenças mais referidas com diagnóstico médico foram à doença músculo-esquelética, cardiovascular, respiratória e neurológica. Salienta-se que a prevenção e a promoção da saúde no trabalho é um dos aspectos fundamentais na manutenção da capacidade para o trabalho

Abstract: The demographic and epidemiologic transistion observed in Brazil will propitiate to this country, in a few years, a world-wide position of prominence in relation to the old population. Furthermore, the need of economic adaptation and consequent alterations in brazilian's social security, leads to the workers permanence in the labor market for a larger period of time, influencing, its functional ability. The objective of this study was to evaluate the capacity for the work among health care workers of the Emergency Service of a University Hospital. Fifty four workers had participated of the study (40 women and 14 men), with ages between 23 and 53 years (37,1 year-old average). The Work Ability Index (WAI) was used, instrument developed in Finland, that presented average value 42.0. The correlation of WAI with physical demand, mental demand, estimated work loss by diseases, appreciation of the daily duties, the felling active and alert and of the age with respect to current work ability established significant statistical associations. The most refered diseases with medical diagnosis were the muscle-skeletal, cardiovascular, respiratory and neurological. Consider that the prevention of diseases and the promotion of the health in the work are one of the basic aspects in the maintenance of the work ability
Subject: Promoção da saúde
Saúde pública
Enfermagem
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2002
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Duran_ErikaChristianeMarocco_M.pdf18.16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.