Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310993
Type: TESE
Title: Promoção da saúde entre jovens trabalhadores de micro e pequenas empresas da Central de Abastecimento de Campinas, SP
Title Alternative: Health promotion among young workers from micro and small enterprises of the supply center of Campinas, SP
Author: Masson, Valeria Aparecida, 1983-
Advisor: Monteiro, Maria Inês, 1957-
Abstract: Resumo: Este estudo sobre condições de trabalho, aspectos de saúde e capacidade para o trabalho de jovens trabalhadores de um Entreposto Hortifrutigranjeiro de Campinas visa à promoção da saúde no local de trabalho. Trata-se de estudo de intervenção de delineamento quase-experimental. Foram realizadas entrevistas com 42 jovens na faixa etária de 15 a 29 anos, selecionados no local de trabalho, de maneira intencional, com o objetivo de avaliar a capacidade para o trabalho e os fatores de estilo de vida, condições de trabalho, fadiga e sonolência, para realização de promoção da saúde entre os sujeitos. Após as entrevistas foram realizadas atividades de promoção da saúde como grupos educativos, entrega de folders, exposição de pôster no mercado tomando por base a educação em saúde e a conscientização da população pela adoção de hábitos de vida saudáveis. Após a intervenção, o mesmo grupo de jovens, com perda de 11 sujeitos, foi novamente entrevistado. Foram utilizados os seguintes instrumentos: questionário com dados sociodemográficos, estilo de vida e aspectos de saúde e trabalho; Índice de Capacidade para o Trabalho, Questionário de fadiga e a Escala de Sonolência de Epworth, Escala de Karolinska e Analise Ergonômica do Trabalho. A análise dos dados foi realizada por meio de estatística descritiva, testes estatísticos e análise de conteúdo por meio dos programas estatísticos SPSS e SAS. As atividades de intervenção não tiveram efetividade sobre a saúde, capacidade para o trabalho e percepção de fadiga dos jovens. A prática de atividade física caiu de 54,8% para 42,9%, com aumento do Índice de Massa Corpórea médio (IMC) de 24,3 kg/m² (DP 6,8) para 25,5 kg/m². Após a intervenção, houve diminuição do uso de bebidas alcoólicas entre os sujeitos, de 42,8% para 19,1%, também houve redução do número de fumantes a zero. A maior parte dos sujeitos estudados apresentou capacidade para o trabalho adequada tanto no pré-intervenção quanto no pós-intervenção. Não ocorreu alteração da capacidade para o trabalho e fatores como escolaridade, estresse, dor e uso de medicamentos foram associados à menor capacidade para o trabalho. Fatores como estresse, sonolência, dor e escolaridade foram associados com a fadiga. Os jovens apresentaram riscos ocupacionais em suas atividades de trabalho, como movimentos repetitivos, posições inadequadas, cargas de peso, que devem ser considerados em futuros estudos de intervenção sobre as condições e organização do trabalho. Os resultados analisados mostraram a necessidade de se dar continuidade às intervenções no local de trabalho visando manter a capacidade para o trabalho e reduzir a fadiga da população estudada

Abstract: This study on working conditions, health issues and work ability of young workers from the supply center of Campinas aims to promote health in the workplace, since the working conditions and health are major determinants of inappropriate situations that these workers are exposed to. This is a quasi-experimental design intervention study. The interviews were conducted with a group of 42 young people aged 15 to 29 years, intentionally selected at work with the purpose of evaluating the work ability and lifestyle factors, working conditions, fatigue and drowsiness, in order to conduct health promotion among the individuals. After conducting the interviews, activities to promote health like education groups, delivering of leaflets, and poster exhibition at the market building, all based on health education and the public awareness for adopting healthy life habits. After the intervention, the same group of young people with loss of 11 subjects was interviewed again. We used the following instruments: a questionnaire about socio-demographic, lifestyle and aspects of heath and work; Work Ability Index, Fatigue Questionnaire and the Epworth Sleepiness Scale, Karolinska Sleepiness Scale and Ergonomic Work Analysis. The data was analyzed using descriptive statistics, statistical tests and content analysis by means of statistical programs SPSS and SAS. Intervention activities were not effective on health, work ability and perception of fatigue. Subjects who practiced physical activities before the intervention were 54.8% and after the intervention that number dropped to 42.9%. The average Body Mass Index (BMI) increased from 24.3 kg/m² (SD 6.8) to 25.5 kg/m². After the intervention, there was a decrease in alcohol consumption among the subjects, 42.8% to 19.1%, with respect to smoking, two subjects stopped smoking after the intervention, therefore no subject smoked in the post-intervention. Most of the subjects studied had adequate capacity to work both in the pre-test and post-test. Factors such as education, stress, pain and medication use was associated with reduced capacity for work. Factors associated with increased perception of fatigue, were stress, somnolence, pain and schooling. The youth had occupational risks in their work activities, such as repetitive motions, awkward positions, load weight, which should be considered in future intervention studies on the conditions and work organization. The analyzed results show the need to continue the interventions in the workplace to maintain the ability to work and reduce fatigue of the population studied
Subject: Fadiga
Avaliação da capacidade de trabalho
Estilo de vida
Condições de trabalho
Riscos ocupacionais
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2012
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Masson_ValeriaAparecida_D.pdf5.61 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.