Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310926
Type: TESE
Title: Qualidade do sono de idosos residentes em instituição de longa permanencia
Title Alternative: Sleep quality of elderly long-term care facilities residents
Author: Araujo, Claudia Lysia de Oliveira
Advisor: Ceolim, Maria Filomena, 1962-
Abstract: Resumo: As Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) são, em geral, ambientes que oferecem mínima estimulação durante o dia e pouco contraste entre o dia e a noite. Esses fatores podem contribuir para que os idosos apresentem padrões irregulares do ciclo vigília/sono e decréscimo na qualidade do sono, já comprometidas no envelhecimento. Os objetivos deste estudo foram: avaliar a qualidade do sono de idosos residentes nas ILPIs da cidade de Guaratinguetá (SP); identificar a prevalência de problemas relacionados ao sono; verificar a associação entre qualidade do sono e satisfação com as rotinas da ILPIs; faixa etária; tempo de residência na ILPI; grau de dependência; características de matutinidade/vespertinidade. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da FATEA (Lorena, SP). Participaram 38 idosos (60 anos e mais) residentes há pelo menos um ano nas ILPIs estudadas. Critérios de inclusão: capacidade de responder aos instrumentos de coleta de dados; participação voluntária, assinando Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Critérios de exclusão: insensibilidade visual à luz; escore indicativo de comprometimento cognitivo no Mini-Exame do Estado Mental. Os seguintes instrumentos foram empregues: Ficha de Identificação do Idoso (dados sóciodemográficos e de saúde), Mini-Exame do Estado Mental (funções cognitivas); Índice de Katz (capacidade funcional em atividades de vida diária), Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh - PSQI (qualidade do sono), Mapa de Rotinas da Instituição (relato do idoso sobre horários, satisfação e preferências em atividades rotineiras realizadas na instituição) e Questionário de Identificação de Indivíduos Matutinos e Vespertinos (preferências de alocação temporal). Os instrumentos foram preenchidos pela pesquisadora. O tratamento estatístico compreendeu análise descritiva e testes não paramétricos para comparação e correlação ente variáveis (nível de significância de 5%). Participaram 23 mulheres e 15 homens (idade média de 70,5 ±8,1 anos). A maioria tinha escolaridade inferior a oito anos, e um a cinco anos de institucionalização; 60,5% apresentavam algum grau de dependência. Verificou-se que 63,2% dos idosos apresentavam pontuação indicativa de má qualidade do sono, no PSQI; entretanto, 81,6% referiam qualidade do sono boa ou muito boa; 89,5% demoravam até 30 minutos para adormecer, 47,4% dormiam mais que sete horas por noite e 57,9% tinham eficiência do sono superior a 85%. Os problemas mais prevalentes em relação ao sono foram: levantarse para ir ao banheiro (63,2%); acordar no meio da noite ou de manhã muito cedo (50%); sentir muito calor (23,7%); sentir dores (21%). Os idosos de 70 a 79 anos e os do sexo masculino fizeram pior avaliação da qualidade do sono; as demais características (satisfação com as rotinas da Instituição; faixa etária; tempo de residência na Instituição; grau de dependência; características de matutinidade/vespertinidade) não apresentaram resultado significativo. Todos os idosos referiram estar satisfeitos com os horários das atividades na instituição e não apontaram outro horário que seria de sua preferência. O presente estudo traz informações importantes sobre a qualidade do sono do idoso residente em ILPI, permitindo retratar essas características com dados de instituições brasileiras. Esta pesquisa está inserida na Linha de Pesquisa Processo de Cuidar em Saúde e Enfermagem

Abstract: Long-term care facilities for the elderly offer minimum stimulation during the day and a little contrast between day and night. These factors may contribute to irregular patterns of sleep/wake cycle and poor sleep quality, which may be already impaired in aged people. This study aimed at evaluating sleep quality in elderly long-term care facilities residents in the city of Guaratingueta, Sao Paulo; identifying the prevalence of problems related to sleep; verifying the association between sleep quality and: satisfaction with the routines of the facility; age bracket; length of time of residence in the facility; dependence level in activities of daily life; morningness/eveningness characteristics. The study was approved by the Institutional Review Board of FATEA (Lorena, SP). Thirty-eight elderly (60 years-old or plus) who had lived for at least one year in the facility participated in the study. Inclusion criteria were: ability to answer coherently to all instruments of data collection; voluntary participation, evinced by the signature of a free consent form. Exclusion criteria were: visual insensibility to light; cognitive impairment evinced by the score obtained in the Mini- Mental State Examination. The following instruments were used for data collection: Identification Form (social, demographic and health data); Mini-Mental State Examination (cognitive function); Katz Index (functional capacity in activities of daily life), Pittsburgh Sleep Quality Index ¿ PSQI (sleep quality), Long-term Care Facility Routine Map (report about schedules, satisfaction and preferences related to daily activities performed in the facility); Morningness/Eveningness Questionnaire (preferences in allocation of sleep and activities). All instruments were filled in by the researcher. Statistics consisted of descriptive analysis and non-parametric tests to compare between variables and to assess the presence of correlation among them (significance level of 5%). Twenty-three women and 15 men (70.5 ± 8.1 years old) participated. Most of them reported less than eight years of school and one to five years of residence in the facility; 60.5% presented some dependence level in the activities of daily life. Results showed that 63.2% of the residents had a score indicative of poor sleep quality in the PSQI; meanwhile, 81.6% referred to a good or very good sleep quality; 89.5% took longer than 30 minutes to start sleep, 47.4% slept more than seven hours each night and 57.9% showed sleep efficiency above 85%. The most prevalent sleep problems were: waking up for urination (63.2%); waking frequently during the night or too early in the morning (50%); feeling too hot (23.7%); feeling pain (21%). Male residents and those aged between 70 and 79 years old had poorer evaluation of their sleep quality than, respectively, women and residents of the other age brackets; other characteristics as satisfaction with the facility routines, age brackets, length of time of residence in the facility, dependence level and morningness/eveningness characteristics did not achieve significant results. All residents declared to be satisfied with the activities scheduled at the facility and did not mention another different schedule of preference. This study provides important information about sleep quality of elderly long-term care facilities residents, highlighting the characteristics with data of Brazilian facilities. This research is part of the Research Line Caring Process in Nursing and Health
Subject: Sono
Idosos
Enfermagem
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2008
Appears in Collections:FCM - Dissertação e Tese

Files in This Item:
File SizeFormat 
Araujo_ClaudiaLysiadeOliveira_M.pdf718.9 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.