Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310943
Type: TESE
Title: Avaliação audiológica em crianças com hipotireoidismo congênito
Title Alternative: Hearing evaluation in children congenital hypothyroidism
Author: Rogério, Amanda Ferreira Hernandez, 1985-
Advisor: Santos, Maria Francisca Colella dos, 1963-
Santos;, Maria Francisca Colella dos
Abstract: Resumo: Os Hormônios Tireoidianos são fundamentais para o crescimento e desenvolvimento de vários órgãos e tecidos de vertebrados e, embora os mecanismos fisiopatológicos da perda auditiva no hipotireoidismo não estejam totalmente estabelecidos, estudos indicam que alterações auditivas podem ocorrer em 20% das crianças com Hipotireoidismo Congênito (HC) e as anormalidades da audição permanecem mesmo quando são tratadas. Objetivo: Analisar a audição de lactentes com Hipotireoidismo Congênito por meio de avaliação eletrofisiológica e comportamental, considerando a idade, sexo, orelha direita e esquerda e níveis de hormônios de TSH e T4 livre. Metodologia: A amostra foi constituída por 22 crianças do grupo Hipotireoidismo Congênito (GHC) e 16 crianças do grupo controle (GC) sem doença tireoidea, ambos os grupos com idade de 0 a 24 meses. A avaliação audiológica foi constituída por testes eletrofisiológicos, eletroacústicos e comportamentais, como os Potenciais Evocados Auditivos de Tronco Encefálico (PEATE), Emissões Otoacústicas Transientes (EOAT), supressão das EOAT, timpanometria, observação das respostas comportamentais com sons calibrados e não calibrados. Resultados: O GHC apresentou menor amplitude das EOAT e supressões das emissões quando comparado ao GC. Houve correlação negativa para os níveis de hormônios do TSH e T4 livre com os resultados do PEATE para a latência da onda V a 60 dB e interlatência I-III a 80 dB. O GHC apresentou desempenho estatisticamente inferior para as observações das respostas comportamentais com sons calibrados e não calibrados. Conclusão: A partir da análise dos resultados obtidos na avaliação audiológica pode-se concluir que as crianças com hipotireoidismo congênito do nosso estudo apresentaram amplitude diminuída nas Emissões Otoacústicas Evocadas Transientes, o que pode revelar alterações cocleares com funcionamento prejudicado das células ciliadas externas. Além disso, apresentaram desenvolvimento auditivo prejudicado

Abstract: The Thyroid hormones are essential for the growth and development of various organs and tissues of vertebrates and, although the pathophysiological mechanisms of hearing loss in hypothyroidism is not fully established, studies indicate that auditory alterations may occur in 20% of children with Congenital hypothyroidism (CH) and the abnormalities of hearing remain even when they are treated.Objective: To analyze the hearing of infants with Congenital Hypothyroidism through electrophysiological evaluation and behavioral, considering the age, sex, right and left ears and hormone levels of free T4 and TSH. Methodology: The sample was composed of 22 children of group Congenital Hypothyroidism (GHC) and 16 children in the control group (CG) without thyroid disease, both groups with age from 0 to 24 months. The audiological evaluation was composed of electrophysiological tests and behavioral, such as the Brainstem Evoked Response Audiometry (BERA), Transient Evoked Otoacoustic Emissions (TEOAE), TEOAE suppression, tympanometry, Minimum Response Levels (MRL) and instrumental evaluation. Results: The GHC showed lower TEOAE amplitude when compared to the CG. Negative correlation was observed for the hormone levels of TSH and free T4 with the ABR results for latency of wave V 60 dB and interpeak interval latencies I-III to 80 dB. GHC presented performance statistically inferior to the behavioral tests. Conclusion: based on the analysis of the results obtained in the audiological evaluation it can be concluded that children with congenital hypothyroidism in our study showed decreased amplitude of Transient Evoked Otoacoustic Emissions, which can reveal changes with cochlear functioning impaired external ciliated cells. Furthermore, presented auditory development suffers
Subject: Hipotireoidismo congênito
Crianças
Audição
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2015
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Rogerio_AmandaFerreiraHernandez_M.pdf1.73 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.