Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310986
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Universidade Estadual de Campi
Title: Fadiga e capacidade para o trabalho entre motoristas de caminhão do entreposto hortifrutigranjeiro e mercado de flores de Campinas, SP
Title Alternative: Fatigue and work ability among truck drivers of supply center (fruit, vegetables, prodict whole sale market) and flowers market of Campinas, SP
Author: Masson, Valeria Aparecida, 1983-
Advisor: Monteiro, Maria Inês, 1957-
Abstract: Resumo: Este estudo trata da capacidade para o trabalho relacionada a fatores que compõem o estilo de vida, as condições de trabalho, fadiga e os aspectos de saúde de motoristas de caminhão e visa em sentido mais amplo, a promoção da saúde no trabalho. A pesquisa consiste de um estudo epidemiológico transversalde caráter quanti-qualitativo, com aplicação de questionários para uma amostra de 105 motoristas de caminhão que transportavam carga para o Entreposto Hortifrutigranjeiro e Mercado de Flores de Campinas (CEASA). O objetivo foi avaliar a fadiga e caracterizar o perfil sociodemográfico, estilo de vida e condições de saúde, relacionados com a capacidade para o trabalho. Foram utilizados os seguintes instrumentos: Questionário com Dados Sociodemográficos, Estilo de Vida e Aspectos de Saúde e Trabalho; Índice de Capacidade para o Trabalho; Questionário Nórdico de Sintomas Osteomusculares; Escala de Sonolência de Epworth e Questionário para Avaliação da Fadiga. A amostra analisada era constituída apenas por pessoas do sexo masculino, com média de idade de 37,5 anos e baixa escolaridade. A maioria dos sujeitos apresentou ótima capacidade para o trabalho. A percepção de fadiga manifestou-se com mais intensidade no item "dificuldade de concentração e atenção". Constatou-se correlação entre o índice de capacidade para o trabalho e a fadiga, indicando diminuição do primeiro com o aumento da segunda, além de que a média da fadiga era maior entre os sujeitos que faziam uso de drogas estimulantes. Entre as variáveis sociodemográficas e de estilo de vida somente a ausência de prática de atividades de lazer estava associada com a diminuição da capacidade para o trabalho. As características de saúde que influenciaram na diminuição da capacidade para o trabalho foram: fadiga, sonolência, saúde comparada com outras pessoas da mesma idade, dor no último ano, dor nos últimos sete dias, problemas de saúde autorreferidos e prejuízos do trabalho à saúde na opinião dos sujeitos. Os fatores relacionados com o trabalho que se associaram com a diminuição da capacidade para o trabalho foram: satisfação com o trabalho, interferência do trabalho com a vida pessoal e prejuízos do trabalho em relação à saúde. Estes resultados indicam a necessidade de promoção da saúde e implantação de políticas de prevenção de doenças e entre motoristas de caminhão

Abstract: This study aim to evaluate work ability considering factors related to life style, work conditions and health aspects of truck drivers; it also has the purpose of promoting health in work. The research consists of a cross sectional descriptive study which was conducted with 105 truck drivers from the supply center of Campinas (fruit, vegetable, product whole market). The data collection was based on the following questionnaires: Work Ability Index, Epworth Sleepiness Scale, Fatigue Questionnaire, the Nordic Musculoskeletal Questionnaire and Social-demographic Characteristics Questionnaire. The sample was constituted by men, mean age of 37,5 years old and low level of schooling. The major part of the sample presented an excellent level of work ability. The most pronounced degree of fatigue was observed in the "difficulty in concentration and attention" item. It was also observed a significant correlation between the work ability index and fatigue, indicating a decrease of the first with the increase of fatigue and, in addition, the data sample shown a higher level o fatigue for those truck drivers who used to consume stimulant drugs compared to those who did not. Among the social-demographic and lifestyle variables only the practice of leisure activities was associated with reduced capacity for work. The characteristics of health that affect the capacity for work were: fatigue, sleepiness, health compared with others of the same age, pain in the last year, pain in the last week, self-referred health problems and perceived health symptoms due to work. Factors related to work that is associated with reduced capacity for work were satisfaction with work, work interference with personal life and perceived health symptoms due to work. These results indicate the needs of settling public policies for health promotion and disease prevention for truck drivers
Subject: Fadiga
Avaliação da capacidade para o trabalho
Estilo de vida
Condições de trabalho
Riscos ocupacionais
Motoristas profissionais
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2009
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Masson_ValeriaAparecida.pdf3.46 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.