Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310924
Type: TESE
Title: Relações entre qualidade do sono e independencia funcional em idosos residentes em instituição de longa permanencia
Title Alternative: Relationship between functional independence and sleep quality of institutionalized elderly
Author: Abreu, Carolina Becker Bueno de
Advisor: Ceolim, Maria Filomena, 1962-
Abstract: Resumo: O processo natural de envelhecimento e as doenças que acometem o idoso são causas freqüentes de declínio da independência funcional, que pode comprometer o exercício da autonomia e das atividades de vida diária de parcela significativa da população idosa. Da mesma forma, alterações do sono são freqüentemente observadas nessa faixa etária. A qualidade do sono é fator fundamental para a qualidade de vida e para o engajamento em atividades produtivas e de lazer. Seu impacto sobre a saúde é reconhecido, porém as relações entre sono e independência funcional têm sido pouco exploradas na literatura. Foram objetivos deste estudo: identificar associações entre qualidade do sono e independência funcional em idosos residentes em instituição de longa permanência (ILPI), bem como entre essas variáveis e fatores sócio-demográficos e participação em atividades (produtivas e de lazer); e identificar os fatores que influenciaram a independência funcional. Foram utilizados instrumentos específicos para avaliação da qualidade do sono (Pittsburgh Sleep Quality Index - PSQI) e da independência funcional (Medida de Independência Funcional - MIF), e instrumentos elaborados pela pesquisadora para caracterização sócio-demográfica, de saúde, e da rotina ocupacional. O estudo foi conduzido com 48 idosos residentes em ILPI há pelo menos um ano, livres de demência, depressão, insensibilidade à luz e distúrbios do sono, dos quais 18 eram mulheres (37,5%) e 30 homens (62,5%), com média de idade 71,7(±8,2) anos. A maior parte dos idosos (69%) apresentou sono de má qualidade segundo o escore global do PSQI (8,0 ± 3,9 pontos em média). Os idosos com melhor avaliação global da qualidade do sono, e aqueles com menor latência do sono apresentaram maiores escores na MIF cognitivo-social. Os idosos com melhor eficiência do sono, bem como aqueles com queixa mais freqüente de noctúria apresentaram maiores escores na MIF motora e MIF total. A MIF cognitivo-social obteve maior pontuação entre os idosos com primário completo e acima, em relação àqueles com escolaridade inferior a esse grau. A MIF motora obteve pontuação mais elevada quanto menor o número de deficiências e de sintomas referidos pelos idosos. A análise de regressão linear múltipla evidenciou que os fatores que contribuíram para elevar os escores da MIF motora e da MIF total foram a participação em atividades produtivas e a boa qualidade do sono. Os escores da MIF cognitivo-social tiveram contribuição da participação em atividades produtivas e da escolaridade equivalente ou superior ao primário completo.

Abstract: The natural aging process and the diseases that affect the elderly are frequent causes of decline in functional independence, which may compromise autonomy and performance of activities of daily living for a significant percentage of the elderly people. Nevertheless, sleep disturbances are frequently observed in this age group. Sleep quality is a fundamental factor of influence on quality of life and engagement in productive and leisure activities. Its consequence to health and well-being is well known, however, the relationship between sleep quality and functional independence has been little explored in literature. The goals of this study were: to explore the relationship between sleep quality and functional independence of elderly people in long-term care facilities, as well as between those variables, socio demographic characteristics and participation in productive and leisure activities, and to identify the influence factors for the functional independence. Specific instruments were used to evaluate sleep quality (Pittsburgh Sleep Quality Index - PSQI) and functional independence (Functional Independence Measure - FIM), along with instruments designed by the author in order to gather information about occupational routine, socio demographic and health related issues. The present study recruited 48 subjects living in a nursing home for at least one year, without dementia, depression, blindness with insensibility to light and no previous diagnoses of sleep disturbance. 18 subjects are women (37,5%) and 30 are men (62,5%), mean age: 71,7(±8,2) years old. Most of the elderly (69%) showed poor sleep quality as measured by the PSQI (mean 8,0 ± 3,9). Elderly with better subjective sleep quality and those showing less latency obtained higher scores on FIM motor domain. Elderly showing better sleep efficiency and more frequent complaints of noctúria obtained higher scores on MIF's total score and motor domain. Better scores on MIF's cognitive domain were related to better educational level.
Subject: Sono
Idosos - Assistência em instituições
Capacidade funcional
Instituição de longa permanencia para idosos
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2009
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Abreu_CarolinaBeckerBuenode_M.pdf3.83 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.