Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310918
Type: TESE
Title: Conhecimento e percepção de escolares com baixa visão sobre sua condição visual, uso de recurso de tecnologia assistiva e expectativas em relação ao futuro
Title Alternative: Low vision student's knowledge and perception about their visual condition, use of assistive technology resources and expectations about the future
Author: Ferroni, Marília Costa Câmara, 1985-
Advisor: Gasparetto, Maria Elisabete Rodrigues Freire, 1949-
Abstract: Resumo: A presente pesquisa teve por objetivos identificar as percepções dos escolares com baixa visão sobre a sua condição visual, verificar o que e como declaram sobre a sua deficiência, conhecer os recursos de tecnologia assistiva utilizados na realização das atividades cotidianas e as suas expectativas em relação ao futuro e oferecer subsídios para o planejamento e ações em Educação, Habilitação e Reabilitação visual. Trata-se de um estudo descritivo, tipo transversal, e, como instrumento de coleta de dados foi utilizado um questionário aplicado por entrevista contendo perguntas abertas e fechadas, elaborado especificamente para esta pesquisa por meio de estudo exploratório. A coleta de dados realizou-se no período de março a agosto de 2010, nos serviços de Habilitação e Reabilitação Visual da Associação de Deficientes Visuais de Ribeirão Preto (ADEVIRP) e no Centro de Estudos e Pesquisas em Reabilitação "Prof. Dr. Gabriel O.S. Porto" (CEPRE). A população foi composta por 19 escolares que situavam-se na faixa etária entre 12 e 17 anos, sendo 10 mulheres e 9 homens, perfazendo um total de 52,6% e 47,4%, respectivamente, 63,2% (12) estavam matriculados no Ensino Fundamental II e 36,8% (6) no Médio. Verificou-se que 94,7% (18) dos entrevistados apresentavam baixa visão congênita e 5,3% (1) adquirida, foram classificadas como baixa visão moderada (78,9%) (15), profunda (15,8%) (3) e grave (5,3%) (1). Com relação às percepções sobre a condição visual, 73,7% (14) relataram enxergar bem, 68,4% (13) declararam conhecer o nome do problema visual, mas somente 36,8% (7) informaram o nome da parte do olho afetada. Quando questionados por outras pessoas sobre a deficiência, 94,7% (18) declararam que respondem naturalmente e apesar dos escolares informarem enxergar bem, verificou-se que apresentam dificuldades na realização de atividades cotidianas, sobressaindo as dificuldades acadêmicas (78,9%) (15) com ênfase nas atividades de leitura da lousa (60,0%) (9) e do dicionário (26,7%) (4). Quanto ao uso de recursos de tecnologia assistiva, sobressaíram os recursos de informática específicos para baixa visão e os recursos não ópticos, na mesma proporção (73,7%) (14), recursos para perto (57,9%) (11) e para longe (52,6%) (10). As principais expectativas dos escolares sobre o futuro relacionam-se à vida profissional (78,9%) (15), vida pessoal e saúde ocular (26,3%) (5). A maioria dos escolares almejava ter um bom emprego. Na vida pessoal verificou-se que os escolares desejavam construir família por meio do casamento. Quanto à saúde ocular, os resultados mostraram que parte dos escolares desejava enxergar melhor enquanto que outros esperam adaptar-se melhor a baixa visão. Conclui-se que apesar de possuírem baixa visão, relatam enxergar bem e possuem dificuldades visuais na realização das atividades cotidianas, sobressaindo-se as dificuldades acadêmicas, sendo a informática o recurso de tecnologia assistiva mais aceito. Conclui-se também que os escolares mostraram-se otimistas em relação ao futuro

Abstract: The purpose of this research was to identify the perception of low vision students about their visual condition, to verify what and how they say about their disability, to know the most important assistive technology resources used during daily activities, and their expectations about the future and also to offer subsidies to the planning of actions in Education, Habilitation and visual Rehabilitation. It is a cross type and descriptive study and as an instrument for data collection was used a questionnaire applied by interviews with discursive and multiple choice questions, elaborated specifically for this research through exploratory study. The data collection were performed from March to August of 2010, at the Visual Habilitation and Rehabilitation services by Ribeirão Preto's Association of Visual Disability (ADEVIRP) and at Center of Studies and Researches in Rehabilitation "Prof. Dr. Gabriel O. S. Porto" (CEPRE). The population was composed by 19 students who were between 12 and 17 years old, with 10 women and 9 men, making up a total of 52,6% and 47,4% , respectively, 63,5% (12) were enrolled in Junior High and 36,8% (6) in High School. It was noticed that 94,7% (18) of the interviewed presented congenital low vision and 5,3% (1) presented acquired low vision. Students had moderate low vision (78,9%) (15), profound (15,8%) (3) and severe (5,3%) (1). When it comes to their own perception about their visual difficulties, 73,7% (14) said they could see properly, 68,4% (13) declared to know the name of their visual problem, but only 36,8% (7) reported the affected eye part. When questioned by other people about their own disability, 94,7% (18) declared answering normally and despite students have informed seeing well, it was noticed that they have difficulties to perform daily activities, especially academic (78,9%) (15) with emphasis on reading the blackboard (60,0%) (9) and dictionaries (26,7%) (4). About the uses of assistive technology resources, the low vision specific computer resources and non optical-aid excelled in the same proportion (73,7%,) (14), near optical aids (57,9%) (11) and far optical aids (52,6%) (10). The student's most important expectations about the future are related to their professional life (78,9%) (15), their personal life and their eye health (26,3%) (5). Most of the students expected to have a good job. About their personal lives, it was verified that they intend to get married and raise a family. About their eye health, results showed that part of the students want to improve their vision, while others expect to adapt to their low vision condition. It's possible to conclude that even though they suffer from low vision, they naturally declare seeing properly and have difficulties when performing daily activities, specially with academic issues, being the computer resources the most accepted. It's also possible to conclude that students demonstrate optimism about the future
Subject: Educação especial
Baixa visão
Portadores de deficiência visual
Adolescência
Reabilitação
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2011
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Ferroni_MariliaCostaCamara_M.pdf642.79 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.