Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/310888
Type: DISSERTAÇÃO
Degree Level: Mestrado
Title: Os mecanismos protetores utilizados por uma equipe multidisciplinar na promoção de crianças e adolescentes resilientes
Title Alternative: Protective mechanism used by a multidisciplinary team in the promotion of children and adolescents resilient
Author: Vincenzi, Maria Regina Rodrigues Costa
Advisor: Zanolli, Maria de Lurdes, 1954-
Abstract: Resumo: O objetivo desta pesquisa é investigar a possibilidade de uma instituição serpromotora de crianças e adolescentes mais resilientes, descrevendo os desafios e os mecanismos possíveis de superá-los. Partindo-se de referenciais teóricos sobre o conceito de resiliência, foi estabelecido um projeto de pesquisa com metodologia qualitativa, tipo estudo de caso, cuja concentração de interesse foi uma instituição que acolhe crianças e adolescentes que vivem em situação de risco. A pesquisa de campo inicialmente foi feita pela técnica de observação participante. Juntamente com os dados obtidos por esta técnica, foram realizadas entrevistas com cinco grupos focais de interesse: de gestores; de profissionais; de estagiários; de crianças/adolescentes que frequentam regularmente a instituição e de jovens egressos. O modelo básico se constituiu em usar para cada grupo, roteiros com questões semiestruturadas sobre: resiliência, fatores de risco, fatores protetores e vulnerabilidade. As entrevistas foram gravadas e transcritas, sendo as categorias elencadas. Obteve-se um conjunto de informações que foram analisadas e interpretadas no contexto da literatura sobre cada tema abordado. Por meio da observação participante e das entrevistas com os grupos focais também foi possível uma avaliação participativa da instituição. Os resultados obtidos indicaram que a importância da formação do vínculo; o cuidar; a disponibilidade para ouvir e uma rede social de apoio são mecanismos promotores de resiliência presentes na instituição. No entanto, a alta rotatividade dos estagiários e a falta de capacitação dos novos integrantes são apontadas como obstáculos dessa promoção. Conclui-se que é uma instituição com possibilidade de promover resiliência por oferecer um espaço que permite relações interpessoais com base na confiança, no acolhimento, na resolução de conflitos e na diminuição da vulnerabilidade a que essas crianças e adolescentes estão expostos. Porém, há a necessidade de realizarem-se novas discussões e intervenções com a participação da sociedade e um maior envolvimento dos gestores para que não ocorra simplesmente a transferência de responsabilidade para uma instituição

Abstract: The objective of this research is to investigate the possibility of an institution to be a promoter of children and adolescents more resilient, describing the challenges and possible mechanisms to overcome them. Based on theoretical frameworks on the concept of resilience, has established a research project with qualitative methodology, case study, the concentration of interest was an institution that welcomes children and adolescents living in situations of risk. Field research was initially done using the technique of participant observation. Together with data that was obtained by this technique, interviews were conducted with five focus groups of interest: managers, professionals, trainees, children and adolescents who regularly attend the institution and the young graduates. The basic model is set up to use for each group tours with semi-structured questions about: resilience, risk factors, protective factors and vulnerability. These interviews were recorded and transcribed, and the categories listed. We obtained a set of information that were analyzed and interpreted in the context of the literature on each topic addressed. Through participant observation and interviews with focus groups there were also a participatory assessment of the institution. The results indicated that the importance of bonding, caring, a willingness to listen and a social support network are mechanisms to resilience in the present institution. However, the high turnover of trainees and lack of training of new members are seen as obstacles to such promotion. We conclude that an institution is able to promote resilience by providing a space for interpersonal relationships based on trust, care, conflict resolution and reducing the vulnerability of these children and adolescents are exposed. However, there is a need to engage in further discussions and interventions with the participation of civil society and greater involvement of managers so that does not simply transfer responsibility to an institution
Subject: Resiliência
Vulnerabilidade social
Menores abandonados
Language: Português
Editor: [s.n.]
Date Issue: 2010
Appears in Collections:FCM - Tese e Dissertação

Files in This Item:
File SizeFormat 
Vincenzi_MariaReginaRodriguesCosta_M.pdf943.18 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.